Coluna “Andando de Carro” 12.07.2020

Corolla vira SUV

Antônio Fraga | ACidadeON Campinas
12/7/2020
O carro mais vendido do mundo, o Corolla, agora vai para o segmento que mais cresce. (Foto: Divulgação)
Corolla vira SUV. (Foto: Divulgação)

O mercado de SUV é a bola da vez já faz alguns anos. É disparado o segmento que mais cresce. E todo mundo quer estar forte nesse nicho. Por isso, a Toyota prepara a chegada de mais um modelo ao mercado brasileiro: o Corolla Cross, mostrado esta semana na Tailândia. É a fome com a vontade de comer: o modelo mais vendido no mundo, o Corolla, com o queridinho segmento que mais vende na atualidade. Segundo informações, o novo integrante da marca será produzido na fábrica de Sorocaba, interior de São Paulo, no próximo ano.

Será fabricado na mesma plataforma do Corolla. Porém, os dois modelos são diferentes. O entre eixos do Corolla Cross é quatro centímetros menor do que o do sedã, mas exatamente igual ao do modelo que será seu maior concorrente, o Jeep Compass, ou seja, 2,64 metros. O Cross tem 4,46 metros de comprimento, 1,82 metro de altura e 1,62 metro de largura. Já o porta-malas conta com 487 litros de capacidade. O Compass oferece 410 litros. Na lista de equipamentos do modelo tailandês há frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa, piloto automático adaptativo, sete airbags, seletor de modos de condução, ar condicionado de duas zonas, central multimídia com tela de nove polegadas, farol alto automático, monitor de pontos cegos, câmeras com visão 360 graus e alerta de tráfego traseiro.

As versões de entrada serão equipadas com motor 1.8 de 142 cavalos de potência máxima. No Brasil, o novo modelo deverá receber o propulsor de dois litros flex de 177 cavalos. A Toyota anunciou para o Corolla Cross uma versão com motor híbrido, o qual combina o motor 1.8 de 98 cavalos a um motor elétrico somando 122 cv.

O SUV de luxo Audi Q5 ganha as suas primeiras alterações depois do lançamento da segunda geração. (Foto: Divulgação)

Ainda melhor

No terceiro trimestre deste ano, ainda sem data marcada, a Audi vai lançar um facelift da segunda geração do Q5. O SUV premium da marca alemã vai ganhar mais tecnologia, um sistema de info-entretenimento denominado MIB3, com um processador mais rápido. Isso agiliza também as informações do trânsito num tempo. Por dentro, o modelo ganha mais sofisticação no acabamento e pequenas modificações externas. O novo Q5 vai ficar um pouco maior, graças aos novos para-choques.

Os poucos botões que o modelos ainda tem serão substituídos por comandos sensíveis ao toque.

O Q5, que é produzido em San José Chiapa, no México, terá como destaque o motor híbrido. Aliás, a marca das quatro argolas está saindo na frente na eletrificação dos seus modelos.

A Aston Martin vai vender 25 unidades do carro de James Bond por míseros 18 milhões de reais. (Foto: Divulgação)

Pura maldade

Apenas 25 cidadãos privilegiados terão acesso aos Aston Martin DB5 da série Continuation. O modelo, que parou de ser fabricado em 1965, se eternizou como o carro de James Bond no terceiro filme da saga, “James Bond contra Goldfinger”, há mais de 50 anos. O carro, que teve 900 unidades produzidas, foi eleito o carro mais famoso do mundo.

Os modelos para colecionadores custarão cerca de três milhões de euros, algo em torno de R$ 18 milhões.
Para o novo DB5, a Aston Martin manteve os mesmos princípios de produção da época e manteve as “armas” que o super espião tinha à disposição, como a nuvem de fumaça, o esguichador de óleo que fazia os perseguidores derraparem, as placas rotativas de identificação e duas metralhadoras na frente, mas que emitem apenas som e fachos de iluminação. Tudo é controlado no painel.

Todos os modelos serão na cor prata e terão um motor de seis cilindros, quatro litros e 300 cavalos de potência máxima.

A onda de SUV de altíssimo luxo não para de crescer e o Bentley Bentayga é um show. (Foto: Divulgação)
O Bentley Bentayga mantém a tradição da marca inglesa de interiores de altíssimo luxo. (Foto: Divulgação)

Muito luxo 

A inglesa Bentley mostrou a atualização do seu primeiro SUV, o Bentayga. Tirando as quatro portas, o modelo tem grandes novidades. Mas o destaque será a traseira, que ganha as lanternas parecidas com as utilizadas nos sedan Continental GT.

O SUV da Bentley é um sucesso comercialmente, com 5.232 veículos vendidos. Aliás, o novo modelo conta com três motorizações: um vê oitão de quatro litros, dois turbos e 500 cavalos de potência máxima. O câmbio é de oito velocidades e a tração nas quatro rodas.

O modelo familiar acelera de 0 a 100 quilômetros por hora em 4,5 segundos e a velocidade máxima beira os 300 quilômetros por hora.

A versão top, o Speed, tem motor W12, seis litros, dois turbos e 635 cavalos de potência máxima. Nessa versão, a velocidade máxima chega perto dos 310 quilômetros por hora e acelera de 0 a 100 km em 3,9 segundos. E a versão híbrida é um V6, três litros, também dois turbos 340 cavalos e um outro elétrico com 128 cavalos. Ao total, 450 cavalos.

A mais valiosa

A consultora Brandz divulgou a sua pesquisa anual mostrando que a Toyota é a marca automotiva mais valiosa em todo o mundo em 2020. A surpresa foi a empresa de tecnologia Tesla, que atingiu o top5.

A marca japonesa, segundo a Brandz, ficou 3% menor que em 2019, valendo 28,388 bilhões de dólares. As alemãs Mercedes-Benz e BMW ficaram em segundo e terceiro lugares.

O ranking global da Brandz indica que a Amazon é a empresa mais valiosa do mundo. Na lista total, a Toyota aparece na 48ª posição, Mercedes-Benz é a 56ª e a BMW, 61ª.

O novo Dodge Durango SRT é um carro familiar que pode chegar quase aos 300 km/h. (Foto: Divulgação)

Muscle car familiar  

A nova geração do Dodge Durango 2021 ganhou a versão apimentada SRT Hellcat, com 719 cavalos. O modelo está equipado com motor HEMI Hellcat V8 de 6,2 litros, que rende 719 cavalos de potência máxima e 89,2 kgfm de torque. O câmbio é automático de oito marchas TorqueFlite 8HP95. Com esse conjunto, o SRT Hellcat acelera de 0 a 96 km/h (60 mph) em 3,5 segundos e chega a 290 km/h. Ele é 1,5 segundo mais rápido que a versão SRT 392. “A versão Hellcat de 719 cv é o SUV mais potente de todos os tempos. É a última peça do quebra-cabeça e, juntamente com o Charger e o Challenger, completa a linha de desempenho da marca Dodge”, diz Tim Kuniskis, chefe global da Alfa Romeo e diretor da Dodge, SRT, Chrysler e Fiat da FCA para a América do Norte.

Assim como no restante da linha do SUV, há um design externo mais agressivo, novo interior com cockpit inspirado no Challenger, mais centrado no motorista, sistema Uconnect 5 com tela de 10,1 polegadas e é capaz de rebocar até 3.946 kg. Comparado com o Durango de maior desempenho até então, o SRT 392, o novo Durango SRT Hellcat 2021 tem suspensão atualizada que oferece mais conforto no modo Automático e melhor controle no modo Track, respostas mais equilibradas, maior aderência com menos subesterço (saída de dianteira) e mais estabilidade em curvas. As melhorias de desempenho começam com o novo design frontal, incluindo o novo defletor, e atualizações do duto do radiador de óleo, guia de ar e snorkel para indução de ar frio. Um novo e exclusivo defletor traseiro melhora o equilíbrio com as novas linhas dianteiras, resultando em aumento significativo na pressão aerodinâmica (downforce) de mais de 400% (63,5 kg a 290 km/h).

A direção de assistência elétrica do Durango SRT Hellcat conta com ajustes para gerenciar melhor o aumento da aderência. Os modos da direção são acessados por meio da nova tela sensível ao toque de 10,1 polegadas, bem como os outros ajustes de condução SRT do câmbio, paddle shifters, tração nas quatro rodas (AWD) e suspensão.
Entre as tecnologias inspiradas em corridas ,estão dois sistemas que atuam em conjunto: o controle de arrancada (Launch Control), que evita as rodas girarem em falso e o assistente de arrancada (Launch Assist), que usa sensores de velocidade nas rodas para detectar e mitigar o salto da roda na saída. As concessionárias Dodge//SRT dos Estados Unidos abrirão os pedidos do Durango SRT Hellcat a partir de outubro e as primeiras unidades deverão chegar no início de 2021.

Agora já é possível comprar peças originais do modelo Troller pelo Mercado Livre. (Foto: Divulgação)

Peças on-line

Com a quarentena por conta da Covid-19, as empresas têm inovado no formato de venda de seus produtos. Entre elas está a Troller, que inaugurou sua loja oficial no Mercado Livre, criando um novo canal no qual os clientes podem comprar peças e acessórios para os utilitários da marca. De acordo com a empresa, a página é abastecida pelas concessionárias Troller, com produtos originais de qualidade garantida. Atualmente são mais de 800 anúncios, que incluem desde pneus, óleos, filtros, amortecedores e componentes de motor e freios, até acessórios como faróis auxiliares, snorkel, guinchos e engates, e são entregues em todas as regiões do Brasil.
Ficam as questões: vai instalar onde? E a concessionária?

Ônibus pela internet

E a Volare, fabricante de mini e micro-ônibus, também foi para a internet. A marca criou a Fan Store para comercialização de mais de 50 diferentes produtos, como acessórios, itens de coleção (chaveiros, bonés, adesivos, casacos, agasalhos e mochilas), além da linha de equipamentos. “Por ser uma marca jovem, dinâmica e com um público com forte presença nas redes sociais, decidimos abrir mais um canal de comunicação com o nosso público de interesse”, destaca Sidnei Vargas, gerente nacional de vendas da Volare.

A Fan StoreVolare surgiu por intermédio da recentemente lançada plataforma Marcopolo Parts, também dedicada à venda de peças de ônibus, tanto de carrocerias quanto de chassis. O objetivo é ampliar ainda mais a abrangência da marca e atender à crescente demanda de internautas, busólogos e apaixonados por itens da coleção Volare, informou a empresa.

Crescem as vendas

A produção nacional de motocicletas registrou em junho 78.130 unidades produzidas no Polo Industrial de Manaus (PIM), de acordo com dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares). Esse volume representa uma alta de 427,6% em relação a maio do presente ano (14.809 unidades), mês em que as montadoras retomaram a produção de forma gradual.

Na comparação com junho do ano passado (68.121 unidades), houve uma alta de 14,7%. Esse crescimento, no entanto, está relacionado ao período de férias parciais registrado no ano passado em algumas fábricas de motocicletas do PIM.

No primeiro semestre de 2020, foram fabricadas 392.217 motocicletas, correspondendo a uma redução de 27% na comparação com o mesmo período de 2019 (537.105 unidades).

Com o mercado muito difícil pela pandemia, fabricantes usam a criatividade para vender. (Foto: Divulgação)

Campanha legal 

A Renault está com uma nova campanha de varejo chamada de “Operação 3 em 1” para os modelos Kwid e Sandero, que inclui preço de nota fiscal de fábrica, parcelas que cabem no bolso do consumidor, três anos de garantia e três revisões inclusas. Mas é preciso ficar atento ao contrato.

De acordo com o anúncio, o Kwid Zen, que vem de série com ar condicionado, direção hidráulica, rádio e quatro airbags, custa a partir de R$ 39.990, com parcelas de R$ 360 mensais até o Carnaval. Porém, no vídeo de divulgação, há entrada de R$ 15.996, somente 6 parcelas de R$ 360 e mais 48 parcelas de R$ 713.

Já o Sandero Life, divulgado por R$ 44.990, com parcelas de R$ 390 mensais até o Carnaval, de acordo com o vídeo da Renault tem entrada de R$ 17.996, somente 6 parcelas de R$ 390 e mais 48 parcelas de R$ 778. A Renault ainda informa que com mais R$ 20 na parcela de R$ 390, o consumidor pode levar a versão intermediária Zen, que traz central multimídia.

O engenheiro mecânico Caique Ferreira assume a Comunicação da Renault nas Américas. (Foto: Divulgação)

Brilhante carreira 

E por falar em Renault, a empresa francesa tem um novo diretor de comunicação para as três Américas. O mineiro Caique Ferreira, que já era diretor de Comunicação no Brasil, substitui Stephane Guilbaud, que retorna à França. Engenheiro mecânico, Caique Ferreira, 53 anos, começou a sua carreira na Fiat Automóveis em Minas Gerais e está há nove anos na Renault do Brasil.

Com a mudança, Fernanda Stocco assume a gerência de comunicação, passando a ser responsável pela assessoria de imprensa da Renault do Brasil. A executiva segue responsável, também, pela comunicação interna.

O Polo Automotivo Fiat é um dos maiores e mais modernos da marca italiana no mundo. (Foto: Divulgação)

História de sucesso

Na semana passada, a fábrica da Fiat Automóveis, em Betim (MG), comemorou 44 anos de atividades. Inaugurada em 1976, já foram produzidos na planta fabril quase 16 milhões de veículos. O Polo Automotivo Fiat já passou por diversas alterações desde que começou a produzir o Fiat 147 no final de 1996 e hoje é o maior complexo industrial da Fiat Chrysler Automóveis (FCA) no mundo.

“O Polo Automotivo Fiat sempre foi sinônimo de inovação e ousadia na indústria automotiva latino-americana”, afirma Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina.
Vejam que vídeo espetacular com a história da Fiat no Brasil AQUI Recall híbrido

A Toyota do Brasil está convocando a partir desta segunda-feira os proprietários do modelo Prius fabricado entre os meses de julho de 2014 e setembro de 2015. Os modelos podem, ao contrário do projetado, não entrar no modo de segurança quando ocorre algum problema no sistema híbrido. Se não entrar o modo de segurança, o veículo poderá perder potência e velocidade, com parada total, podendo causar acidentes. Ao total são 341 Prius. O tempo de reparo é de aproximadamente uma hora.

 

O ator e dublê de piloto Michael Fassbender vai disputar o campeonato Le Mans Series. (Foto: Divulgação)

Segundo ato

O ator Michael Fassbender vai disputar este ano sua temporada de estreia na European Le Mans Series. O ator germano-irlandês vai pilotar um Porsche 911 RSR versão 2017 inscrito pela equipe cliente Proton Competition. Apoiado pela Porsche, Fassbender está dando o próximo passo em sua jornada pessoal “A Caminho de Le Mans” no campeonato de provas de resistência deste ano. “Mesmo antes de começar a atuar, eu já tinha um grande sonho: correr. Isso ficou claro para mim ainda bem jovem. Meu pai era um ávido piloto e me ensinou muita coisa”, diz Fassbender, descrevendo sua paixão pelo automobilismo.

Fassbender deu seus primeiros passos para uma carreira de piloto participando da Porsche Driving Experience. O programa de nível inicial para entusiastas das corridas inclui sessões de treinamento com um Porsche 911 GT3 Cup de 485 hp.

A caminho da 24 Horas de Le Mans, o piloto de 42 anos completou no ano passado o Nível 2 do programa de treinamento da Porsche. Para isso, Fassbender disputou uma temporada completa da Porsche Sports Cup Deutschland guiando um Porsche 911 GT3 Cup.

Fassbender divide o cockpit do Porsche 911 RSR nº 93 com o piloto de fábrica da Porsche Richard Lietz (Áustria) e Felipe Fernández Laser (Alemanha).

A temporada de 2020 da European Le Mans Series é constituída de seis eventos, começando com um dia de testes em Le Castellet (França) em 15 de julho, seguido pela primeira corrida, no mesmo autódromo, no dia 19 de julho. Em seguida virão Spa-Francorchamps (9 de agosto, na Bélgica), Barcelona (29 de agosto, na Espanha), Monza (11 de outubro, na Itália) e Portimão, (1º de novembro, em Portugal).


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0