Durango chega ao Brasil

O Chrysler Group do Brasil está lançando o Dodge Durango, um utilitário-esportivo full size de sete lugares inédito no País. Produzido na fábrica de Jefferson North, em Detroit (EUA), o novo modelo traz em seu enorme porta-malas muitos prêmios, como da Associação Automobilística Americana (AAA), além de amplo conteúdo de conforto, segurança, tecnologia e entretenimento, equivalente ao seu porte e estilo.

As linhas agressivas e marcantes do Durango exemplificam bem o que significa carregar o emblema da Dodge. São traços fortes e limpos, sem exageros. A elevação na parte traseira da linha da cintura remete a um dos maiores mitos entre os muscle cars, o Dodge Charger original, que exibe esse recurso estilístico, repetido também no modelo homônimo atual. Imponente, a grade cromada é outra característica que mostra a identidade da marca.

Com suspensão independente nas quatro rodas, distribuição de peso próxima da perfeição (50/50) e tração integral permanente, o Durango tem dirigibilidade incomum para um SUV grande de sete lugares. Nenhum outro modelo da categoria se compara ao Durango ao se analisar a combinação do design limpo e agressivo da Dodge com tantas características funcionais, como o interior bem acabado, flexível e espaçoso, com três fileiras de bancos e sete lugares.

O Durango exibe mais de 30 porta-objetos, 28 configurações de bancos e área de bagagem de até 2.390 litros. É possível levar, por exemplo, um sofá de 1,80 metro com espaço para uma mesa de canto ou uma escada de 3 metros com o encosto do passageiro dianteiro dobrado.

Se a praticidade é um dos atributos chave do Durango, a segurança não ficou no banco de trás durante o desenvolvimento do projeto. Recentemente, o Dodge Durango foi nomeado uma “Escolha Top de Segurança” pelo Instituto das Seguradoras por Segurança nas Rodovias (IIHS), dos Estados Unidos. Além disso, o site Edmunds.com e a revista Parenting Magazine colocaram o modelo na lista de “Melhores Carros Familiares de 2012”.

“Simplesmente não há contrapartidas com o Durango”, diz o presidente e CEO da Dodge, Reid Bigland. “Só o Durango oferece a melhor combinação de sete lugares, potência, força de reboque e autonomia superior a 880 km, ao mesmo tempo que entrega estilo inconfundível e comportamento dinâmico superior.”

PENTASTAR V6: FORÇA E EFICIÊNCIA
O Dodge Durango proporciona a rara mescla de potência e consumo baixo. O moderno e premiado motor Pentastar V6 de 3,6 litros gera 286 cv, além de uma autonomia de que passa de 882 km. Isso significa que um proprietário do Durango poderá dirigir, por exemplo, de São Paulo a Vitória (ES) sem parar para abastecer. As medições oficiais realizadas nos EUA pela Agência de Proteção ao Meio Ambiente (EPA) indicam consumo de 6,8 km/ na cidade e 9,8 km/l na estrada.

O conjunto motriz engloba ainda um câmbio automático de cinco marchas e tração permanente nas quatro rodas (AWD). Essa mecânica permite que o veículo se porte de maneira suave sobre qualquer condição de piso, também garantindo ótima dirigibilidade.

No Brasil, o Dodge Durango representa a sexta aplicação do Pentastar, eleito três vezes seguidas (2011 a 2013) um dos dez melhores motores pela revista Ward’s, dos EUA. A primeira utilização, há pouco mais de dois anos, foi no Jeep Grand Cherokee – com o qual compartilha plataforma –, seguido de Chrysler Town & Country, Dodge Journey, Jeep Wrangler e Chrysler 300C. Nos Estados Unidos, são 11 os modelos equipados com o eficiente motor, sempre com ótimo rendimento. Até a picape grande Ram 1500, disponível na América do Norte, tem uma versão com o Pentastar, atestando enorme versatilidade.

Essa rara capacidade de se adaptar a veículos de vários segmentos (utilitário-esportivo, crossover, monovolume, jipe off-road, sedã de luxo) e todos os tipos de tração (dianteira, traseira ou integral) proporciona grande economia de escala para a fabricante. Isso beneficia também o consumidor final, pois com menor variedade de peças para serem fabricadas e em quantidade maior, os custos unitários são reduzidos. Só para se ter uma ideia, o Pentastar substituiu seis motores V6 no Grupo Chrysler, com cilindradas variando de 2,7 a 4 litros. Com isso, o número de componentes principais caiu de 189 para 32, aumentando ainda a qualidade.

Na comparação com o V6 de 3,7 litros que equipava a geração anterior do Jeep Grand Cherokee, por exemplo, o Pentastar é 42,6 kg mais leve, graças ao uso extensivo de alumínio. E além da eficiência perceptível no acelerador e no marcador de combustível, o motor foi desenvolvido para reduzir ao máximo os níveis de ruído, vibração e aspereza (também conhecidos pela sigla inglesa NVH), proporcionando muito refinamento. Sem se esquecer de produzir um ronco de escapamento que agrada àqueles que gostam de um toque extra de esportividade.

COMPORTAMENTO DINÂMICO
Quem assume a condução do Dodge Durango encontra satisfação no desempenho e no refinamento da suspensão de classe internacional, que explicam porque ele foi desenvolvido para os motoristas. É um utilitário-esportivo que premia quem gosta de guiar, oferecendo excelente dirigibilidade com a flexibilidade de um SUV com três fileiras de bancos.

A suspensão dianteira de braços curtos e longos e a traseira multi-link conta com berços isolados para melhor estabilidade e conforto. O Durango se comporta exemplarmente no asfalto com acertos agressivos de molas e amortecedores e barras estabilizadoras grosssas para controlar a rolagem da carroceria em mudanças bruscas de direção. A direção assistida e o controle eletrônico de estabilidade (ESC), além da tração distribuída pelas quatro rodas, também colaboram para manter a aderência dos pneus e a estabilidade.

REQUINTE E ENTRETENIMENTO PARA SETE
Os sete ocupantes perceberão a qualidade do acabamento e a funcionalidade em todos os detalhes, dando aos proprietários uma experiência de primeira classe. O painel, por exemplo, exibe materiais suaves ao toque. A cabine do Durango é extremamente confortável, em qualquer uma das três fileiras de bancos, e há uma supreendente flexibilidade interna.

Para as famílias que fazem viagens longas e precisam manter as crianças entretidas, o Dodge Durango oferece recursos hi-tech para manter os olhos do motorista na estrada e os passageiros conectados. O sistema de entretenimento traseiro, presente na versão Citadel, se destaca, constando de uma tela de 10” no teto, dois fones de ouvido sem fio e controle remoto para controlar tudo. Os dois fones permitem usufruir dos dois canais de programação, sendo possível, por exemplo, um passageiro ouvir rádio enquanto o outro escuta o áudio do DVD.

Entre as muitas comodidades, é possível ainda se comunicar, navegar e selecionar opções de entretenimento por avançados controles de reconhecimento de voz. De fácil operação, o sistema UConnect® permite conectar vários aparelhos com a tecnologia Bluetooh ao mesmo tempo.

Outro meio de conexão é a entrada USB, que faz parte do sistema de áudio MyGIG, que conta com um disco rígido de 30 Gb para armazenar uma infinidade de arquivos como músicas, para que ninguém mais precise guardar CDs e DVDs no carro.

SEGURANÇA É PRIMORDIAL
O Dodge Durango é uma “Escolha Top de Segurança” do Instituto das Seguradoras por Segurança nas Rodovias (IIHS), dos Estados Unidos, e oferece 45 recursos de segurança, incluindo o controle eletrônico de estabilidade (ESC), que engloba três sistemas que melhoram a estabilidade geral do veículo no asfalto e fora dele: o limitador eletrônico de rolagem da carroceria (ERM), que aplica os freios em situações extremas, e o assistente de partida em subida (HSA) e o controle de balanço de reboque (TSC) que, juntos, elevam as capacidades no uso de reboque e no fora de estrada.

Para completar, além das duas bolsas de ar frontais, o Durango conta com air bags laterais nos bancos dianteiros e bolsas laterais do tipo cortina que ampliam a proteção para as três fileiras de bancos. Mais os apoios de cabeça ativos nas poltronas da frente, reduzindo o efeito chicote em caso de colisão.

DUAS VERSÕES
O Dodge Durango será oferecido em duas configurações, Crew e Citadel. A primeira já é extremamente bem equipada, contendo entre os destaques itens como: ar-condicionado de três quadrantes, bancos de couro, bancos dianteiros elétricos, bancos aquecidos na primeira e segunda fileiras, câmera de estacionamento traseiro, sistema multimídia MyGIG com LCD de 6,5”, leitor de DVD e HD interno de 30 GB, rodas de alumínio de 18”, áudio premium com nove alto-falantes, subwoofer e amplificador de 500 Watts, sistema de comunicação Bluetooth Uconnect com comando de voz, tampa traseira com acionamento elétrico e tração integral permanente, entre outros.

A versão Citadel deixa o Durango com um conteúdo ainda mais convidativo, incluindo bancos dianteiros ventilados, faróis de xenônio com nivelamento automático, rodas de alumínio cromadas de 20”, teto solar elétrico, tela traseira de DVD de 10” com dois fones de ouvido sem fio e controle remoto e volante com aquecimento e revestido em couro perfurado.

O Dodge Durango conta com oito opções de cores para a carroceria: prata, branco, preto, vermelho, grafite, cinza, marrom e azul marinho. Para a cabine, a configuração Crew tem duas possibilidades de revestimento: preto e cinza claro. Já a versão Citadel oferece as alternativas de preto e preto com bege. Disponível nas 42 concessionárias do Chrysler Group do Brasil espalhadas pelo País, o Dodge Durango tem os seguintes preços sugeridos para o lançamento: R$ 179,9 mil para a opção Crew e R$ 199,9 mil para o topo de linha, Citadel.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0