Prova emocionante mantém Brangatini na liderança

 
O londrinense Cesinha Bonilha e o carioca Serafin Jr. dominaram a segunda rodada dupla (3ª e 4ª etapas) do Trofeo Linea, realizada neste domingo no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, PR. Quem  brilhou também foi o estreante neste competição, Christian Fittipaldi. O terceiro lugar na segunda bateria foi um merecido prêmio ao desempenho apresentado desde a sexta-feira. O ex-piloto da Fórmula 1, Fórmula Indy e Nascar, entre outras categorias de ponta do automobilismo mundial, só fechou a participação no Trofeo Linea nos últimos dias. “Até o começo da semana passada, achava que passaria o domingo na praia”, brincou.
Segundo Christian, a volta de uma parceria vitoriosa do início da carreira foi o segredo do começo mais do que animador. “Fazia pouco mais de 20 anos que eu não trabalhava com meu pai”, disse, ressaltando a importância do chefe de equipe Wilsinho Fittipaldi nos resultados em Londrina.
A vitória de Cesinha na primeira bateria foi ainda mais espantosa, já que ele só confirmou presença no grid na sexta-feira, quando conseguiu completar o orçamento necessário para ocupar a vaga deixada por Luciano Kubrusly, abatido por uma tendinite no joelho direito. Já com a experiência da abertura do calendário no Rio de Janeiro, Serafin aproveitou-se do sistema de grid invertido da categoria – a ordem de largada da segunda prova inverte as posições de chegada dos oito primeiros da anterior – para sair na pole e ganhar de ponta a ponta. Com o 5º lugar na segunda corrida, André Bragantini manteve a liderança do campeonato.

Na segunda prova, Cesinha não levou tanta sorte e abandonou depois de um toque com André Bragantini. Mesmo assim, fechou o domingo com o maior número de pontos entre os 21 pilotos, já que a corrida de abertura da programação tem pontuação superior. O degrau mais alto do pódio foi herdado por Serafin Jr. “Aqui é muito difícil ultrapassar, por causa das dimensões do traçado”, reconheceu. Apesar de toda a pressão movida por Giuliano Losacco, que saiu em segundo e não deu trégua até cruzar a linha de chegada colado no vencedor, Serafin conquistou sua primeira vitória na categoria. “Corridas com esse formato são sempre mais equilibradas”, reconheceu Losacco, aliviado com o que espera ser o início de uma fase mais favorável. “A equipe conseguiu melhorar o carro do Rio de Janeiro para cá”, justificou.

O piloto campineiro Antonio Jorge Neto (Sinal/Banco Itaú) fez as duas baterias pensando em somar pontos e assim continuar na disputa pelo titulo. Na primeira bateria, Neto chegou em quarto e na segunda, devido ao grid invertido e a dificuldade de ultrapassar, devido ao circuito ser muito travado, foi o nono colocado, mantendo assim a vice liderança do troféu.

 Já na Formula Future Fiat João Jardim confirmou porque é um dos favoritos à conquista do título da categoria após a rodada dupla (3ª e 4ª etapas) deste domingo no Autódromo Internacional Ayrton Senna. Além da conquista de sua primeira vitória na primeira bateria, Jardim assumiu de forma isolada a liderança do campeonato. Na segunda corrida, quem se deu melhor foi o gaúcho Francisco Alfaya, agora vice-líder com um ponto a menos. “Consegui cumprir o meu objetivo de sair daqui à frente desta briga pela vaga na escola da Ferrari no ano que vem. Sei que um título não se conquista apenas com vitórias, mas sim com regularidade. E hoje eu pude a ganhar a minha primeira prova e sair daqui líder. Foi difícil, mas valeu a pena”, disse o garoto de 17 anos.

 A próxima rodada dupla do Trofeo Linea e do Formula Future Fiat será disputada dia 22 de agosto, em Interlagos.

O Racing Festival, apresentado pela Fiat e Banco Santander, tem patrocínio da Shell, co-patrocínio da Pirelli e FPT Powertrain Technologies, apoio Magneti Marelli e Rodas Scorro e realização da RM Racing Events.

1ª Bateria:

1) Cesinha Bonilha
2) Alceu Feldmann
3) Ricardo Maurício
4) Antonio Jorge Neto
5) Duda Pamplona
6) José Vitte
7) Giuliano Losacco
8) Serafin Jr.
9) Christian Fittipaldi
10) Popó Bueno
11) André Bragantini
12) Thiago Camilo
13) Cacá Bueno
14) Rodrigo Navarro
15) Ulisses Silva
16) Clemente Faria Jr.
17) José Cordova
18) Fernando Nienkötter
19) Cesare Marrucci
20) Betinho Sartório
21) Leonardo Nienkötter

Melhor volta: Christian Fittipaldi, 1min29s231
2ª Bateria

1) Serafin Jr., 28min10s141
2) Giuliano Losacco, a 0s263
3) Christian Fittipaldi, a 0s901
4) Ricardo Maurício, a 1s143
5) André Bragantini, a 1s381
6) Duda pamplona, a 1s190
7) Alceu Feldmann, a 2s329
8) Cacá Bueno, a 3s326
9) Antonio Jorge Neto, a 3s635
10) Thiago Camilo, a 4s057
11) Popó Bueno, a 4s440
12) José Cordova, a 4s947
13) Rodrigo Navaroo, a 6s189
14) Leonardo Nienkötter, a 6s658
15) Betinho Sartório,a 9s449
16) Ulisses Silva, a 9s860
17) Cesare Marrucci, a 10s338
18) Clemente Faria Jr., a 1 volta
19) José Vitte, a 4 voltas
20) Cesinha Bonilha, a 4 voltas

Não classificado: Fernando Nienkötter
Melhor volta: Cacá Bueno, em 1min29s805
Classificação do campeonato:

1) André Bragantini 32
2) Antonio Jorge Neto 30
3) Alceu Feldmann 28
4) Ricardo Maurício 22
5) Popó Bueno e Giuliano Losacco 21
7) Cesar Bonilha 20
8) Ulisses Silva e Serafin Jr. 18
10) José Cordova e José Vitte 14
12) Duda Pamplona e Christian Fittipaldi 12
14) Cacá Bueno 7
15) Leonardo Nienkotter 6
16) Cesare Marrucci 1


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0