Átila Abreu vence novamente em Ribeirão Preto

Não poderia vir em melhor lugar a segunda vitória do sorocabano Átila Abreu (Pioneer/Zinco Jeans/AMG Motorsport) na Stock Car. Ele venceu pelo segundo ano consecutivo o GP Ribeirão Preto, disputado neste domingo (17/4) nas ruas da cidade do interior paulista.
“Foi uma vitória muito mais difícil e desgastante do que no ano passado. Apesar disto tive um ritmo muito bom, a equipe AMG me deu um carro bem equilibrado e fizemos uma boa estratégia de pit stop, onde eles novamente mostraram toda a sua eficiência, me devolvendo na liderança”, declarou Átila, que fez questão de acrescentar. “Quero dedicar esta vitória em memória ao Gustavo (Sondermann), meu companheiro de equipe no ano passado e uma pessoa maravilhosa. Valeu Gustavo”.
Com a segunda colocação, o atual campeão Max Wilson (Eurofarma RC) assumiu a liderança da Copa Caixa Stock Car com 52 pontos, seguido de Thiago Camilo (Ipiranga RC) com 47. Terceiro colocado na prova, Cacá Bueno (Red Bull Racing) está empatado com Átila Abreu no terceiro posto somando 46 pontos.
O piloto campineiro Antonio Jorge Neto (Outback Steckhouse), voltou à categoria na etapa de Ribeirão Preto, mas enfrentou uma suspensão quebrada nos treinos e largou ana antepenultima colocação. Na prova, vinha fazendo uma corrida de recuperação, andando no mesmo tempo dos lideres, mas ficou sem freios e teve que abandonar.

Corrida

Largando da terceira posição, Átila Abreu atacou e ultrapassou Cacá Bueno na segunda volta e foi ao encalço do líder Luciano Burti (Itaipava Racing Team). Na sexta volta o piloto da AMG Motorsport já fez o seu pitstop obrigatório, que foi a chave de seu sucesso.
“Nossa estratégia de entrar nos boxes foi muito boa. Fiz uma volta muito rápida antes de entrar, o trabalho de Box foi muito eficiente e no retorno fiz duas voltas muito rápidas”, contou Átila, que voltou para a pista em nono. Na décima passagem, quando todo o pelotão da frente já havia cumprido a sua parada para reabastecimento, Átila apareceu na liderança.
“Tive que andar no limite o tempo todo. Foi uma equação matemática, já que estava muito calor e por isso eu tinha que economizar freios e ao mesmo tempo ser rápido, com muita concentração apesar do desgaste físico e ainda administrando o uso do push-to-pass, já que a pista ficou mais larga e as ultrapassagens eram possíveis”, explicou o piloto apoiado por Pioneer/Zinco Jeans/OTG/Colonial Rodas/Baterias Líder/Monster. “Sou do interior (Sorocaba), sempre fui bem acolhido pelo povo daqui de Ribeirão Preto e por isto fico feliz em correr e vencer aqui”, completou o ‘Rei do Interior’ da Stock Car.
A quarta etapa da Copa Nextel Stock Car será realizada dia 15 de maio, no Velopark, em Nova Santa Rita, no Rio Grande do Sul.

Confira o resultado da prova em Ribeirão Preto:

1) Átila Abreu (A.M.G. Motorsports/Chevrolet), 38 voltas 49min25seg193mil;
2) Max Wilson (Eurofarma RC/Chevrolet), a 0.959;
3) Cacá Bueno (Red Bull Racing/Peugeot), a 3.204;
4) Allam Khodair (Blau Vogel/Chevrolet), a 4.723;
5) Ricardo Mauricio (Eurofarma RC/Chevrolet), a 5.728;
6) Marcos Gomes (Medley FullTime/Peugeot), a 6.627;
7) Xandinho Negrão (Medley FullTime/Peugeot), a 7.010;
8) Thiago Camilo (RCM Motorsport/Chevrolet), a 7.725;
9) Julio Campos (Scuderia 111/Peugeot), a 8.509;
10) Popó Bueno (A.Matheis Motorsport/Chevrolet), a 9.459;
11) Felipe Maluhy (Officer ProGP/Chevrolet), a 10.866;
12) Giuliano Losacco (Hot Car Competições/Chevrolet), a 11.374;
13) Eduardo Leite (Hot Car Competições/Chevrolet), a 12.110;
14) Duda Pamplona (Officer ProGP/Chevrolet), a 12.673;
15) Valdeno Brito (Esso Mobil Super Racing FTS/Chevrolet), a 13.825;
16) Lico Kaesemodel (RCM Motorsport/Chevrolet), a 16.646;
17) Cláudio Ricci (Crystal Racing Team/Chevrolet), a 17.764;
18) Diego Nunes (Bassani Racing/Peugeot), a 18.114;
19) David Muffato (Itaipava Racing Team/Peugeot), a 1 Volta;
20) Alan Hellmeister (Scuderia 111/Peugeot), a 1 Volta;
21) Rodrigo Navarro (JF Racing/Peugeot), a 4 Voltas;
22) Rodrigo Sperafico (JF Racing/Peugeot), a 5 Voltas;
23) Tuka Rocha (BMC Vogel/Chevrolet), a 9 Voltas;
24) Daniel Serra (Red Bull Racing/Peugeot), a 10 Voltas;
25) Luciano Burti (Itaipava Racing Team/Peugeot), a 12 Voltas;
26) Nonô Figueiredo (Esso Mobil Super Racing FTS/Chevrolet), a 14 Voltas;
27) Alceu Feldmann (A.Matheis Motorsport/Chevrolet), a 17 Voltas;
28) Betinho Valério (Amir Nasr Racing/Peugeot), 20 Voltas;
29) Antonio Pizzonia (Amir Nasr Racing/Chevrolet), a 27 Voltas;
30) Antonio Jorge Neto (A.M.G. Motorsports/Chevrolet), a 29 Voltas;
31) Ricardo Zonta (Crystal Racing Team/Chevrolet), a 35 Voltas;
32) Denis Navarro (Bassani Racing/Peugeot), a 38 Voltas.

Confira a classificação da Copa Caixa Stock Car depois de três etapas:

1) Max Wilson, 52 pontos;
2) Thiago Camilo, 47;
3) Átila Abreu e Cacá Bueno, 46;
5) Ricardo Maurício, 28;
6) Ricardo Zonta, 24;
7) Popó Bueno, 22;
8) Daniel Serra, 21;
9) David Muffato, Júlio Campos e Duda Pamplona, 18;
12) Luciano Burti, 16;
13) Allam Khodair e Felipe Maluhy, 14;
15) Marcos Gomes, 12;
16) Giuliano Losacco, 10;
17) Xandinho Negrão, 9;
18) Eduardo Leite, 6;
19) Valdeno Brito, 4;
20) Lico Kaesemodel, 1 ponto


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0