Nova Mercedes CL 63 AMG desenvolve 571 cavalos

Equipado com motor V8 AMG de 5,5 litros biturbo, o novo CL 63 AMG, na versão mais apimentada, rende potência máxima de 420 kW (571 cv) e torque de 900 Nm. O novo propulsor, combinado à transmissão de 7 marchas AMG SPEEDSHIFT MCT, garante um aumento considerável na dinâmica de pilotagem, mas surpreende na respeitável redução de consumo e emissões, auxiliado pelo sistema start/stop. Com consumo de combustível de 10,5 litros a cada 100 quilômetros (NEDC combinado), ou 9,5 km/l, o novo cupê é 25% mais econômico que a versão anterior com motor V8 aspirado. O novo Mercedes-Benz CL 63 AMG marca o início de um novo capítulo na estratégia “AMG Performance 2015”, ao cumprir a promessa de reduzir continuamente consumo de combustível e emissões nos novos modelos. De acordo com Ola Källenius, chefe da Mercedes-AMG, “estamos entrando em uma nova era. Pela primeira vez combinamos a injeção direta de gasolina com turboalimentação dupla e sistema start/stop. Juntamente com a transmissão AMG SPEEDSHIFT MCT de 7 marchas, obtivemos uma extrema redução de consumo e emissões, mas, mesmo assim, aumentamos potência e torque.” Juntamente com a transmissão esportiva AMG SPEEDSHIFT MCT de 7 marchas, o novo motor V8 AMG de 5,5 litros desempenhará um papel importante na estratégia dos modelos Mercedes-AMG a partir de 2011.

 Injeção direta de gasolina e dupla turboalimentação Internamente designado M157, o novo motor V8 é exemplo de eficiência e apresenta uma série de destaques tecnológicos: pela primeira vez, a Mercedes-AMG está tirando vantagem da injeção direta de gasolina por jato dirigido. Essa tecnologia permite a melhora da economia de combustível graças à maior eficácia termodinâmica. A AMG combinou a combustão por jato dirigido com a dupla turboalimentação. Outros destaques do motor de oito cilindros incluem cárter totalmente em alumínio, cabeçotes com quatro válvulas por cilindro e comandos de válvulas com variação de fase e resfriamento do turbo por ar/água. A despeito de toda essa busca por performance e eficiência, ele não se esquiva da economia, ao apresentar o sistema start/stop. Enquanto o motor aspirado V8 AMG desloca 6,208 cm3, o novo motor biturbo V8 AMG 5,5 litros possui apenas 5.461 cm3 de cilindrada. Esse pacote, de alta potência e torque, juntamente com valores de consumo de combustível invejáveis, não tem similar na concorrência. O motor V8 biturbo AMG desenvolve potência máxima de 400 kW (544 cv) e torque máximo de 800 Nm (81,6 kgfm). Se for dotado com o pacote “Performance AMG”, que propicia um regime de pressão de 1,3 bar no sistema de alimentação (contra 1 bar da versão “básica”), esses valores aumentam para 420 kW (571 cv) e 900 Nm (91,8 kgfm). Além disso, a tampa do motor do AMG CL 63 com o pacote de Performance AMG vem com aplicações em fibra de carbono. Redução de 25% do consumo de combustível Apesar do aumento da potência de 14 kW (19 cv) e 34 kW (46 cv) e, quanto ao torque, de 170 e 270 Nm, o novo motor 5,5 litros biturbo é sensivelmente mais econômico. Sua média combinada NEDC é de 10,5 litros a cada 100 quilômetros (9,5 km/l), nada menos do que 3,9 l/100 km mais econômico do que o 6,3 litros, que perfaz a média de 6,9 km/l. As emissões de CO2 também foram reduzidas significativamente a 244 gramas por quilômetro, ou 29% menos do que o do modelo anterior. Ambas as versões de desempenho possuem valores idênticos de consumo de combustível e de CO2. Com valores como esses, o novo CL 63 AMG não é somente melhor do que todos os seus concorrentes, como também mais eficiente quanto ao consumo de combustível do que carros muito menos potentes nesse segmento. Desempenho do nível de carros esportivos O novo cupê CL 63 AMG acelera de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos, e possui uma velocidade máxima eletronicamente limitada de 250 km/h. Quando equipado pelo pacote “Performance AMG”, o marco de 100 km/h é atingido em apenas 4,4 segundos, aumentando a velocidade máxima (também eletronicamente limitada) para 300 km/h. * com pacote “Performance AMG”; ** eletronicamente limitada


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0