Ecosport 2018 está mais equipado

ecosport

A linha 2018 do Ford EcoSport, um modelo naturalmente brasileiro, foi mostrada pela primeira vez no Salão de Automóveis de Los Angeles, em dezembro de 2016, o que causou certo ciúmes aos brasileiros, já que não esteve no estande da marca no Salão de São Paulo, no mês anterior. Mas cumprindo a promessa da Ford, sete meses depois, o modelo é lançado primeiramente em território brasileiro.

A marca apresentou a linha 2018 do modelo na região da Reserva do Paiva, próxima a Recife, em Pernambuco, com poucas mudanças no desing, mas com upgrade na lista de equipamentos, para tentar alavancar as vendas em meio à concorrência de Hyundai Creta, Jeep Renegade, Nissan Kicks e Honda HR-V.

Entre as poucas mudanças no design do modelo está a grade hexagonal, mais larga e alinhada ao capô, seguindo o visual do irmão maior, Edge. No parachoque, os faróis de neblina estão maiores e recebem, agora, a companhia das setas. Atrás, quase imperceptível, a única mudança é no parachoque, que aparenta mais robustez. O tradicional pneu acoplado à porta do bagageiro continua. De acordo com a marca, os consumidores brasileiros ainda não conseguem imaginar o Ecosport sem o estepe aparente.

Por dentro as mudanças são bastante perceptíveis, começando pela tela de LCD, de 8 polegadas (a versão de entrada, SE, no entanto, recebe uma de 6,5 polegadas), acima do painel. Destaque também para a simplicidade eficaz do painel, agora sem tantos botões no sistema multimídia, com um visual mais limpo e sem exageros, além do acabamento superior à linha anterior. O sistema multimídia é o avançado Sync 3, com conectividade para Android Auto e Apple CarPlay, além de outros recursos, como AppLink e Assistência de Emergência.

ecosport2Apesar das atualizações internas, um dos maiores ganhos do Ecosport 2018 são os itens adicionados, como os sete airbags e os controles de tração e estabilidade.

A mecânica também ganha novidades. O antigo 1.6 sigma foi substituído pelo novo 1.5 litro flex, de três cilindros, com 6 cv de potência a mais (137 cv do novo três cilindros, contra 131 cv do antigo 1.6). A versão topo de linha, Titanium, continua com o aspirado 2.0 litros de 176 cv de potência. O câmbio Powershift, bastante criticado, também não faz mais parte da mecânica, substituído por um novo câmbio automático de seis velocidades. Com esse caixa, as trocas manuais passam da alavanca para aletas atrás do volante.

No total são três opções de carroceria: SE, Freestyle e Titanium. As duas primeiras são sempre equipadas com motor 1.5 flex, com opção de câmbio manual de cinco velocidades ou o novo automático de seis marchas. Já a versão Titanium, conta exclusivamente com o motor 2.0, alinhado ao câmbio automático.

Desde a versão de entrada o Ecosport traz controle de estabilidade com sistema anticapotamento, monitoramento de pressão dos pneus e grade frontal com controle ativo. Além dos sete airbags e sistema multimídia Sync 3 com tela capacitiva. A versão Titanium, no entanto, inclui um novo teto solar elétrico (pela primeira vez no mercado brasileiro), faróis de xênon com luz diurna de LED e acendimento automático, alerta de ponto cego, acesso ao veículo sem chave, partida por botão, ar-condicionado automático digital, computador de bordo com tela de 4,2” no painel, câmera de ré, porta-malas com sistema inteligente de bagagem, sensor de chuva e sistema de som com nove autofalantes.

Ecosport – SE (MT) – R$73.990

Ecosport – SE (AT) – R$78.990

Ecosport – Freestyle (MT) – R$81.490

Ecosport – Freestyle (AT) – R$86.490

Ecosport – Titanium (AT) – R$93.990

ecosport1


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0