EcoBoost deve superar um milhão de vendas

Fusion_11b

A Ford anunciou que a venda de veículos equipados com motores EcoBoost deve superar o volume anual de um milhão de unidades nos Estados Unidos. A aceitação dessa nova tecnologia cresce também em várias partes do mundo, como no Brasil, onde está presente no Fusion.

O crescimento na venda dos novos motores da Ford é um reflexo da procura por veículos mais eficientes e econômicos. A tecnologia EcoBoost combina blocos compactos equipados com turbo, injeção direta e comando de válvulas variável para oferecer um desempenho equivalente de motores maiores com um consumo até 15% menor.

Lançada em 2009, a família EcoBoost chegou a dois milhões de unidades em 2013 e, este ano, comemorou cinco milhões de motores, com aceitação crescente nos mercados globais. A linha hoje é formada pelas versões 1,0 litro de três cilindros; 1.5, 1.6, 2.0 e 2.3 de quatro cilindros; e os potentes V6 de 2,7 e 3,5 litros. Um novo V6 de 3,0 litros, exclusivo da linha Lincoln, vai estrear em 2016.

Nos Estados Unidos, este ano os motores EcoBoost já respondem por 78% das vendas do Escape, 64% da F-150 e 43% do Fusion. A van Transit e o Mustang completam a lista de modelos mais vendidos com essa motorização. Para atender à demanda do EcoBoost 2,0 litros que vai equipar o novo Edge, a Ford investiu recentemente quase US$ 200 milhões em sua fábrica de motores em Cleveland, nos EUA.

Na Europa, o motor EcoBoost 1,0 litro equipa hoje 20% dos carros vendidos pela marca, que dobrou a capacidade de produção da fábrica de Colônia, na Alemanha, para mais de 1.000 unidades por dia para atender a demanda. A tecnologia está impulsionando também a venda de esportivos, nos modelos Mustang 2,3 litros, Fiesta ST 1,6 litro e Focus ST 2,0 litros. No Brasil, o Fusion tem cerca de 80% das vendas concentradas na versão EcoBoost.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0