Fiat Punto 2011 chega com novos motores e câmbios

A Fiat Automóveis apresentou  a linha 2011 do Punto. Agora o modelo conta com sete versões, quatro motorizações e dois tipos de transmissão, ampliando assim a oferta. As novas versões são: Essence 1.6 16V, Essence 1.8 16V, Essence 1.8 16V Dualogic, Sporting 1.8 16V, Sporting 1.8 16V Dualogic. Além da versão de entrada, a Attractive 1.4, e a esportiva T-Jet, equipada com motor turbo 1.4 T-Jet. 
O grande destaque do Punto 2011 é a nova família de motores E.torQ 1.6 16V e E.torQ 1.8 16V. Desenvolvidos e produzidos pela FPT – Powertrain Technologies, na moderna fábrica de Campo Largo, PR, estes motores garantem ao Punto uma melhor performance.
O E.torQ 1.6 16V flex tem 117 cv de potência máxima a 5.500 giros e torque máximo de 16,8 kgfm a 4.500 rpm com etanol e 115 cv com torque de 16,2 kgfm quando alimentado com 100% gasolina. Já o E.torQ 1.8 16V chega aos 132 cv a 5.250 rpm e torque de 18,9 kgfm a 4.500 giros com etanol (130 cv com 18,4 kgfm quando alimentado com gasolina).
A versão E.torQ 1.6 16V, que equipa a nova versão Essence do Punto, gera 13,55 kgfm, ou seja, 81% de sua força máxima: a 1.500 giros, quando alimentado com etanol. Logo acima disso, em 2.500 giros, o E.torQ 1.6 16V já atinge 92% de sua força total. Esta característica também se faz presente no E.torQ 1.8 16V, nas versões Essence e Sporting. Logo acima dos 2.500 giros, o 1.8 16V apresenta elevados 17,50 kgfm de força, que representa 93% do torque máximo com 100% de etanol, garantindo rápidas acelerações e tranquilidade nas ultrapassagens.
O segredo desta performance está no projeto desta família, que traz alto rendimento mecânico, graças ao reduzido peso de peças móveis, visando alto torque, economia de combustível, redução do nível de ruídos e vibrações, suavidade de funcionamento, além de baixos níveis de emissão de poluentes.
Com motores compactos e layouts simplificados, a nova família de propulsores da FPT é dotada de uma série de itens de alta tecnologia. Ao todo, 70% dos componentes são novos. Confira abaixo alguns deles:
• Bielas sinterizadas, forjadas e fraturadas. Entre as de menor massa no mercado para esta faixa de cilindrada, elas oferecem precisão absoluta de montagem e alta resistência.
• Anéis do tipo low friction. De baixa carga tangencial, também estão entre os de menor massa no mercado para esta faixa de cilindrada, o que deixa o motor mais eficiente.
• Pistões otimizados e grafitados. Com menor peso e saias assimétricas, minimizam o atrito com os cilindros. Enquanto o cubo reforçado maximiza a resistência.
• Câmera de combustão com baixa relação superfície/volume. Proporciona a diminuição do tempo de combustão e maior eficiência térmica, o que resulta em ganhos de desempenho e queda no consumo.
• Corpo de borboleta drive-by-wire com sensor contactless. Elimina o contato mecânico entre os componentes internos do sensor, o que atua para conservar o perfeito funcionamento do motor ao longo de toda a vida útil.
• Coletor de aspiração em plástico: De material mais leve, favorece a uniformização do fluxo para os quatro cilindros, além de otimizar o desempenho e reduzir as perdas de carga.
•  Tampa do cabeçote em plástico: Menor peso.
• Corrente de distribuição: Dispensa a necessidade de manutenções periódicas.
• Tuchos hidráulicos: Não necessitam de manutenção/regulagem.
• Virabrequim com microestrutura especial e com oito contra-pesos. Eles garantem maior resistência a fadiga, funcionamento suave e ainda é muito mais silencioso.
• Cárter estrutural de alumínio. Proporciona maior rigidez estrutural ao motopropulsor.
• Filtros ecológicos. Apenas o elemento filtrante de papel e borracha é trocado, aproveitando o restante da estrutura.

O novo motor 1.6 16V faz com que o Fiat Punto atinja a velocidade máxima de 180 km/h (gasolina) e 182 km/h (etanol). O Punto equipado com o motor 1.8 16V chega a máxima de 189 km/h (gasolina) e 191 km/h (etanol). 
Outra novidade é o câmbio Dualogic® automático nas versões Essence 1.8 16V e Sporting 1.8 16V. Com o câmbio Dualogic® o motorista pode escolher, a qualquer momento, trocas de marchas automáticas ou controladas sequencialmente, através de toques na alavanca do câmbio. Além disso, a alteração do modo de dirigir, de automático para manual, pode ser feita a qualquer momento, deslocando a alavanca para a esquerda (posição D/M) por um tempo superior a 0,7 segundos. E, mesmo que o conjunto esteja no modo automático, ainda assim é possível fazer as trocas manualmente por meio da alavanca, opção muito útil, por exemplo, em uma ultrapassagem.
Com o câmbio Dualogic o motorista ainda tem outros benefícios. Por exemplo, acionando a tecla “S”, localizada ao lado da alavanca de câmbio, a programação adota uma condução esportiva, efetuando as trocas de marchas em giros mais altos do motor, aproveitando melhor a potência e deixando o veículo com um desempenho mais esportivo. Em caso de ultrapassagens ou acelerações rápidas, o Dualogic oferece ainda a função kick down. Quando o motorista pisa fundo no acelerador, o sistema reduz automaticamente as marchas privilegiando a performance e a retomada de velocidade.

As versões do Punto 2011 Dualogic® automático garantem níveis de performance e consumo de combustível iguais aos das versões com transmissão manual, ou seja, consegue unir o desempenho e o consumo de um modelo equipado com câmbio manual, com o conforto de um carro automático.

Design

Com linhas assinadas pelo mestre Giorgetto Giugiaro, o Punto criou o sporthatch, trazendo um pacote tecnológico somente visto em modelos de categorias superiores. Como, por exemplo, os equipamentos de segurança que contam com até seis airbags, entre eles os window bags e side bags.
As novas versões chegam com quadro de instrumentos iluminado por leds na cor branca, dando mais modernidade ao veículo. Para ter mais requinte, também trazem novos tecidos internos e as versões Essence chegam ainda com o painel interno nas cores: cinza para a versão 1.6 16V e marron para a 1.8 16V. Todas as novas versões também ganham novas rodas e calotas, com desenhos exclusivos para cada uma delas.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0