Smart Brabus: a prova que tamanho não é “documento”

O Smart, já é um atrativo por onde passa pelo seu tamanho pequeno e design divertido. Mas este é tudo isso e ainda é muito bravo. Ou melhor, Brabus. Desenvolvido pela empresa de relógios Swatch e a Mercedes Benz, que o produz também, o Smart virou um sucesso de vendas em grandes centros urbanos da Europa e também do Brasil, já que pelo preço, a procura é grande. À parceria das duas iniciais juntou-se a alemã Brabus, que desenvolve carros especiais e esportivos e desenvolveu este pequeno foguetinho. Defletores de ar dianteiros, traseiros e laterais, saída dupla do escapamento, faróis escurecidos e o logotipo ‘Brabus’ no canto inferior direito da tampa do porta-malas, garantem a aparência de “mau” do modelo. O carro é agressivo, muito bonito e provocador. Por dentro a esportividade continua, com volante de empunhadura espetacular e painel com visual diferencial e completo. Atrás do volante, “borboletas” para efetuar as trocas de marchas manualmente, já que o carro dispõe de câmbio semi-automático.
O interior é espaçoso para duas pessoas, também só cabem as duas pessoas mesmo e o porta-malas surpreende pelo bom espaço, levando em conta o tamanho minúsculo do carro. O acabamento é espetacular, diferenciado e os materiais, como não poderia deixar de ser, afinal tem a mão da Mercedes-Benz, são muito bons.
Mas, além da aparecia agressiva, o que mais impressiona é a disposição do motor. O motor de três cilindros, com turbo compressor, foi “mexido” pela Brabus e ganhou 14 cavalos a mais de potência em relação ao modelo Smart Fortwo. O Brabus Xclusive desenvolve 98 cavalos de potência máxima e 14,3 kgfm de torque. Agora pense comigo: são 98 cavalos para apenas 780 quilos, ou seja, uma relação peso/potência de 7,95 kg/cv. Não se impressionou? Então faça as contas e lembre-se que o Mercedes Benz C 200 com 156 cavalos de potência têm 9,58 kg/cv.
A suspensão do Brabus também teve toda a sua suspensão refeita, novos amortecedores e foi rebaixado em 10 milímetros. Isso, junto com as rodas dianteiras de 16 polegadas com pneus 175/50 R e na traseirade 17”, montadas em pneus 225/35 R deixam o carro duro e muito estável. A estabilidade surpreende, mas o conforto em ruas irregulares, não é exatamente um dos atributos positivos do carro. Agora, o tamanho dos pneus traseiros é impressionante. Quem olha por detrás, só vê escapamentos e pneus. É lindo.Brabarizando

Mas vamos ao que interessa, pisar do pedal da direita. Estranha-se para um esportivo a altura do solo, mas a posição de dirigir é maravilhosa. A chave de ignição fica no centro e ao girar o ronco é forte e dá vontade de ficar horas acelerando só para ouvir a melodia que sai dos escapes. Musica pura pra quem gosta de carros esportivos. Logo ao acelerar o modelo mostra o seu valor. Sai na frente de qualquer carro e vira uma curtição, pois a cada semáforo, vira uma piada. Aqueles caras com carros preparados ou invocados, grandes e potentes ficam de boca aberta quando vêm aquele carrinho sumir na frente deles. Muitos tentam alcançar, mas desistem passado alguns metros. É claro que se a reta for muito longa, logo vão chegar, mas até perceberem isso, já engoliram a vergonha. Quanto mais curvas, mais delicioso é de se andar com o Brabus. Mas vale lembrar que o carro é pequeno de entre eixos e as reações são muito rápidas, por isso, antes de sair acelerando, é bom ter noção de “pilotagem” e das vontades dele. É arisco, mas um tesão de andar. As trocas de marchas são mais rápidas que o do modelo convencional e foram encurtadas, o que auxilia muito no desempenho. Acima de 3.500 rpms o carro vira um capetinha. O Smart Brabus acelera de 0 a 100 km/h em apenas 9,8 segundos e tem a velocidade máxima limitada por segurança, em 155 km/h. Sem esse limitador, iria muito, além disso. Seria legal pra ver até onde ele chegaria, mas…
A vontade é de não parar de acelerar, aliás, esse é um grave problema dessa maravilha, que é ficar provocando e pedido para ser acelerado. Na estrada é um barato, pois as pessoas vêm aquele “pontinho” preto (no caso do modelo testado) chegando e passando e ninguém acredita. A cara de espanto das pessoas não tem preço, é pura diversão. Não tirando sarro das pessoas que estão dentro dos carros, mas pelas caras engraçadas de espanto que elas fazem.
Mas cadê as curvas? Afinal o divertido é pegar estradas sinuosas com o capetinha. Os freios com ABS e o controle de estabilidade ajudam muito na diversão. Isso é mais um importante detalhe: em termos de tecnologia, o Brabus está bem na fita.
Preço da diversão: R$ 100 mil. Para quem tem e gosta de carros, não vale a pena comprar um Smart Brabus: é uma obrigação ter um.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0