Mustang Shelby é o mais potente carro de rua

Segundo dados de performance da Ford, o novo Mustang Shelby GT 500 2020, será o carro de rua mais potente já produzido pela marca. Com motor de 5.2 litros, 770 cv e 86,4 kgfm, é o V8 supercharged com maior densidade de potência e torque do mundo além de contar com uma nova transmissão Tremec de dupla embreagem e sete velocidades, cinco modos de direção.

Com os maiores freios dianteiros da categoria (com discos de 16,5 polegadas) e rodas opcionais de fibra de carbono, somado às estratégias de controle desenvolvidas nas pistas, dá ao novo Shelby um tempo de 10,6 segundos na prova que mede o tempo em que o carro leva para acelerar de 0 a 100 mph (160 km/h) e voltar à imobilidade, à frente de muitos superesportivos.

“A força bruta de aceleração em arrancadas e as mudanças incrivelmente rápidas e suaves destacam como a alma do Shelby GT500 foi elevada no nosso Mustang mais avançado de todos os tempos”, diz Ed Krenz, engenheiro-chefe de programa da Ford Performance.

Os engenheiros da Ford Performance desenvolveram junto com a Tremec uma transmissão que oferece máximo controle e trocas incrivelmente rápidas em vários modos de direção. No modo esportivo, seu novo sistema de embreagem úmida com solenóides realiza trocas em até 80 milissegundos.

Os cinco modos de direção do Shelby GT500 2020 melhoram ainda mais a experiência do motorista. Um botão no console permite mudar instantaneamente sua personalidade, de um carro “normal” para um azougue nas pistas, com resposta mais agressiva do acelerador e do câmbio. O comportamento da suspensão, do controle de estabilidade e do freio ABS muda, assim como o som do motor e o painel de instrumentos, para criar uma nova sensação de dirigir.

No modo normal, o tempo de troca de marchas permite uma direção tranquila. No modo esportivo as trocas são cerca de 20% mais rápidas e se mantêm mais tempo nas faixas de torque máximo. Os modos de pista e drag são puro desempenho.

“Cada modo muda totalmente o estilo de direção do Shelby GT500. É uma experiência visceral multissensorial completa”, diz Pat Morgan, gerente de Powertrain da Ford Performance.

A potência é transmitida às rodas traseiras por um eixo cardã de fibra de carbono, com diferencial de escorregamento limitado Torsen com relação de 3,73:1. Os semieixos e a suspensão também foram redesenhados para trabalhar com a quantidade enorme de energia do motor.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0