Serra e Wilson são os vencedores na Stock Car

Stock Velopark

Os paulistas Daniel Serra (Red Bull) e Max Wilson (Eurofarma) dividiram as vitórias na rodada dupla da terceira etapa da Stock Car, mas quem quase roubou a cena no circuito gaúcho do Velopark neste domingo foi o paranaense Júlio Campos. Com dois terceiros lugares e o terceiro pódio consecutivo, o piloto da Equipe Prati-Donaduzzi assumiu a vice-liderança do campeonato e está agora mordendo os calcanhares de Cacá Bueno (Red Bull), que tem uma escassa vantagem de três pontos na classificação geral. Esta é a melhor posição ocupada por Campos, de 33 anos, desde que ingressou na Stock Car em 2006. Cansado pelo desgaste excessivo nas provas disputadas sob forte calor, Campos lembrou que o planejamento deu certo. “Estamos aqui para brigar pelo título e, para isso, é fundamental somar o máximo de pontos a cada etapa. Eu até poderia ter usado o botão de ultrapassagem para passar o Marcos Gomes na primeira corrida, mas achei melhor guardar um pouco para a segunda. Dei sorte porque nas duas entradas do safety car eu ainda tinha uma reserva do push-to-pass”, explicou. Campos vinha de um terceiro lugar no início do mês em Ribeirão Preto. Neste fim de semana, andou entre os mais rápidos desde os treinos livres, largou em terceiro na abertura do programa, atrás do pole Marcos Gomes (Voxx Racing) e de Serra. Trocou várias vezes de posto com Gomes, depois que Serra assumiu a ponta após as paradas para reabastecimento e troca de pneus, e se contentou com a última vaga no pódio. Na corrida 2, largou em 8º, aproveitou erros dos rivais, encostou nos ponteiros e administrou bem o resultado. “Mesmo dentro do carro, eu ia fazendo contas e sabia que nas posições em que terminamos a prova eu ficaria muito próximo do Cacá”, disse. O resultado na segunda prova, em que Max soube aproveitar a vantagem de sair na ponta garantida pelo 10º lugar na primeira, superou sua expectativa, mas também o redimiu da amarga decepção da etapa do ano passado, quando saiu na frente na primeira corrida e caminhava para uma vitória tranquila antes de abandonar por causa da explosão de um disco de freios. “Eu poderia ter saído daqui na liderança, mas agora é passado. Fico contente em poder oferecer os dois pódios de hoje à Prati-Donaduzzi, porque sei que não é fácil conseguir isso na mesma etapa”, lembrou o curitibano, que nos últimos dias recebeu várias mensagens de apoio do francês Nicolas Prost, com quem compartilhou o cockpit na abertura da temporada em Goiânia. O amazonense Antonio Pizzonia não levou a mesma sorte que o companheiro de equipe. Como já era previsto, fez uma excelente primeira parte da corrida 1, subindo do 19º no grid para o 10º lugar na hora do pit stop. Aos poucos, no entanto, o carro perdeu rendimento e o forçou a entrar nos boxes para averiguar asa causas do superaquecimento do motor. Na segunda, mesmo partindo do fundo do grid, voltou a fazer uma prova agressiva, repleta de ultrapassagens e ainda cruzou a linha de chegada num honroso 13º lugar.

Os resultados no Velopark (sujeitos a verificações técnicas e desportivas): 1ª corrida: 1 – Daniel Serra – Red Bull Racing – Chevrolet – 47 voltas em 47:08.923 2 – Marcos Gomes – Voxx Racing Team – Peugeot – a 0.691 3 – Júlio Campos – Prati-Donaduzzi – Peugeot – a 3.630 4 – Rubens Barrichello – Full Time Sports – Chevrolet – a 12.213 5 – Cacá Bueno – Red Bull Racing – Chevrolet – a 21.813 6 – Ricardo Mauricio – Eurofarma RC – Chevrolet – a 22.876 7 – Allam Khodair – Full Time Sports – Chevrolet – a 24.810 8 – Diego Nunes – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 26.113 9 – Sergio Jimenez – C2 Team – Chevrolet – a 26.833 10 – Max Wilson – Eurofarma RC – Chevrolet – a 27.939 11 – Valdeno Brito – Shell Racing – Chevrolet – a 29.325 12 – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 30.106 13 – Ricardo Zonta – Shell Racing – Chevrolet – a 30.433 14 – Felipe Fraga – Voxx Racing Team – Peugeot – a 34.580 15 – Rafael Suzuki – RZ Motorsport – Chevrolet – a 46.945 16 – Átila Abreu – AMG Motorsport – Chevrolet – a 47.848 17 – Rafa Matos – Schin Racing Team – Peugeot – a 49.100 18 – Felipe Lapenna – Schin Racing Team – Peugeot – a 1 volta 19 – Raphael Abbate – Hot Car Competições – Chevrolet – a 1 volta 20 – Lucas Foresti – AMG Motorsport – Chevrolet – a 2 voltas 21 – Popó Bueno – Cavaleiro Racing Sports – Peugeot – a 2 voltas 22 – Vitor Genz – Boettger Competições – Peugeot – a 3 voltas 23 – Bia Figueiredo – União Química Racing – Peugeot – a 3 voltas 24 – Antonio Pizzonia – Prati-Donaduzzi – Peugeot – a 11 voltas 25 – Luciano Burti – RZ Motorsport – Chevrolet – a 14 voltas 26 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 15 voltas 27 – Gabriel Casagrande – C2 Team – Chevrolet – a 16 voltas 28 – Tuka Rocha – União Química Racing – Peugeot – a 29 voltas 29 – Fábio Fogaça – Hot Car Competições – Chevrolet – a 32 voltas 30 – Denis Navarro – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 34 voltas 31 – Cesar Ramos – Cavaleiro Racing Sports – Peugeot – a 41 voltas

2ª corrida: 1 – Max Wilson – Eurofarma RC – Chevrolet – 26 voltas em 28:06.567 – 2 – Cacá Bueno – Red Bull Racing – Chevrolet – a 1.343 3 – Júlio Campos – Prati-Donaduzzi – Peugeot – a 3.024 4 – Daniel Serra – Red Bull Racing – Chevrolet – a 3.774 5 – Rubens Barrichello – Full Time Sports – Chevrolet – a 5.327 6 – Felipe Lapenna – Schin Racing Team – Peugeot – a 11.440 7 – Gabriel Casagrande – C2 Team – Chevrolet – a 11.930 8 – Ricardo Zonta – Shell Racing – Chevrolet – a 12.299 9 – Vitor Genz – Boettger Competições – Peugeot – a 13.418 10 – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 14.219 11 – Popó Bueno – Cavaleiro Racing Sports – Peugeot – a 14.220 12 – Marcos Gomes – Voxx Racing Team – Peugeot – a 14.793 13 – Antonio Pizzonia – Prati-Donaduzzi – Peugeot – a 15.797 14 – Luciano Burti – RZ Motorsport – Chevrolet – a 18.484 15 – Allam Khodair – Full Time Sports – Chevrolet – a 18.588 16 – Lucas Foresti – AMG Motorsport – Chevrolet – a 20.298 17 – Sergio Jimenez – C2 Team – Chevrolet – a 27.519 18 – Bia Figueiredo – União Química Racing – Peugeot – a 28.237 19 – Rafael Suzuki – RZ Motorsport – Chevrolet – a 36.882 20 – Cesar Ramos – Eurofarma RC – Chevrolet – a 48.192 21 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 6 voltas 22 – Átlia Abreu – AMG Motorsport – Chevrolet – a 6 voltas 23 – Denis Navarro – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 7 voltas 24 – Tuka Rocha – União Química Racing – Peugeot – a 9 voltas 25 – Rafa Matos – Schin Racing Team – Peugeot – a 11 voltas 26 – Valdeno Brito – Shell Racing – Chevrolet – a 14 voltas 27 – Fábio Fogaça – Hot Car Competições – Chevrolet – a 22 voltas

Campeonato: 1 – Cacá Bueno – 62 2 – Julio Campos – 59 3 – Marcos Gomes – 54 4 – Rubens Barrichello – 51 5 – Allam Khodair – 41 6 – Thiago Camilo – 39 7 – Sergio Jimenez – 38 8 – Daniel Serra – 36 9 – Max Wilson – 33 10 – Ricardo Mauricio e Vitor Genz – 27 12 – Diego Nunes – 26 13 – Tuka Rocha – 23 14 – Felipe Fraga – 22 15 – Átila Abreu – 21 16 – Galid Osman – 20 17 – Antonio Pizzonia – 19 18 – Felipe Lapenna – 18 19 – Rafael Suzuki – 17 20 – Ricardo Zonta e Valdeno Brito – 15 22 – Gabriel Casagrande e Luciano Burti – 13 24 – Denis Navarro – 11 25 – Raphael Matos – 9 26 – Popó Bueno – 4 27 – Bia Figueiredo e Raphael Abbate – 3 29 – Lucas Foresti – 1


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0