O EcoBoost V6 torna-se o novo ‘rei’ da velocidade de Daytona

RecordEcoBoost-Daytona3

 

Depois de 26 anos, o Autódromo Internacional de  Daytona, nos Estados Unidos, tem um novo “Rei da Velocidade”: o motor Ford  EcoBoost V6 de 3.5 litros. Um protótipo pilotado por Colin Braun estabeleceu um  novo recorde de volta mais rápida em Daytona, de 358,8 km/h. Além disso,  registrou novos recordes mundiais nas provas de 10 milhas (média de 337,99 km/h)  e 10 quilômetros (325,79 km/h), ambos partindo da imobilidade.

As marcas aguardam homologação da Federação  Internacional de Automobilismo (FIA), mas o piloto e o carro da equipe Michael  Shank Racing mostraram o desempenho do Ford EcoBoost V6. Com a nova marca de  Daytona, foi batido o recorde vigente de 338,5 km/h, obtido por Bill Elliott em  um Ford Thunderbird na fase classificatória para a prova Daytona 500 em 1987. 

“Foi um grande desafio e a potência do novo motor  EcoBoost falou mais alto. Foi incrível e chocante atingir a velocidade de 358,8  km, um resultado da força do motor e de toda a equipe que trabalhou para esse  recorde, levando o carro ao limite”, disse Colin Braun, de 25 anos, que não era  nem nascido quando Bill Elliott estabeleceu o recorde anterior. 

 EcoBoost V6  3,5 litros

O carro com o novo motor EcoBoost foi preparado para  a prova pela Roush Yates Engines, parceira da Ford Racing. A Continental  desenvolveu para ele pneus especiais, mais leves, com menor resistência ao  rolamento e um composto mais duro que os modelos normais de competição. O motor  de duplo turbo vai equipar o carro na temporada de 2014 do United SportsCar  Championship, que começa em janeiro com a prova 24 Horas de Daytona.

RecordEcoBoost-Daytona2

“Essa conquista é um orgulho para a engenharia da  Ford. Entregar um motor de corrida que  usa basicamente tecnologia de produção e bater recordes de velocidade que  estão nos livros há décadas é uma excelente forma de iniciar a participação do  EcoBoost na próxima temporada”, diz Jamie Allison, diretor da Ford  Racing

Michael Shank, chefe da equipe, ressalta que este é  um trabalho dos últimos dez meses e vai evoluir ainda mais. “Estamos muito  empolgados com o motor Ford EcoBoost. É uma tecnologia inovadora de produção  aplicada em competição em pistas. Precisamos de mais iniciativas como essa nas  corridas.”

Temporada  2014

A temporada 2014 da equipe Michael Shank Racing na  United SportsCar Championship começou imediatamente após a quebra do recorde. A  configuração do carro para circuito oval foi mudada e o time fez o primeiro  teste na pista em que ele vai estrear em janeiro.

“O projeto do motor começou há cerca de dois anos e  nos dá segurança na temporada que começa em janeiro. O EcoBoost é o estado da  arte da tecnologia e sua versão para as corridas traz potência e alta eficiência  no mesmo conjunto. Quebrar o primeiro recorde é algo que poderemos contar aos  nossos netos um dia, mas vamos conseguir mais”, resume John Maddox, gerente do  programa de competição da Roush Yates Engines.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0