Coluna do Borracha – Eduardo Abbas

galleryA melhor corrida dos últimos anos mostrou um grande equilíbrio entre os pilotos da mesma equipe

Foi uma prova das mais disputadas e cheia de opções, como não se via há muito tempo. Foram muitas ultrapassagens, muitos “X”, diversas alternâncias de posições, enfim, virou corrida de automóvel! Finalmente a Fórmula 1 de 2014 mostra uma evolução na competição, a briga é do terceiro lugar para trás, isso porque o planeta Mercedes é imbatível nesse começo de temporada.

A batalha dos dois pilotos da equipe alemã, que tem sede em Brackley na Inglaterra, é um espetáculo à parte, sendo inclusive uma corrida fora do script. Até o momento, não existe um time sequer que incomode os dois, eles lutam na verdade entre si mesmos para ver quem vai ser o campeão. Olhando pelo desempenho dos dois, foi uma corrida impecável do Hamilton e faltou um pouco mais de coragem ao Rosberg, talvez por ter recebido alguma ordem no rádio para maneirar e administrar o resultado.

Por falar em rádio, tentaram passar na transmissão oficial que o mesmo estava em silêncio. BULLSHIT! O que certamente aconteceu foi que, depois da repercussão da conversa da Williams na semana anterior, os responsáveis pela transmissão colocaram apenas conversas menos comprometedoras. Na verdade, houve uma censura prévia, conforme informou meu passarinho, aquele que me acorda todas as manhãs na janela do meu quarto. As equipes pediram para a FOM maneirar e os ingleses levaram muito ao pé da letra. Ou alguém acredita que, depois da barbeiragem que o Maldonado fez com o Gutiérrez que os caras na Lotus e na Sauber olharam uns para os outros e disseram: “que menino mau!”. Não né?

Esteban
Claro que caíram na alma do venezuelano e se preocuparam em saber como estava o mexicano. Você ouviu isso? Nem eu. Claro que falaram muito, claro que disseram is faster than you pra muita gente, só que, como acontecia até os anos 90, não ouvimos. Enfim, é vida que segue.
checoline

Seguindo a vida, na etapa árabe a grande surpresa foi a Force Índia, fazendo terceiro com o Perez, que andou e ousou mais que o Hulkenberg. Destaque também para o Ricciardo, que largou em 13º e chegou em 4º, à frente do Vettel, esse vive um começo de temporada terrível, mas tem um carro que parece estar evoluindo. O que na verdade não muda muito é a situação das Williams e das Ferrari. A equipe de Maranello esta completamente perdida, a cara do Luca di Montezemolo, na largada da corrida já mostra o quanto ele esta contente com o time.

Já na equipe de Grove, apesar do terceiro lugar de Bottas na Austrália, o time esta começando a fase caranguejo: ou anda de lado ou para trás. A equipe esta se perdendo em táticas equivocadas e ordens atrapalhadas. Colocar a culpa no safety car pela corrida pífia, é como dizer que o Aladim estava pilotando para outra equipe, tem que cair na real e admitir que a equipe é média, vai ser coadjuvante se não procurar evoluir, e ninguém mais quer ouvir desculpas, o que todos esperam é atitude.

Vou ficando por aqui, na próxima semana eu volto pra falar de Fórmula Indy e MotoGP, ambas vão correr esse fim de semana nos Estados Unidos, uma na Flórida outra no Texas. País grande é essa água, consegue administrar dois eventos de porte internacional no mesmo fim de semana, enquanto que no Brasil, bem, deixa pra lá.

A gente se encontra na semana que vêm!

Beijos & queijos
e-mail: coluna.site@gmail.com
follow
me on twitter: @borrachatv
www.borrachatv.com.br


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0