Coluna do Borracha – Eduardo Abbas

O Senna das duas rodas

 

marquez-honda

 

Os antigos vão se lembrar do episódio. Era o GP do Japão de 1988 e o Ayrton Senna deveria ganhar a corrida se quisesse ser campeão. Logo na largada, o carro deu uma mancada e ele caiu da pole para o 13º lugar, e ainda por cima viu o rival e também postulante ao título Alain Prost, pular na frente. A corrida entrou pra história pela recuperação de Senna, ele conseguiu passar por todos e tomar a ponta se sagrando campeão pela primeira vez. Uma corrida de recuperação sensacional, um dom que apenas os gênios têm.
Dadas as proporções, foi a mesma coisa que aconteceu com Marc Marquez no domingo em Paul Ricard. O espanhol, que era pole, largou mal e acabou caindo para 9º, e aí começou o show. Está valendo muito a pena a cada dia, em cada etapa, pagar o ingresso para ver esse menino mostrar que ele sabe tudo e um pouco mais. Como eu disse duas colunas antes, o título desse ano vai ser dele, salvo algum acidente ou mesmo a eventualidade da Honda começar a andar para trás, em condições normais, não tem mais jeito.

MarquezLe mans

Pior para os dois outros espanhóis. O companheiro de equipe realmente mostra que não tem condições de brigar de igual para igual com ele, vai se resignar a ser sempre coadjuvante na equipe, nunca será campeão apesar de ter tido todas as chances que um piloto pode desejar. Entra pra história como o melhor segundo piloto de uma equipe grande e só. Já o Jorge Lorenzo mergulhou de cabeça no inferno astral. Não consegue ser mais rápido que o Valentino Rossi, chegou apenas uma vez no pódio e as suas corridas são ridículas. Para quem no ano passado brigou até a última etapa com o atual campeão, ele ta devendo muito. Uma nova página esta sendo escrita para o motociclismo espanhol, mas não tem nas suas linhas a caligrafia de nenhum dos dois.

rossi

Já o Valentino Rossi parece que re-encontrou o prazer de disputar um campeonato. Com uma pilotagem de campeão que é, tomou a ponta e só perdeu para o endiabrado Marquez. Deu show nas ultrapassagens cirúrgicas e mostra que o velho Valentino esta cada dia mais forte. Eu acredito que ele e o Marquez devem ser os protagonistas na disputa do título, apesar das 5 vitórias em 5 etapas do espanhol, o italiano não vai dar vida fácil ao menino que o tem como exemplo. Daqui a duas semanas todos vão se encontrar em Mugello, e o doutor, correndo em casa, não quer deixar a formiga atômica ampliar o recorde de vitórias em seqüência.

No fim de semana acontecem as duas corridas mais tradicionais do automobilismo mundial, as 500 milhas de Indianápolis e o GP de Mônaco. Nos Estados Unidos, os brasileiros ainda brigam para se acertarem com seus carros, uma vitória verde amarela não é impossível, afinal, no ano passado o Tony Kanaan que nem era favorito surpreendeu. Já em Mônaco as nossas chances são mínimas, inclusive porque o Massa já acha que essa vai ser a corrida mais difícil do ano e claro, antes mesmo de começarem os treinos, já colocou a culpa nos pneus. Sempre sobra pra alguém, ta ficando chato isso…

A gente se encontra na semana que vêm!

Beijos & queijos

e-mail: coluna.site@gmail.com
follow me on twitter: @borrachatv
www.borrachatv.com.br


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0