Baianos não vão ver a Stock Car em 2015

Stock Salvador

O anel externo do Autódromo Internacional de Curitiba substituirá o traçado de rua de Salvador em 2015 na  Stock Car, na rodada dupla marcada para o dia 2 de agosto. A capital baiana ficará de fora do calendário pela primeira vez desde 2009, quando recebeu a então inédita etapa da mais importante categoria do automobilismo nacional. Palco da quarta etapa da temporada, que acontece no próximo dia 31, a capital paranaense receberá mais uma rodada dupla no dia 18 de outubro, já prevista anteriormente no calendário.
“Infelizmente não chegamos a um acordo com a prefeitura de Salvador e o governo do Estado da Bahia em tempo para a realização da prova em 2015. Por isso vamos para Curitiba, um dos autódromos que mais recebeu a Stock Car na história”, comentou Maurício Slaviero, diretor da Vicar, empresa promotora da categoria.
De fato, o autódromo localizado em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense, é a segunda pista que mais corridas recebeu da categoria em toda a história: foram 49 provas. “A movimentação financeira em Salvador em todos esses anos em que corremos lá foi enorme, segundo o próprio governo do Estado da Bahia. Só entre organização, pilotos, equipes e patrocinadores, foram mais de 2.500 pessoas que viajaram para Salvador em cada um dos seis anos que realizamos a etapa lá. Foi uma excelente parceria que vivemos, em que ótimos resultados foram alcançados para todas as partes envolvidas. Com certeza a família Stock Car sentirá muitas saudades de Salvador e do povo baiano, sempre muito receptivo e hospitaleiro. Nada impede que o GP Bahia retorne futuramente ao nosso calendário”, finalizou o dirigente. Em sete corridas disputadas na Bahia, Cacá Bueno venceu em 2009 e 2010, Thiago Camilo em 2011, Allam Khodair em 2012 e 2014, Ricardo Maurício em 2013 e Sérgio Jimenez também em 2014.

Números do GP Bahia

Cerca de R$ 12 milhões de movimentação financeira na cidade nos finais de semana de cada corrida realizada – Presença de mais de 2.500 pessoas envolvidas com o evento, entre organização, pilotos, equipes, patrocinadores, em cada etapa – Mais de 8 milhões de pessoas impactadas pelas transmissões de TV nos seis anos – Mais de 800 mil acessos individuais no site oficial do evento, na semana de cada corrida na Bahia – Média de público superior a 38 mil pessoas por corrida – Mais de 1.500 empregos temporários gerados diretamente, entre profissionais que atuam na montagem das estruturas, limpeza, segurança, garçons e outros ramos de serviço

Como ficou o calendário 2015
 31/05 – Curitiba 28/06 – Santa Cruz do Sul 02/08 – Curitiba 16/08 – Goiânia 30/08 – Cascavel 13/09 – Brasília/Alternativa 18/10 – Curitiba 08/11 – Tarumã 13/12 – Interlagos


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0