Elétrico, híbrido e plug-in: entenda as diferenças

2014 Fusion Energi

A oferta e a demanda por “carros verdes”, ou seja, aqueles com menos, ou nenhuma emissão de poluentes, têm aumentado nos últimos anos, muito por conta dos avanços tecnológicos. Mas para que a compra de um “verde” seja satisfatória, é fundamental saber a diferença entre os modelos totalmente elétricos, os híbridos e os híbridos plug-in. Por isso fizemos um guia com informações sobre autonomia, tecnologia, recarga e vantagens que cada versão oferece.

Os carros totalmente elétricos são alimentados exclusivamente por uma bateria recarregável, ou seja, são completamente isentos de poluentes. A recarga desses veículos é feita de duas maneiras: através da frenagem regenerativa, que capta a energia das rodas quando os freios são acionados, ou por tomadas na rede elétrica, que também possui duas opções: pela tradicional tomada 120V, ou pela estação de carga, de 240 V. O Fusion 2017 terá uma terceira opção: a carga ultrarrápida em corrente contínua de 480 V.

O veículo elétrico é indicado para trajetos mais curtos, rotineiros, pois precisam de mais tempo para recarga e tem uma autonomia relativamente mais baixa. O Ford Focus Electric 2016, por exemplo, tem um tempo estimado de recarga de 3 horas e 35 minutos numa estação de 240 V e uma autonomia de aproximadamente 122 km por carga completa.

2015-ford-focus-electric-manual

Os veículos híbridos, por sua vez, contam com um motor a gasolina e um motor elétrico alimentado por uma bateria. Ao rodar, o carro muda automaticamente entre os dois, oferecendo melhor eficiência e desempenho. A recarga deste tipo também é feita pela frenagem regenerativa, mas conta, além disso, com a transformação da energia mecânica do motor à gasolina em eletricidade.

Por serem abastecidos com gasolina e a energia extra ajudar a economizar combustível, os veículos híbridos, como o Ford Fusion Hybrid, são indicados para percursos mais longos.

2013 Ford Fusion Hybrid

Os veículos híbridos plug-in são similares aos híbridos, mas com a opção de recarga na tomada. Também contam com motores à gasolina e à energia elétrica. São carregados através da frenagem regenerativa, da transformação da energia mecânica do motor em eletricidade e da recarga pela conexão com redes elétricas. O Ford C-MAX Energi, por exemplo, pode ser completamente recarregado em aproximadamente duas horas e meia, utilizando uma estação 240 V.

Esses veículos são indicados para todos os tipos de situações, pois podem rodar apenas no modo elétrico em curtas distâncias, ou funcionar como um híbrido comum para longas distâncias.

Ford C-MAX Solar Energi Concept

 

 

Fonte: Ford


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0