Indústria registra o melhor mês do ano em licenciamento

Luiz Moan - Anfavea
A Associação Nacional de Veículos Automotores, Anfavea, divulgou na terça-feira, 6, os resultados da indústria automobilística em julho e as projeções revisadas de exportações de autoveículos e desempenho do segmento de máquinas agrícolas.
As exportações encerraram julho com alta de 75,9% quando comparadas as 52,5 mil unidades que deixaram os portos brasileiros com as 29,8 mil do mesmo mês de 2012 e 2,4% contra as 51,2 mil de junho. No acumulado o acréscimo é de 24,9%: o Brasil exportou 318,6 mil unidades de janeiro a julho deste ano contra 255,2 mil do igual período de 2012.
Com o desempenho e as perspectivas para os meses restantes, a Anfavea revisou as projeções de exportações para o encerramento de 2013, que passaram de queda de 4,6% para alta na casa dos 20%. Para Luiz Moan Yabiku Junior, contudo, a alta não reflete evolução da competitividade brasileira:
“O desempenho das exportações é fruto do aquecimento dos mercados importadores e não reflete melhora de nossa competitividade. Estamos em fase final de elaboração do Exportar-Auto, que pretende elevar esse grau de competitividade e tornar o Brasil novamente plataforma de exportação”.
O segmento de máquinas agrícolas também teve suas projeções revisadas para cima: as vendas internas no atacado saltaram de 4% a 5% para 18,4% e a produção de 3% para 13,5%. As razões para os novos números envolvem o ótimo desempenho da safra agrícola e as condições de financiamento do Finame PSI.
O segmento fechou julho com 7,6 mil máquinas agrícolas vendidas no atacado, aumento de 3,4% em relação a junho, que comercializou 7,4 mil unidades. Contra as 6,3 mil unidades comercializadas em julho do ano passado, o acréscimo foi de 20%. No acumulado do ano o segmento manteve ritmo acelerado de vendas, registrando 48,7 unidades vendidas, que representa alta de 28% ante as 38,1 mil do mesmo período do ano anterior.

Produção

A indústria automobilística registrou o melhor mês de julho da história em produção com 312,3 mil autoveículos, elevação de 3,7% em relação a julho de 2012 – que registrou 301,1 – e queda de 2,7% contra as 320,8 de junho de 2013. Nos sete primeiros meses de 2013 foram fabricadas 2,17 milhões de novos veículos, aumento de 15,8% quando comparado com as 1,87 milhões de unidades produzidas em igual período do ano anterior.
O segmento de máquinas agrícolas encerrou julho com 9,5 mil unidades produzidas, acréscimo de 14,6% em relação a junho e de 26,3% quando comparado com o mesmo período do ano passado, com 7,6 mil unidades. No acumulado do ano a produção de 57,9 mil máquinas agrícolas representa crescimento de 17,5% em relação a 2012, quando foram produzidas 49,3 mil unidades.

 Melhor mês

Julho também representou para a indústria automobilística o melhor do mês do ano em licenciamentos com 342,3 mil autoveículos. Isto representa aumento de 7,4% quando comparado com as 318,6 mil unidades comercializadas no mês anterior. Em relação a julho do ano passado, quando foram licenciadas 364,2 mil, a queda foi de 6%.
No acumulado de janeiro a julho o setor teve um aumento de quase 3%, com 2,14 milhões de veículos comercializados. Em 2012 a indústria tinha registrado nos sete primeiros meses pouco mais de 2,08 milhões.
De acordo com Luiz Moan Yabiku Junior, “feriados em São Paulo e no Rio de Janeiro, por causa da visita do Papa, impactaram o desempenho de licenciamentos em julho”.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0