Bruno Senna lidera isolado campeonato da GTE

O segundo lugar nas 6 Horas de Spa, disputadas sábado (dia 4 de maio) no seletivo e tradicional circuito belga, não garantiu apenas mais um pódio para Bruno Senna no Campeonato Mundial de Endurance. Os 18 pontos conquistados levaram o brasileiro da equipe oficial da Aston Martin à liderança do Troféu FIA para pilotos da classe GT, com seis de vantagem sobre o alemão Stefan Mücke e o inglês Darren Turner. A terceira etapa está marcada para 22 de junho e vem sendo aguardada com enorme expectativa, já que as 24 Horas de Le Mans são o ponto mais alto do calendário das corridas de resistência e oferecerão pontuação em dobro.

Bruno, que correu na Bélgica na companhia do francês Fred Makowiecki e do alemão Rob Bell, vinha de vitória em Silverstone ao lado de Mücke e Turner. Destaque da sessão classificatória da sexta-feira, quando estabeleceu o melhor tempo da classe, foi fundamental para a pole do trio do Vantage de nº 98, já que o regulamento leva em conta a média das duas melhores voltas de dois pilotos por carro – Makowiecki foi o outro integrante da equipe a entrar na pista.

Na prova, no entanto, a luta contra as Ferrari F458 foi acirrada desde a largada e um acidente envolvendo o amazonense Antonio Pizzonia foi determinante para o resultado final. Pouco depois da primeira parada para reabastecimento e troca de pneus dos carros italianos, a pancada de Pizzonia obrigou à entrada do safety car e permitiu que as Ferrari recuperassem o tempo perdido nos boxes. “Tivemos de correr muito para descontar o prejuízo”, explicou Bruno, o segundo da equipe a ocupar o cockpit pit. Com isso, a estratégia da Aston Martin deve de ser repensada. “Optamos por não substituir os pneus, mesmo sabendo dos riscos de eles não suportarem. O desgaste realmente foi grande, mas conseguimos terminar a menos de 10 segundos do Fisichella e do Bruni e ainda resistir à pressão do carro do Vilander e do Kobayashi no final”, acrescentou.

Já de olho na mais aguardada etapa da temporada, Bruno comemorou o resultado. “Foi um ótimo fim de semana para a gente, com o segundo lugar e a pole. Tivemos de fazer um pit stop logo depois do safety car e ainda levamos uma punição por causa disso. Arriscamos bastante na estratégia, com menos trocas de pneus. Foi super no limite, o consumo de pneus estava alto, mas tanto eu quanto o Fred conseguimos fazer funcionar. Foi uma das grandes corridas que a gente fez. Estou contente, tudo está parecendo bom para Le Mans. Não vejo a hora de chegar lá e, quem sabe, subir ao pódio mais uma vez.”

A classificação do Troféu FIA Endurance para pilotos da GT está assim:

1 – Bruno Senna, 44 pontos
2 – Darren Turner e Stefan Mücke, 38
4 – Giancarlo Fisichella e Gianmaria Bruni, 36
6 – Fred Makowiecki, Kamuy Kobayashi e Toni Vilander, 33
9 – Paul Dalla Lana e Pedro Lamy, 23
11 – Marc Lieb, Richard Lietz e Romain Dumas, 22


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0