Copa Peugeot Rally começa este final de semana

A competição, que entra em seu oitavo ano, inicia a temporada com novidades em relação  às  categorias,  premiação  e  o  207 Rally que disputa a Copa Peugeot.

A  primeira  etapa  acontece nos dias 05 e 06 de março (sexta-feira e sábado), em Curitiba (PR), simultaneamente ao Rally Internacional de Curitiba.

A  prova  será  também  válida pela segunda etapa do IRC – Intercontinental Rally  Challenge,  competição de rali mundial promovida com a supervisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), evento na qual a Peugeot do Brasil é patrocinadora máster.

Uma  das  novidades  da competição diz respeito às categorias que compõem o Rally  de  Velocidade, que passam a ter novas denominações e uma formatação diferente. A categoria 206, porta de entrada da Copa Peugeot, agora reunirá a 206 Light e a 206 Máster que estiveram em vigor até a temporada passada. Já a 207, se divide em duas categorias distintas: 207 Máster e 207 Super.

A primeira é aberta a pilotos que não tenham sido campeões ou vice-campeões por  duas  vezes  ou  mais  na Copa Peugeot, ou mesmo campeões em quaisquer outras categorias do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade. Já a 207 Super  é  aberta a qualquer piloto, independente do nível de experiência em rali.  Para  os navegadores, o regulamento da competição prevê participação sem restrições de categorias.

As  novidades se estendem ao carro produzido pela Peugeot Sport Brasil para o  Rally  de  Velocidade.  O  Peugeot 207 Rally que estreou na terceira etapa  de  2009,  teve  mais 12 unidades fabricadas para a temporada 2010 – todas   já  vendidas,  chegando  a  um  total  de  20  carros.  O  veículo, comercializado  por R$ 55 mil, é entregue ao competidor pronto para correr, com dois macacões SPARCO, padronizados para uso na competição e homologados pela FIA.

Tecnicamente,  o veículo recebeu alterações, a fim de otimizar o desempenho nas  provas.  Uma delas foi no motor 1.6 litros 16V Flex que, embora seja o mesmo  para  os  Peugeot  207,  dispõe  de diferentes níveis de potência de acordo com a categoria em que o carro está inserido.

Movido  a  etanol,  o  motor  gera  140  CV  de potência para os carros que competem  na categoria 207 Máster. Para a 207 Super, o motor desenvolve 150 CV  de potência. Tal diferença foi obtida por meio de um novo gerenciamento eletrônico  do  sistema  de injeção, um grande benefício para o competidor, pois,  no  caso  de  um  upgrade de categoria, basta efetuar a liberação do gerenciamento  da  central  eletrônica,  sem  necessidade  de  investimento adicional.

O  câmbio  do  207, acionado através de comando por cabo, conta com a mesma relação  de  marchas  utilizada no 206, com mudanças apenas no diferencial, tendo em vista o melhor aproveitamento da nova  potência  do  motor  e  também  um  aumento da durabilidade do câmbio (relação final: 4.54/1 –pinhão com 13 dentes, coroa com 59 dentes).

O  Peugeot  207 Rally passa a contar com novos amortecedores, desenvolvidos pela marca alemã Bilstein especialmente para a Copa Peugeot. O santantônio,

arco   de   proteção   anticapotamento   fabricado  de  acordo  com  normas

internacionais e homologado pela FIA, adota um “X” de proteção adicional na área  das portas. O extintor de incêndio passa a ser posicionado na posição vertical, fixado na lateral traseira, do lado direito do veículo.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0