Geely EC7 é mais um chinês que chega ao País

geely_bx_6

 

A chinesa Geely deu o pontapé inicial de suas atividades no Brasil, com o lançamento oficial do sedã EC7, que começará ser vendido, a partir de março, em nosso mercado. O início das operações desta marca, detentora da Volvo, promete acirrar a concorrência entre as chinesas instalada no País, casos de JAC e da Chery. Quem pode ganhar com isso são os consumidores que passam ter mais opções de modelos com generosa carga de equipamentos a preços mais atraentes do que os normalmente praticados pelos fabricantes mais tradicionais em nossa praça.

O EC7 chega de olho nos concorrentes Nissan Versa, Chevrolet Cobalt, Fiat Linea e JAC J5, velhos  conhecidos dos brasileiros. Por várias razões, não dá para afirmar que o chinês poderá encarar os japoneses Honda Civic e Toyota Corolla, mas tem boas chances de abrir com relativo sucesso o nosso mercado para futuros produtos da Geely no Brasil, caso do subcompacto GC2 que desembarcará por aqui em março.

No evento de oficialização do início das atividades da Geely no Brasil, realizado em Itu – sede do grupo que representa a marca no País –, os executivos da empresa realçaram as potencialidades de nosso mercado e, obviamente, enalteceram os seus produtos. Infelizmente, no entanto, não informaram o preço do EC7, sugerindo que ele deverá ficar na casa dos R$ 50 mil. O valor a ser sugerido para o GC2 também não foi revalado, mas é dado como certo que não passará dos R$ 30 mil.

geely_bx_detalhe_1

O EC7 é montado no Uruguai – a empresa não descarta a possibilidade de construir uma unidade de produção no Brasil. Segundo a marca,  sedã é o único modelo 100% made in China entre os 20 mais vendidos naquele país. A Geely pretende vender 3.500 unidades no Brasil entre março e dezembro (60% do GC2, 40% do EC7). A sua rede de lojas inicia os trabalhos com 15 unidades, e deve chegar ao final de 2014 com 25, a maioria no Sul e no Sudeste.

geely_bx_motor

O modelo chega com motor 1.8 16V a gasolina de 130 cv, acoplado a uma transmissão manual de cinco velocidades. Em julho deste ano seu motor vira flex. A versão com câmbio automático só chega em 2015.

Com 4,64 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,47 m de altura e 2,65 m de entre-eixos, o modelo tem como um dos destaques  o generoso porta-malas de 670 litros. Além dos obrigatórios ABS (com EBD) e airbag, o EC7 tem freio a disco nas quatro rodas, barras de proteção lateral, cintos de três pontos para cinco ocupantes, sistema Isofix de fixação de cadeiras para crianças, sensor de estacionamento traseiro, entre outros itens de segurança.

geely_bx_painel

Em termos de conforto, o EC7 ar-condicionado com controle eletrônico, oferece direção hidráulica, bancos de couro, coluna de direção com regulagem de altura (mas não de profundidade), computador de bordo (com funções de autonomia, velocidade média e hodômetro parcial), destravamento do porta-malas, travas elétricas nas quatro portas, entre outros itens.

Quanto ao desempenho, dados de fábrica indicam que o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 12 segundos, com velocidade máxima de 185 km/h. A marca não fornece dados de consumo. Suas rodas são de liga leve de 16 polegadas (inclusive o estepe). O tanque de combustível tem 50 litros. No mercado brasileiro o sedã da Geely estará disponível nas cores preto e branco sólidos e metálicos prata, cinza e azul.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0