Nova geração do Civic

A Honda brasileira apresentou recentemente a nova geração do Civic. Sem alterações estéticas, o carro ganhou mais tecnologia embarcada, na versão top o motor de dois litros e uma mudança nas letrinhas que definem os modelos (LXS modelo de entrada e motor 1,8 e LXR e EXR com motor 2,0). Outro detalhe interessante é o fim do tanque de gasolina para a partida a frio, sistema apresentado pela Bosch à alguns anos, mas sem ser adotada em serie por nenhuma montadora. Com o sistema, ao pressionar na chave a abertura das portas, um conjunto de aquecedores entra em ação diretamente na linha de combustível tornando a temperatura, principalmente do etanol, ideal para compor uma mistura ar/combustível pronta para entrar em combustão imediata. Assim, até o motorista se instalar e colocar o cinto, o etanol estará pré-aquecido e pronto para acionar o motor. A marca japonesa chama isso de conceito Honda Flex One, que irá para toda a linha flex, inclusive as motocicletas.

Mais potência

Somente com câmbio automático de cinco velocidades, o modelos top da linha Civic 2014, a LXR e EXR são equipados com motor de dois litros, injeção multiponto PGM-FI (Programmed Fuel Injection) e 155 cavalos quando abastecido a álcool e 150 cavalos com gasolina. Atras do volante as borboletinhas para fazer a troca de marchas, dando um ar mais esportivo ao modelo, fato pretendido pela marca para o novo Civic. Estas versões são equipadas com faróis de neblina. O modelo mais top ainda vem  com side airbag (airbag lateral), além dos airbags frontais dual (SRS), cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça com regulagem de altura para todos os ocupantes. Este último, também disponível em todas as versões.
Uma lamentável tendência na grande maioria dos sedans pequenos e médios no Brasil, é a falta de forração no porta-malas, que hoje, fica a chapa aparente e muitas vezes até sem pintura. Todos os Civic têm forração na tampa traseira.
A versão 1,8 litro é o já tradicional motor da marca, o i-VTEC SOHC Flex, que oferece 140 cavalos a 6500 rpm,  quando abastecido com álcool e 139 cavalos a gasolina. Somente nesta versão, além do câmbio automático de cinco velocidades, ainda há a opção do câmbio manual de seis marchas. Lamentavelmente, nas versões top não há essa possibilidade.
Em todas as versões, os freios são a disco nas quatro rodas com ABS (Anti-lock Braking System) e EBD (Electronic Brake Distribution).
O Civic 2014 tambem introduz um avançado sistema de Bluetooth, que permite ao motorista atender chamadas sem a necessidade de manuseio do celular e até mesmo sem tirar as mãos do volante.

Mais novidades

A marca japonesa confirmou para abril de 2013, importado do México, a chegada do utilitário esportivo CR-V com motor 2,0 Flex. O motor é o mesmo que equipa o Civic 2014, com 155 cavalos quando abastecido a álcool e 150 a gasolina. Outra novidade mito interessante é o retorno do esportivo da marca: o Si. O modelo, que virou uma referencia entre os esportivos derivados de carros normais de produção, virá com um motor de dois litros, mas com potência em torno de 200 cavalos e na versão hatch, como já existe na Europa. (Antônio Fraga)

Honda CIVIC – Modelo 2014 – FLEX
Versão Transmissão Preço em R$ Motor Potência Cor
LXS MT Manual 66.690,00 1.8L 139 CV (G) / 140 CV (E) Prata Global, Preto Cristal, Cinza Iridium, Cinza Paladium,

Branco Taffetá.

LXS AT Automática 69.900,00
LXR AT Automática 74.290,00 2.0L 150 CV (G) / 155 CV (E)
EXR AT Automática 83.890,00

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0