Átila Abreu vence sua primeira corrida na Stock Car

Líder do campeonato e mais jovem (23 anos) piloto da Stock Car, o sorocabano Átila Abreu (AMG/Zinco Jeanswear/Santa Carolina/OTG/Baterias Líder) venceu neste domingo (06/6) a prova realizada nas ruas de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Com esta primeira vitória, Átila abriu 29 pontos em relação a Ricardo Maurício (RC Eurofarma), que com a segunda colocação assumiu a vice-liderança do certame. O pódio ficou completo com o ex-piloto de F-1 Antonio Pizzonia (Hot Car/C).

“Foi um final de semana perfeito, estou muito feliz. A sensação de vencer é maravilhosa. Esta vitória estava batendo na trave faz tempo. Foi a vitória no lugar certo. Sou de Sorocaba e soltamos o sotaque caipira em Ribeirão Preto. Foi uma sintonia perfeita com a cidade e com o circuito”, comemorou Átila, que largou da pole position mais comentada dos últimos anos, por ter imposto uma margem de seis décimos de segundo sobre o segundo do grid.

Quatro anos depois de sua última vitória como piloto, o campeoníssimo Ingo Hoffmann comemorou como se fosse seu aquele momento mágico. “Foi excepcional, tremendo show do Átila. 80% do trabalho foi feito ontem com aquela volta avassaladora dele. Hoje foi questão de concentração e deixar o carro na pista”, comentou o diretor esportivo da equipe AMG Motorsport (3M/Polirion/Beta).

A prova foi marcada por alguns acidentes, característica comum em corridas em traçado montado em ruas. “Foi uma corrida muito difícil, de muita pressão, onde você não pode errar na pista e os mecânicos no pit stop. Mentalmente o desgaste é grande, tem que saber administrar a ansiedade e o equipamento, mas largar da pole foi fundamental”, disse o piloto AMG/Zinco Jeanswear/Santa Carolina/OTG/Baterias Líder.

Companheiro de equipe de Átila Abreu, o estreante Gustavo Sondermann (AMG/ Aon/Icec/Bezema) vinha fazendo uma boa corrida depois de ter largado em sexto, mas acabou tocando um muro. “Demos uma boa evoluída, meu carro era muito bom. Faltou um pouco mais de tranqüilidade”, reconheceu. “Eu estava atrás do Cacá Bueno e na frente do Allam Khodair e na disputa sujei os pneus fora do traçado e acabei passando reto em uma curva. O Átila e a equipe estão de parabéns pelo trabalho e pela vitória”, completou.

Confira os pilotos que pontuaram no GP de Ribeirão Preto:

1) Átila Abreu (AMG/C), 28 voltas em 36min40s042
2) Ricardo Mauricio (Eurofarma RC/C);
3) Antonio Pizzonia (Hot Car/C);
4) Daniel Serra (Red Bull/P);
5) Max Wilson (Eurofarma RC/C);
6) Giuliano Losacco (Miko’s/P);
7) Valdeno Brito (Boettger/C);
8) Felipe Maluhy (Officer ProGP/C);
9) Ricardo Zonta (Corinthians/C);
10) Cacá Bueno (Red Bull/P);
11) Allam Khodair (Full Time Blausiegel/P), 1min10s156
12) Claudio Ricci (Amir Nasr/P);
13) Nonô Figueiredo (Boettger/C);
14) Marcos Gomes (Full Time Blausiegel/P);
15) Popó Bueno (A.Mattheis/C).

Confira os dez primeiros na classificação do campeonato após cinco etapas:

1º) Átila Abreu (SP), 94 pontos;
2º) Ricardo Maurício (SP), 65;
3º) Max Wilson (SP), 60;
4º) Felipe Maluhy (SP), 50;
5º) Daniel Serra (SP), 47;
6º) Allam Khodair (SP), 46;
7º) Nonô Figueiredo (SP), 42;
8º) Cacá Bueno (RJ), 35;
9º) Julio Campos (PR), 32;
10º) Valdeno Brito (SP), 21.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0