Bruno Senna se dá bem e estreia vencendo


Uma aposta arriscada de Bruno Senna ajudou a Aston Martin a conquistar a vitória nas 6 Horas de Silverstone, prova de abertura da temporada 2013 do Campeonato Mundial de Endurance – WEC. Ao assumir o volante do Vantage V8 da Aston Martin da classe GTE Pro, o piloto brasileiro foi surpreendido pela chegada da chuva num momento em que sua equipe liderava com 15 segundos de vantagem para a Ferrari do japonês Kamui Kobayashi e do finlandês Toni Vilander. Acreditando na melhoria do tempo, Bruno decidiu se manter na pista com pneus de seco, enquanto a Ferrari optou pela troca pelos intermediários. “Andei oito voltas com slicks, sem experiência com o carro nessas condições, mas a aposta deu certo”, festejou Bruno, que estreou com o pé direito na nova categoria – o carro saiu na pole, comandou as 171 voltas e ainda fez o giro mais rápido.
Velho frequentador do pódio de Silverstone, que conhece bem dos seus dias na Fórmula 3 e na Fórmula GP2, Bruno elogiou o trabalho da equipe oficial da Aston Martin. “Foi um dia muito bom. O carro estava sólido desde os treinos classificatórios. Hoje, não deu nenhum problema. Só precisamos nos preocupar em reabastecer, trocar pneus e mudar os pilotos, sem qualquer drama”, explicou Bruno. Terceiro a ocupar o cockpit do modelo inglês, Bruno louvou o esforço do alemão Stefan Mücke, integrante do trio completado pelo britânico Darren Turner.”Ele largou e conseguiu imprimir um ritmo forte que nos manteve à frente”, explicou.

Pelo planejamento da equipe, Bruno deveria estar ao volante para receber a bandeira quadriculada, mas as duas neutralizações da prova para limpeza de detritos na pista diminuíram o ritmo, baixaram o consumo de combustível e permitiram que Turner esticasse a sua tocada. “Eu andaria apenas mais sete voltas. Quando ele parou pela última vez para colocar combustível, fazia todo sentido que não houvesse a troca do piloto”, disse.
Apesar da alegria pelo resultado, Bruno fez questão de manter os pés no chão e reforçar o discurso segundo o qual o campeonato será intensamente disputado. Todos os carros da GTE Pro completaram a corrida e espera-se a estreia de outros competidores em Spa, onde o calendário voltará a ser movimentado dia 4 de maio. “Vai ser muito difícil. Hoje, os problemas mecânicos foram poucos. Nosso carro está superconfiável, mas os adversários também estão fortes”, concluiu.
Entre os supervelozes protótipos da LMP1, o escocês Alan McNish, o dinamarquês Tom Kristensen e o francês Loic Duval comandaram a dobradinha do Audi R18 e-tron quattro, percorrendo a distância total em 197 voltas e superando o segundo carro da fábrica alemã – dividido por Lotterer-Tréluyer-Fassler – por menos de quatro segundos. A outra vitória brasileira do dia foi alcançada por Antonio Pizzonia com o Oreca-Nissan da LMP2, juntamente com os ingleses James Walker e Tor Graves.

O resultado das 6 Horas de Silverstone na classe GTE:
1 – Aston Martin Racing – Darren TURNER, Stefan MÜCKE, Bruno SENNA – Aston Martin Vantage V8 – 171 voltas
2 – AF Corse – Kamui KOBAYASHI, Toni VILANDER – Ferrari F458 Italia – a 1 volta
3 – Aston Martin Racing – Paul DALLA LANA, Frédéric MAKOWIECKI, Pedro LAMY – Aston Martin Vantage V8 – a 1 volta
4 – Porsche AG Team Manthey – Marc LIEB, Richard LIETZ, Romain DUMAS – Porsche 911 RSR – a 1 volta
5 – AF Corse – Gianmaria BRUNI, Giancarlo FISICHELLA, – Ferrari F458 Italia – a 1 volta
6 – Porsche AG Team Manthey – Jörg BERGMEISTER, Patrick PILET, Timo BERNHARD – Porsche 911 RSR – a 3 voltas


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0