Meira garante título do Brasileiro de Marcas

272158_567046_ci1v8257_web_

Mesmo com a dobradinha da Renault na decisão da Copa Petrobras de Marcas, em Interlagos (SP), na tarde deste domingo (13), com Gabriel Casagrande e Rubens Barrichello, em primeiro e segundo, respectivamente, quem mais comemorou foi Vitor Meira da JLM Racing/Honda Civic, que levou o título da principal categoria multimarcas do Brasil.

Meira só precisava terminar a corrida dois entre os 12 primeiros colocados para conseguir o título. O brasiliense largou em décimo, ganhou uma posição após confusão na largada e administrou a corrida até o final, terminando em nono e garantindo o título.

“Depois da largada – que deu uma baita confusão quando vi o Gustavo e o Nonô se batendo ao passarem por mim, eu já baixei a bola e andei ‘de freio de mão puxado’, me segurando o tempo todo. Hoje andei um pouco ‘vovozinha’, com todo respeito às senhoras mais experientes – afinal também estou chegando lá – e isso tem que servir de algo nesta questão de saber quando atacar e quando se manter. Isso foi determinante na conquista deste título”, explicou Vitor.

Os únicos pilotos que disputavam o título com Meira eram Gustavo Martins e o experiente Nonô Figueiredo, da Onze Motorsports/Chevrolet Cruze, que foi punido com um drive-through logo no início, por queima de largada, dando adeus ao título logo de cara. O piloto concluiu a corrida em 15º colocado. Já Gustavo Martins, que disputa com um Honda Civic assim como Meira, terminou em sétimo, mas não foi suficiente para conseguir alcançar a pontuação de Vitor, que encerrou a temporada com 226 pontos, 27 a mais que Gustavo Martins, vice-campeão.

“Muito bom! Depois de tanta coisa que eu andei, de fórmula, tração traseira, carros levinhos, de repente volto para o Brasil para correr em um carro que é mais pesado, com tração dianteira, e turismo. É trabalho”, comemorou o campeão.

Guilherme Salas foi premiado pelo bom desempenho e fechou a temporada em terceiro lugar. Vicente Orige e Gabriel Casagrande, que venceu a prova e foi o maior vencedor da temporada, com cinco conquistas, terminaram em quarto e quinto, respectivamente.

Gabriel comemorou o bom desempenho no ano e garantiu uma temporada ainda melhor com a Renault em 2016. “Terminamos o ano com chave de ouro, da melhor maneira possível e do jeito que eu queria. Infelizmente não brigamos pelo campeonato por outras circunstâncias, mas vencemos cinco corridas e no ano que vem, com nosso Renault ainda mais evoluído, vamos brigar de frente com os Honda, com certeza”, afirmou o piloto da C2 Team.

Rubens Barrichello, piloto do Renault Fluence da Full Time, foi um dos protagonistas da última etapa da competição. Além da dobradinha com Gabriel Casagrande na segunda corrida, Barrichello também terminou a primeira corrida na segunda posição, atrás de Fábio Carbone, garantindo duas dobradinhas para a Renault. O piloto comemorou a evolução da equipe ao final da prova.

“Hoje foi muito bom. É um segundo lugar mais gostoso, porque você vem lá de trás. A Full Time Sports está de parabéns, porque começamos o ano sem competitividade nenhuma e acabamos o ano muito bem. Isso é importante. Foi bom dar isso ao pessoal. Claro, ainda ficamos devendo uma vitória, mas este ano foi de muito aprendizado”, concluiu Rubinho.

Entre as marcas, a Honda foi mais uma vez a grande campeã. A estreante Renault, que fez uma excelente temporada em seu retorno ao automobilismo brasileiro, terminou em segundo lugar, seguida de Toyota, Chevrolet e Ford.

A temporada 2016 da Copa Petrobras de Marcas começa nos dias 05 e 06 de março, em Curitiba (PR).

Classificação final da Copa Petrobras de Marcas:

Pilotos:

1-) Vitor Meira – 226 pontos
2-) Gustavo Martins – 199
3-) Guilherme Salas – 190
4-) Vicente Orige – 188
5-) Gabriel Casagrande – 186
6-) Nonô Figueiredo – 185
7-) Thiago Marques – 172
8- ) Daniel Kaefer – 166
9-) Rubens Barrichello – 154
10-) Cesar Bonilha – 133
11-) Rodrigo Baptista – 119
12-) Fábio Carbone – 113
13-) Felipe Tozzo – 104
14-) Beto Cavaleiro – 49
15-) William Starostik – 46
16-) Marcelo Rocha – 38
17-) Willian Freire – 35
18-) Alberto Cattucci – 35
19-) Eduardo Rocha – 30
20-) Ronaldo Kastropil – 27
21-) Luiz Razia – 20
22-) Carlos Souza – 18
23-) Renan Guerra – 15
24-) Vitor Genz – 10
25-) Thiago Oliveira – 10
26-) Edson Coelho Jr – 10
27-) Odair Santos – 9
28-) Osman Didi – 7
29-) Luis Sena Jr/Roger Sandoval – 6
30-) Flavio Lisboa – 1
31-) Allam Khodair – 1
32-) Alceu Feldmann – 1
33-) Fernando Miranda – 0
34-) A.Navarro/B.Monteiro – 0

Equipes:

1-) JLM Racing (Honda Civic) – 414 pontos
2-) Onze Motorsports (Chevrolet Cruze) – 372
3-) RZ Motorsports (Toyota Corolla) – 337
4-) JLM Sport (Honda Civic) – 301
5-) Full Time Sports (Renault Fluence) – 298
6-) C2 Team (Renault Fluence) – 251
7-) Júpiter Racing Team (Ford Focus) – 197
8- ) Toyota Bassani Racing (Toyota Corolla) – 189
9-) KFF Pro Racing (Chevrolet Cruze) – 61
10-) Amir Nasr Racing (Ford Focus) – 42
11-) AGB Preparações (Chevrolet Cruze) – 39

Marcas:

1-) HONDA – 523 pontos
2-) RENAULT – 479
3-) TOYOTA – 429
4-) CHEVROLET – 417
5-) FORD – 221


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0