Fenatran revela o presente e o futuro dos brutos

Com a expectativa de atrair mais de 60 mil visitantes até a próxima sexta-feira (18) , o 22º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga (Fenatran) abriu as suas portas nesta segunda-feira (14), no São Paulo Expo. Considerada a maior vitrine do setor na América Latina, a feira revela os principais lançamentos do mercado, além das novidades na área de implementos rodoviários, serviços, sistemas de segurança, ferramentas, tecnologia e autopeças. São 420 marcas globais presentes no evento.

A feira reúne 100% das marcas fabricantes de caminhões no Brasil e também expõe alguns brutos que são destaques em outros mercados. A Volvo, por exemplo, exibe o caminhão mais veloz do mundo, o Iron Knight (Cavaleiro de Ferro),  movido por um motorzão de 2.433 cv e que muitos o apelidaram como o “Usain Bolt dos caminhões”.

Ao lado dele está um Volvo FH da série especial em comemoração aos 40 anos da Volvo no Brasil. O FH ganhou uma série especial. Inspirado no primeiro caminhão produzido pela marca no País, em 1980, o modelo é uma edição limitada de 40 veículos para celebrar 40 anos de produção de caminhões Volvo.  Pintado na cor White Sky e com faixas laterais inspiradas no N10, primeiro caminhão da marca fabricado no País, o FH 40 Anos é um modelo Top Class, reunindo o que há de melhor em atributos de conforto, performance, comunicação e segurança.

A Volvo mostra ainda toda a sua linha de caminhões com a nova tecnologia de Aceleração Inteligente. Os avanços fizeram o FH ficar até 10% mais econômico. Um novo software de motor, novos componentes internos e um lubrificante mais avançado reduzem ainda mais os custos operacionais da linha 2020 dos caminhões Volvo FH, FM e FMX. Novos algoritmos identificam a necessidade real de torque e potência conforme a topografia e a carga, controlando a injeção de combustível de forma ultra precisa para reduzir o consumo.

DAF

A fabricante levou para a Fenatran uma edição especial exclusiva do XF105 Serie silver, o modelo CF85 rodoviário e na configuração off-road, e o consagrado Kenworth T680. A empresa, que tem fábrica em Ponta Grossa (PR), também apresenta novidades na linha Multimarcas TRP, uma loja de produtos DAF exclusiva para a Fenatran e, também, condições especiais do Banco PACCAR Financial para aquisições durante a feira, além do consórcio nacional DAF.

Outra novidade da marca é a chegada dos rígidos CF e LF com motor Paccar de 6,7 litros e potência de 200 a 360 CV, ainda sem previsão de lançamento no Brasil. Por enquanto o caminhão vai tracionar a Oficina Móvel da montadora.

Iveco

O destaque da Iveco na Fenatran é a nova Daily, que passa a ter o mesmo design da Europa e que começa a ser comercializada no segundo trimestre de 2020, e teve mais de 230 mil horas de desenvolvimento e mais de 150 diferentes tipos de testes, realizados por meio de protótipos na estrutura da montadora em Sete Lagoas (MG).

O novo interior foi projetado para privilegiar a ergonomia e incluir um novo ‘pacote tecnológico’ digno de um automóvel premium. Conforto, organização e funcionalidade se destacam com um conjunto de componentes que colocam a Daily como a melhor opção do segmento. O veículo mantém o motor FPT Industrial de 130 a 170 cavalos, modernos, com alta performance e baixo consumo de diesel. E, para melhorar a redução no consumo de combustível, a nova Daily conta com o botão EcoSwitch, sistema que, quando acionado pelo motorista, reduz ainda o consumo e as emissões de poluentes por meio da alteração do mapeamento do motor.

Sustentabilidade

A Mercedes-Benz, mostra o primeiro caminhão brasileiro sem retrovisores. Já o grande destaque da Scania é seu caminhão a gás. A companhia contou que vendeu 410 veículos do tipo para a AmBev, que vai utilizá-los na distribuição de bebidas. O caminhão foi desenvolvido numa parceria com a Morada Logística e a Citrosuco.

A sustentabilidade é um dos conceitos que vão marcar a 22ª Fenatran. A Volkswagen Caminhões e Ônibus anunciou o fechamento da parceria que vai permitir a produção dos primeiros caminhões elétricos do País. Os parceiros são Bosch, CATL, Moura, Semcon, Siemens, Weg, Meritor e Eletra. A iniciativa ganhou o nome de e-Consórcio e vai produzir o e-Delivery 14 toneladas.

A adequação do complexo de desenvolvimento e produção da montadora em Resende (RJ) já começou e utiliza aportes do atual ciclo de investimento de R$ 1,5 bilhão.

A produção em série já tem data marcada: começa em 2020, com o 14 toneladas, que será o primeiro do portfólio elétrico da marca. As adequações na fábrica envolvem preparação para montagem dos componentes elétricos, energização dos veículos e inspeção de qualidade em área especialmente designada para o e-Delivery. Na sequência será a vez do e-Delivery 11 toneladas somar-se à linha elétrica.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0