VW completa 60 anos de Brasil

A Volkswagen do Brasil comemora no  próximo sábado (dia 23), 60 anos de atividades no País. Nessas seis décadas de atuação no Brasil, marcadas por pioneirismo e inovação tecnológica, a empresa conquistou marcas expressivas em produção e vendas. Desde 1953, mais de 20 milhões de veículos já foram produzidos no Brasil, país que recebeu a primeira operação da Volkswagen fora da Alemanha e deu início à expansão global da marca.

Ao longo desta trajetória de sucesso, as exportações também foram ponto de destaque da Volkswagen do Brasil, reconhecida como a maior exportadora do setor automotivo brasileiro, com mais de 3 milhões de unidades destinadas a 147 países. A Volkswagen ultrapassou também a marca de 7,5 milhões de motores produzidos na unidade de São Carlos (SP), inaugurada em 1996.

Outra marca expressiva da Volkswagen são os 50 anos de liderança em vendas de um modelo da marca no mercado nacional. Em 2012, o Gol alcançou 26 anos consecutivos de liderança nas vendas no Brasil. Lançado em 1980, o carro preferido dos brasileiros superou em agosto do ano passado a marca de 7 milhões de unidades produzidas. Com os 24 anos de liderança do Fusca, a Volkswagen responde por meio século no topo do ranking de carros mais vendidos do Brasil.

Mesmo com o acirramento da concorrência, resultado da chegada de novas marcas, 2012 foi o melhor ano da história da Volkswagen no Brasil, o que reforça a sustentabilidade do negócio da empresa no País, assim como o gosto dos brasileiros pelos produtos da marca.

Em 2012, a Volkswagen do Brasil atingiu a marca recorde de 852.086 unidades produzidas, volume que consolida a empresa como a maior fabricante de veículos do País. Acompanhando o avanço na produção, as vendas no Brasil também cresceram. No ano passado, a Volkswagen obteve seu melhor resultado histórico, com 768.395 unidades comercializadas, incluindo veículos de passeio e comerciais leves. Recorde também na produção anual de motores, superando 900 mil unidades.

Atualmente, com 22 modelos, a Volkswagen do Brasil oferece ao mercado brasileiro a maior e mais completa linha de produtos. Conta ainda com a maior rede de concessionários no País, com mais de 600 concessionárias distribuídas no território nacional. Em suas quatro fábricas instaladas no país – São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP) -, a Volkswagen emprega 22.500 funcionários.

“Para que uma empresa mantenha seu sucesso é preciso sempre inovar, ter um time vencedor e trabalhar em equipe. Para isso, a Volkswagen do Brasil tem produtos atraentes e um time engajado”, diz o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall.

Visão de futuro

O compromisso da empresa com o País é reforçado pelo programa de investimentos aprovado de R$ 8,7 bilhões até 2016, destinados ao desenvolvimento de novos produtos e à elevação da capacidade produtiva.

Após um período de renovação do portfolio, a Volkswagen do Brasil entra na era da globalização tecnológica. A empresa se prepara para o futuro e aposta nas inovações das estruturas de produção. Recentemente, anunciou o investimento de R$ 335 milhões na fábrica de São Carlos para aumentar a capacidade produtiva diária de 3.800 para 4.800 motores em meados de 2013. A fábrica de São Carlos é responsável hoje pela produção de 48 modelos de motores com uma média de 77 mil unidades por mês.

Além disso, inaugurou a nova Pintura em Taubaté, em outubro de 2012, com investimentos de R$ 427,8 milhões. O novo processo de pintura permitirá a redução do consumo de energia em 30% e do consumo de água em 20%, por veículo produzido.

Aumentará a capacidade produtiva da fábrica das cerca de 1.000 unidades atuais para 1.300 veículos por dia, com utilização plena das instalações.

Seis décadas marcadas por pioneirismo e inovação tecnológica

Ao longo de sua trajetória de 60 anos no Brasil, a Volkswagen sempre teve atuação voltada a superar as expectativas dos clientes com produtos inovadores e tecnologias de ponta. Em 1953, iniciou a montagem dos modelos Fusca e Kombi, em um galpão no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Com o sucesso nas vendas, a marca anunciou o projeto de construir uma fábrica no Brasil, que não se limitaria somente à montagem de veículos, mas sim a fazer do País uma base de exportação para toda a América do Sul. A inauguração oficial da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo, a primeira da Volkswagen fora da Alemanha, ocorreu em 18 de novembro de 1959, por onde o então Presidente da República, Juscelino Kubitschek, circulou a bordo de um Fusca conversível.

Em 1962, a marca já trazia ao mercado brasileiro um veículo ousado para a época: o Karmann-Ghia, lançado em parceria com a empresa alemã de mesmo nome. A Volkswagen foi também a primeira montadora brasileira a inaugurar, em 1965, um centro de desenvolvimento, pesquisa e design.

Em 1972, chegariam às concessionárias dois modelos que iriam revolucionar o mercado brasileiro: o SP1 e o SP2, que traziam design esportivo e ousado, sem abrir mão da funcionalidade. Eram modelos esportivos e com detalhes exclusivos para a época, como instrumentos integrados ao painel e bancos esportivos forrados com couro. Até hoje, o SP1 (motor 1.6l) e o SP2 (motor 1.7l) são reconhecidos por antigomobilistas como alguns dos modelos mais belos da história da Volkswagen.

Em 1973, a Volkswagen antecipa tendências de mercado mais uma vez: lança a Brasília. O modelo era genuinamente brasileiro e apresentava aos consumidores o moderno conceito de carroceria hatchback. Hoje, esse tipo de carroceria de dois volumes é o mais comercializado no mercado brasileiro.

Com o lançamento do Passat, em 1974, a Volkswagen deu outro salto tecnológico ao apresentar um veículo com motor frontal refrigerado a água e suspensão com molas helicoidais. Em 1980, o Gol Geração I, com motor 1.3l, inaugurou uma nova fase na indústria automotiva brasileira. Nascia uma nova família de veículos, com a chegada ao mercado nos anos seguintes dos modelos Voyage (1981), Parati (1982) e Saveiro (1982). O sucesso foi tão grande que, já em 1987, o Gol assumiu a liderança de vendas no mercado, posição que ocupa há 26 anos consecutivos.

Em 1980, o Gol Geração I, com motor 1.3l, inaugurou uma nova fase na indústria automotiva brasileira. Nascia uma nova família de veículos, com a chegada ao mercado nos anos seguintes dos modelos Voyage (1981), Parati (1982) e Saveiro (1982). O sucesso foi tão grande que, já em 1987, o Gol assumiu a liderança de vendas no mercado, posição que ocupa há 26 anos consecutivos.

O Gol GTI 2.0 faz parte desta revolução na década de 80, ao inaugurar a tecnologia da injeção eletrônica em um carro nacional, trazendo melhorias em desempenho e redução de consumo de combustível e de emissões. Anos mais tarde, essa tecnologia inovadora se tornaria obrigatória no Brasil, para ajudar no controle das emissões dos veículos novos.

Já posicionada no segmento dos veículos compactos, a Volkswagen passa a atuar também no segmento de luxo, com o lançamento do Santana (1984) e da Quantum (1985). Projetada e desenvolvida por engenheiros e desenhistas brasileiros, a segunda geração do Santana, lançada em 1991, foi o primeiro veículo nacional a oferecer freios ABS, tecnologia que em 2014 será obrigatória para todos os veículos produzidos e comercializados no País.

A Volkswagen também foi pioneira ao lançar, em 2003, a tecnologia Total Flex, que permite o uso de etanol, gasolina ou os dois combustíveis em qualquer proporção. A tecnologia marcou uma mudança de paradigma na indústria, que fabrica hoje cerca de 90% dos veículos novos com essa tecnologia. O Gol foi o primeiro carro a receber o motor Total Flex, presente hoje em toda a linha nacional da Volkswagen.

Atualmente, um dos objetivos da Volkswagen é criar veículos cada vez mais eficientes em desempenho e na relação com o meio ambiente. Os carros da marca mais avançados nesse sentido são desenvolvidos com base no conceito BlueMotion Technologies, como o Fox e o Polo BlueMotion, que identifica as novas tecnologias desenvolvidas e aplicadas pela empresa para reduzir o consumo de combustíveis e emissões.

O conceito BlueMotion é oferecido como versão nos modelos Fox e Polo, ambos equipados com o motor 1.6l, e como pacote para o Novo Gol e o Novo Voyage com o 1.0l. No caso do Polo BlueMotion, por exemplo, o objetivo foi reduzir em até 15% o consumo de combustível e emissões, com aprimoramentos na aerodinâmica, na transmissão, na suspensão e no uso de “pneus verdes”, com menor resistência ao rolamento.

Expansão ao longo de seis décadas no País

Inaugurada em 18 de novembro de 1959, a unidade Anchieta, em São Bernardo do Campo, foi a primeira fábrica da Volkswagen fora da Alemanha. É considerada um complexo industrial por abrigar atividades como Estamparia, Armação da carroceria, Pintura, Montagem Final, fabricação de motores, caixas de câmbio e centro de pesquisa, planejamento e desenvolvimento de novos produtos. Atualmente, a fábrica Anchieta produz os modelos Gol, Polo, Saveiro e Kombi.

Em 1976, a Volkswagen iniciou as atividades da sua segunda fábrica no País, na cidade de Taubaté, no interior de São Paulo. Com capacidade de produzir 1.050 veículos por dia, emprega atualmente mais de 5 mil pessoas, que são responsáveis pela produção dos modelos Gol e Voyage. Em 2012, a fábrica inaugurou a nova unidade de Pintura, que é referência mundial em tecnologia, qualidade, automação e proteção ambiental e deverá elevar a capacidade de produção da unidade para 1.300 veículos por dia.

A fábrica de motores da Volkswagen do Brasil, em São Carlos, também no interior de São Paulo, iniciou suas atividades em outubro de 1996. Terceira maior fábrica de motores do Grupo Volkswagen – atrás somente de Salzgitter (Volkswagen), na Alemanha, e Györ (Audi), na Hungria, a unidade de São Carlos é referência mundial em produtividade. É responsável pela fabricação de 48 tipos de motores 1.0, 1.4 e 1.6 litro, tendo superado no ano passado a marca histórica de 7 milhões de motores produzidos desde o início de suas atividades, além do recorde anual de mais de 900 mil motores.

Em janeiro de 1999, foi inaugurada a unidade de São José dos Pinhais, no Paraná, uma das mais modernas fábricas do grupo Volkswagen, reconhecida como uma das maiores indústrias empregadoras do Estado e referência em qualidade para o setor automotivo. Com mais de 2 milhões de veículos produzidos, para atender tanto o mercado interno como o externo, é responsável hoje pela fabricação dos modelos Fox, CrossFox, SpaceFox e Golf.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0