JAC acerta a mão na linha 2014 do J3

jac-j3-turin-2014-1371600301412_956x500

 

Quando chegaram ao Brasil há cerca de dois anos, os modelos da JAC impressionaram bem mais pelo conteúdo do que propriamente por seu desempenho, design e acabamento. A aceitação inicial foi boa, afinal de contas quem não gostaria de comprar um carro completo por um preço popular?

Prejudicada pela indefinição sobra a incidência maior ou menor do IPI para importados, a JAC viu suas vendas caírem. O J3 hatch e o Turin (sedã) ainda tiveram que enfrentar o questionamento de serem carros, apesar de completos, inferiores nos quesitos mencionados acima. Neste ano, uma nova geração dos modelos chegou ao País. Desta vez, a JAC acertou a mão.

13858

O J3 Turin 2014, que foi a configuração que testamos recentemente, impressiona – e bem – logo de cara. Os retoques no visual, o deixaram bem mais atraente, bonito mesmo. O acabamento do interior sofreu um choque de qualidade e de bom gosto, também altamente positivo.

O modelo também teve algumas melhorias na parte mecânica. A troca de marchas agora está bem mais suave e precisa.  A suspensão está um pouco mais firme e equilibrada, ao menos pela impressão obtida ao dirigir em estradas. O J3 se comporta bem na cidade, mas a versão sedã mereceria um outro motor,  o 1.5 do J5, que oferece o torque e potência que fazem falta no Turin. Com tudo isso, dá para dizer que os chineses aprenderam rapidinho o que fazer para agradar o consumidor brasileiro, pelo menos os mais exigentes.

 


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0