Jetta GLi: um sedan espetacular

Desde que chegou ao Brasil em outubro de 2006, o Volkswagen Jetta sempre foi um carro de desejo. Bonito, elegante, confortável e com bom desempenho. Ao longo destes anos diversas novas gerações foram surgindo. A ultima, em 2018, surpreendeu pelo design ainda mais requintado e acabamento esmerado.
Agora chega ao mercado nacional o desejo do desejo: Jetta GLi. O modelo esportivo se equivale aos modelos GTi , nomenclatura que a Volkswagen deixa apenas para os modelos hatchback. Assim, o Jetta esportivo familiar ganha a denominação de GLi. A nomenclatura GLI nasceu na década de 1980, nos Estados Unidos, como parte da estratégia de esportivos da Volkswagen no mundo, e se refere aos modelos de topo de gama, trazendo todo o apelo dos modelos GTI à classe refinada dos sedãs. Daí a origem do nome Gran Luxury Injection (GLI).
Este modelo vem complementar a linha Jetta no Brasil, sendo posicionada acima das configurações R-Line, Comfortline e 250 TSI. A configuração GLI é a única na linha Jetta equipada com motor 350 TSI, com 230 cavalos. São 80 cavalos mais do que o motor 250 TSI, de 150 cv, que equipa as demais versões.

Lindo
O modelo emociona só de olhar. E não é para menos: o modelo traz o mesmo motor e câmbio, as inovações tecnológicas e os recursos de segurança e de assistência à condução do Golf GTI.
Produzido no México sobre a Estratégia Modular MQB, o Jetta GLI é um sedan familiar que pode ser usado tranquilamente com a família, mas que também se transforma num esportivo se assim o dono tiver vontade.

Esportivo

O Jetta GLI é daqueles carros que, só de olhar, dá para saber que ele cumpre o que promete. O modelo traz visual arrojado e diferenciado proporcionando uma ótima eficiência aerodinâmica e, consequentemente, baixo consumo de combustível e velocidade máxima ainda mais elevada: 250 km/h.
No caso do GLI, a proposta de design foi deixar o modelo com a aparência mais baixa e Os faróis trazem dois canhões de LED com controle automático dos fachos e luzes diurnas que contornam os conjuntos. Grade em formato de colmeia e os para-choques reforçam o visual mais agressivo e tem um filete vermelho para distingui-los de cara dos demais modelos. As rodas são aro 18 com pneus mais largos e baixos (225/45) e que deixam o conjunto de freios pintados na cor vermelha em destaque. Aliás, os freios têm discos cerca de 10% maiores, em comparação às demais versões do modelo. No GLI, os freios dianteiros têm discos ventilados de 312 milímetros. Na traseira os discos têm 300 milímetros. O sistema possui recurso BSW, de secagem dos discos de freio dianteiros, para ajudar a remover a água e dar mais segurança na frenagem em dias chuvosos.
O sistema de freios do Jetta GLI também traz as tecnologias de distribuição eletrônica da pressão de frenagem (EBD) e de assistência hidráulica à frenagem (HBA). E mais: o GLI tem freio de estacionamento eletroeletrônico, com acionamento por meio de botão e função Auto Hold.

Na traseira, quase sem grandes alterações com relação ao modelo mais “tranquilo”, as lanternas são as mesmas, mas chama à atenção o difusor na parte inferior e o pequeno aerofólio na tampa do porta-malas, dando esportividade ao modelo. A saída dupla de escape cromada e toda a logotipia do modelo em vermelho complementam o conjunto.
Na sétima geração o Jetta GLi mantém as dimensões dos demais modelos: 4.709 mm de comprimento, 1.799 mm de largura, 1.478 mm de altura e 2.680 mm de entre eixos. Este ultimo numero garante que quatro adultos se acomodem muito bem. O porta-malas tem capacidade de 510 litros. Não podemos esquecer que é um sedan familiar, apesar do desempenho.

Conforto

O interior com tonalidades escuras é elegante e tem detalhes no painel imitando fibra de carbono.  O volante é o mesmo do Golf GTi e os pedais possuem capas esportivas. Com o acabamento diferenciado, o Jetta GLi deixa claro que alí está um modelo esportivo, mas pronto para atender toda a família. O GLi é muito confortável tanto na frente como na traseira e os acabamentos são de muito boa qualidade. Os bancos de couro acomodam bem todos os passageiros.
Porém, falta uma saída de ventilação atrás e entradas USB na traseira. Hoje todos os passageiros andam conectados e precisam de carregadores.

Mesmo assim o Jetta GLi traz de série o sistema de infotainment “Discover Media” com tela de 8”, que permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e oferece navegação integrada.

Desempenho

O Jetta GLi é equipado com o motor 350 TSI da família premiada EA888, de dois litros que produz  230 cavalos de potência máxima a 4.700 rpm. O excelente torque máximo é de 35,7 kgfm (350 Nm), na faixa de 1.500 rpm a 4.600 rpm. A transmissão é de dupla embreagem com seis marchas.
Apesar de ter a mesma motorização do Golf GTi, o GLi é mais pesado 60 quilos, o que deixa seu desempenho pouca coisa menor. Mesmo assim, o modelo agrada muito. Segundo números da fabricante, o GLI acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e a obtém a velocidade máxima de 250 km/h.

Tecnologia

O Jetta GLI é equipado de série com direção progressiva, sistema permite aos condutores fazer curvas com menor movimentação do volante. Com respostas mais diretas, a direção progressiva diminui o trabalho do volante perceptivelmente em manobras e ao estacionar, em comparação aos sistemas de direção convencionais, que trabalham com uma relação de redução constante.
Outro componente que colabora para uma condução mais refinada é o sistema de suspensão independente nas quatro rodas.

 

A tecnologia no GLi é de ponta. O modelo, assim como na versão R-Line 250 TSI, o “Active Info Display”, controlador automático de velocidade (ACC), Front Assist com função City Emergency Brake, Sistema de Frenagem Pós-Colisão e regulagem automática do farol alto (FLA), são itens de série no GLI – inclusive as  três primeiras revisões gratuitas (10.000 km, 20.000 km e 30.000 km).
Quando o assunto é conforto e conveniência, o sedã Volkswagen conta com volante multifuncional de couro com shift paddles, bancos de couro (os dianteiros contam com regulagem elétrica e sistema de aquecimento – o do motorista oferece ainda três posições de memória) e sistema de seleção do perfil de condução e iluminação ambiente ajustável em 10 tonalidades.
O recurso de Seleção do Modo de Direção inclui quatro opções: “Eco”, que privilegia a economia de combustível, “Normal”, que mantém os ajustes de fábrica, “Sport”, para uma condução mais esportiva, e “Individual”, no qual é possível ajustar os parâmetros de direção, transmissão e outros assistentes de condução da forma que o condutor preferir.
Na parte sonora, o Jetta GLI conta de série com o sistema de som da grife Beats, com 300 Watts e amplificador digital de oito canais. O som de alta fidelidade é fornecido por quatro alto-falantes, dois tweeters e um subwoofer com ajustes especiais.
O único opcional é o teto solar panorâmico, que abrange mais da metade da área do teto do veículo. O Jetta GLI está disponível em seis cores: três sólidas (Branco Puro, Cinza Puro e Vermelho Tornado), duas metálicas (Cinza Platinum e Prata Pyrit) e uma perolizada (Preto Mystic).

Andando

Com toda a certeza o ponto alto do Jetta GLi, é acelerar. Durante o teste drive que fizemos por estradas sinuosas no interior de São Paulo, o modelo surpreendeu pela retomada e estabilidade. O volante, o mesmo do GTi, tem excelente empunhadura e as famosas borboletas atrás para a troca de marchas, que ajudam na “tocada” mais esportiva. Mesmo nas curvas mais fechadas, o GLi se mantinha na trajetória e com pouca saída de frente. Para quem acha que os quilinhos a mais e o fato de ser um sedan iam tirar o folego e a emoção em relação ao GTi, vai se surpreender. O GLi é um carro apaixonante.

Preço do Jetta GLi R$144.990,00;
Com o único opcional que é o teto solar vai para R$ 149.980,00


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0