Equipe Ford Racing Trucks apresenta reforços para Curitiba


Neste final de semana (12, 13 e 14/11) a cidade paranaense de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, recebe os 24 caminhões da Fórmula Truck para a nona etapa da maior categoria do automobilismo Sul-Americano. Os gigantes vão queimar o asfalto no Autódromo Internacional de Curitiba. E a equipe Ford Racing Trucks  apresenta novidades para a prova. Os reforços no time são os preparadores Anésio Hernandez e Zereu, que já começaram os trabalhos para o acerto dos Ford Cargo visando a reta final do campeonato.
“Nós contratamos dois preparadores visando o ano que vem, mas eles já começaram a trabalhar no desenvolvimento dos caminhões para esta etapa. Infelizmente o tempo é pouco para o fim do campeonato, mas pudemos testar o equipamento na pista de Piracicaba (SP) e sentimos uma melhora, que será boa para as corridas restantes. As mexidas deram certo e lá funcionou, mas precisamos ver como será em Curitiba. Vamos fazer nosso melhor para tentar um bom resultado nessa prova”, analisou o chefe de equipe Djalma Fogaça.
O traçado misto de 3.695 metros de extensão do autódromo paranaense, com sete curvas para direita e quatro para esquerda e uma grande reta com 980 metros, não favorece as características dos caminhões Ford Cargo, de 9 litros, mais leves e curtos que os de 12 litros, que têm vantagem nesse tipo de pista. Mas a evolução do equipamento anima a equipe para tentar um resultado melhor no fechamento do certame.
“Estou bem contente com meus pilotos. O Danilo [Dirani] vem cada vez mais mostrando sua força. O [Bruno] Junqueira evoluiu muito durante o ano, está mais constante e fez várias ultrapassagens na última prova. O Andersom [Toso] fez na última corrida a melhor classificação de largada dele e está mais adaptado ao Truck. Falta só a gente terminar bem uma prova. Estamos com bom ritmo e os novos preparadores vieram para dar um gás a mais nesse final de ano. Vamos aliar o bom momento dos pilotos com essa melhora dos caminhões para fazer uma boa corrida”, projetou Fogaça.
Para Danilo Dirani, piloto do Ford Cargo nº 56, ainda há como sair de Curitiba com um resultado positivo. “As modificações melhoraram o caminhão nos testes; o Anésio e o Zereu já colocaram a mão na massa e fizeram certo. Nosso equipamento é bom, mas a pista de Curitiba não nos favorece. O foco é tentar fechar uma corrida e terminar bem. Pelas melhorias, creio que conseguimos largar na frente, nas duas primeiras filas. Vamos com tudo pra cima e espero conseguir um pódio”, comentou o piloto paulista.
Já o gaúcho Andersom Toso confia na sua experiência com o traçado da nona etapa para tirar vantagem de seu caminhão. “Já andei de quase tudo lá em Curitiba, como protótipos, GT, Pickup e também com a Fórmula Truck. A pista tem algumas manhas e podemos sair com um bom resultado. Já me adaptei bem ao Ford e estamos confiantes para estas duas etapas restantes. Temos força para surpreender ainda”, salientou o piloto do Ford Cargo nº 46.
A programação do GP Petrobras começa com as sessões de treinos livres às 12h00 e às 15h00 de sexta-feira (12). No sábado, as sessões livres serão às 9h00 e às 11h00 e a tomada de tempo para o grid de largada será às 14h00, com a super classificação prevista para as 15h30.
No domingo, o warm-up será às 9h00 e a largada às 14h00. A prova terá transmissão ao vivo pela Rede Band de TV.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0