Fábrica da GM em S. Caetano completa 80 anos

Ao completar 80 anos nesta quinta-feira (12/08/2010), a unidade da GM em São Caetano do Sul – Região do ABCD paulista – recebe investimentos totais da ordem de R$ 2,650 bilhões, para a modernização e ampliação da fábrica, que lhe permitirão a produção e o lançamento de quatro modelos totalmente novos.

“A história da fábrica de São Caetano do Sul está intimamente ligada à história da GM no Brasil. Sede da empresa no país, São Caetano do Sul recebeu, ao longo destes 80 anos, expressivos investimentos e nosso complexo industrial é um dos maiores e mais importantes da companhia”, destaca Denise Johnson, que assumiu a presidência da General Motors do Brasil no último dia 1º de julho de 2010 e participou das comemorações internas dos 80 anos.

José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM do Brasil, que também participou das comemorações dos 80 anos da unidade de São Caetano do Sul, acentuou: “Com os novos investimentos de R$ 2,650 bilhões, divididos em modernização e ampliação da fábrica e do Centro Tecnológico, São Caetano do Sul torna-se, além de grande centro produtor de veículos, um polo de desenvolvimento e exportação de tecnologia automotiva, o que para nós é motivo de orgulho”.

A GM do Brasil executa um amplo programa de investimentos no país, que já supera os R$ 5 bilhões, para o período de 2008 a 2012, prevendo a renovação da atual linha de veículos Chevrolet, a modernização das fábricas e o aumento da capacidade produtiva, além da nacionalização de peças com fornecedores brasileiros. Este plano está assim distribuído:

R$ 2,650 bilhões – modernização da fábrica de São Caetano do Sul e sua adequação à produção de novos modelos; desenvolvimento da nova família Onix e dos demais veículos a serem lançados até 2012, no Centro Tecnológico de São Caetano do Sul e no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba.

R$ 1,400 bilhão – expansão da fábrica da GM em Gravataí.

R$ 800 milhões – desenvolvimento e produção de dois novos veículos no Complexo de São José dos Campos.

R$ 350 milhões – implantação de uma nova fábrica de motores e componentes automotivos em Joinville (SC).

R$ 170 milhões – duplicação e modernização do Centro Tecnológico de Engenharia e Design da GM em São Caetano do Sul e no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba, incluindo a construção de novos laboratórios e pistas de testes.

R$ 50 milhões – modernização e ampliação da fábrica de Mogi das Cruzes.

Cronologia de sucessos

  • Após produção inicial em galpões alugados no Bairro do Ipiranga (SP), em 24 de setembro de 1927, começa uma nova etapa na história da GM do Brasil, ou seja, o início da construção da fábrica de São Caetano do Sul. Em 1º de outubro de 1928 foi iniciada a produção de veículos nesta unidade.
  • Em 12 de agosto de 1930, é inaugurada oficialmente a fábrica de São Caetano do Sul, que já vinha operando anteriormente.
  • Durante o período da II Guerra Mundial, a GM participou do esforço militar na produção de veículos e material bélico, tendo sido produzidos mais de 2.000 veículos a gasogênio para uso civil.
  • Em 19 de novembro de 1968, é lançado o primeiro carro de passageiros Chevrolet produzido no Brasil, o Opala, com quatro portas.
  • Em 12 de setembro de 1979, a unidade de São Caetano do Sul comemora a produção do veículo número 1.500.000.
  • Em 2 de fevereiro de 1988, é inaugurado o Centro Tecnológico em São Caetano do Sul.
  • Em 1991, a Prefeitura de São Caetano do Sul institui, em julho, o “Dia do Chevrolet”, a ser comemorado no terceiro domingo do mês de julho de cada ano.
  • Em 11 de novembro de 1993, durante a visita do então presidente mundial da General Motors Corporation, Jack Smith Jr., a GMB comemora a produção do Chevrolet número 5.000.000, um Vectra GSi. Ainda em 1993, é inaugurado o Centro de Treinamento Chevrolet de São Caetano do Sul, juntamente com o Centro de Atendimento ao Cliente Chevrolet.

– Em 18 de julho de 2007, o então presidente mundial da GM, Rick Wagoner, anunciou em São Paulo, o investimento de US$ 500 milhões, no Brasil e Argentina, para o projeto ‘Viva’ (o primeiro modelo, já lançado, foi o hatchback Agile) e para a ampliação e duplicação do Centro Tecnológico e também a implantação de novas pistas e laboratórios no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba. 


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0