Fundação Educar completa 30 anos

 

No Brasil, 48% das escolas não possuem biblioteca ou sala de leitura, 75% da população não têm plena habilidade leitora, 30% nunca compraram um livro e 67% não tiveram incentivo à leitura em sua trajetória. Os dados são do Censo Escolar 2018 (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP) e da Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil (Instituto Pró-Livro), de 2015.
Para contribuir com a melhora deste cenário, democratizar o acesso ao livro e incentivar a leitura, a Fundação Educar DPaschoal – que completa, em 2019, 30 anos de atuação – criou, no ano 2000, o “Leia Comigo!”, um projeto por meio do qual são editados, publicados e distribuídos livros infantojuvenis de forma gratuita para escolas públicas, creches municipais, bibliotecas e organizações sem fins lucrativos que tenham ações de incentivo à leitura. Desde a origem do projeto, mais de 40 milhões de livros já foram distribuídos e contam com frete cortesia de transportadoras da Cia. DPaschoal para chegarem a diversas cidades do Brasil. Em todos esses anos, os títulos foram produzidos por meio das Leis de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) e por investimento de parceiros.

Lançamentos

Para celebrar seus 30 anos, a Fundação Educar DPaschoal utiliza-se do projeto para lançar quatro novos títulos de literatura infantojuvenil. Os eventos de lançamento serão realizados nos dias 6 de julho e 5 de outubro de 2019, na Biblioteca Parque Villa-Lobos (Av. Queiroz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros), em São Paulo. Os livros paradidáticos são parte do projeto “Cultura em Páginas” e abordam temáticas que buscam estimular cidadania, ética, resiliência, empatia e diversidade, entre outros valores.
Os eventos são abertos ao público. No dia 6 de julho, haverá contação de histórias pela arte-educadora Juliana Furlanetti – especialista em contação de histórias e coordenadora editorial do projeto “Leia Comigo!” –, além de roda de conversa com os autores, distribuição gratuita de livros e atividades com as crianças. “Chispa, gambá”, de Januária Alves, é um dos títulos lançados e traz uma gostosa aventura sobre respeito e o exercício da empatia. “O lobinho e a porta”, de Silvana Rando, retrata as crianças de forma divertida, tratando da importância do uso de “palavras mágicas”. Já na programação do dia 5 de outubro, o livro “Ora, ora, desencana! Quem quer bolo de banana?”, de Ana Terra, vai propor uma reflexão sobre a grandeza de compartilhar, além de abordar de maneira criativa o reaproveitamento de alimentos. Em “Musicaligando”, de Roberta Asse, a música é um meio de inspirar novas criações e valorizar a diversidade.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0