Equipe Petroball vive expectativa dos Sertões

195912_328918_194852_326602_246_00_sertoes2012_josemariodias_4604_web_
Contagem regressiva! Assim é a expectativa de quem participará da 21ª edição do Rally dos Sertões, a maior competição off-road do país, que acontece entre os dias 25 de julho e 03 de agosto. Para Helena Soares e Claudia Grandi, da equipe Petroball Rally Team, não é diferente. A dupla fez sua estreia nas trilhas na edição passada da competição, volta com mais bagagem e experiência para o certame, e com muita disposição para fazer frente às principais equipes do país.
O Sertões que chegou a maioridade e se consolidou como principal competição cross-country brasileiro, e uma das maiores do mundo em importância terá novidades este ano. Desta vez, o rali será disputado apenas entre os estados de Goiás e Tocantins, terá um percurso total de 4.115 quilômetros, sendo 2.488 quilômetros de especiais cronometradas, o que representa 60,4% do total. Apesar da redução da quilometragem em relação a última edição, que teve 4.840 quilômetros , segundo os organizadores a prova terá um nível altíssimo, com muitos desafios para os competidores.
Para lutar pelo título do Rally dos Sertões na categoria Super Production, Helena e Claudia contarão novamente com o veículo Mitsubishi L200 RS, desta vez, totalmente reformulado. “Esse ano o nosso equipamento é praticamente novo. Podemos dizer que é outro carro, pois do antigo só aproveitamos o chassi e a bolha. Foi um trabalho de meses, com reforços na suspensão, motor, câmbio novos, enfim, temos um equipamento confiável e bem preparado”, ressaltou Helena.
Em análise do roteiro apresentado aos competidores em briefing realizado na última terça-feira (25), em São Paulo, Helena acredita que será uma edição bem completa e desafiadora, e apesar da primeira impressão de que seria uma prova mais fácil, pilotos e navegadores vão se surpreender. “Logo que lançaram o roteiro achei que seria uma edição ‘mamão com açúcar’. Embora eu seja apaixonada pelo estado de Goiás, enfrentar o sertão nordestino e suas maravilhas e diversidade cultural, chegar ao litoral causa uma sensação de desafio maior. No entanto, quando vi a apresentação do percurso de forma mais peculiar, percebi que estava enganada”, disse.
Entre as cidades por onde a caravana do rali passará Helena conhece boa parte, mas não acredita que isso irá ajudar a equipe durante a disputa. “Só não conheço Natividade (GO), mas claro que esse fator não me favorece vantagem alguma na competição, pois as condições de terreno das especiais serão uma novidade para a equipe. Estou motivada e feliz em passar por essas cidades. Já morei no interior goiano, logo que cheguei à Goiás, é um povo receptivo, alegre e vamos apreciar belezas naturais impares”, contou Helena que se diz ansiosa em passar por Uruaçu, onde espera rever os amigos e contará com o apoio dos filhos que estarão esperando a dupla cruzar a linha de chegada da 3ª etapa, no dia 27 de julho.
Helena aposta no entrosamento com a navegadora Claudia Grandi para superar todos os desafios impostos pelos organizadores durante a disputa da competição. “Cada edição é uma experiência diferente, claro que manter a formação da dupla conta muito, já que a cada prova nos adaptamos mais uma com a outra, criamos mais sintonia. Confio na navegação da Claudia, que assim como eu, evolui a cada prova. Acredito que é a pessoa certa para estar ao meu lado em mais este desafio”.
Na temporada, Helena e Claudia já acumulam participações em provas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-country, em disputas de alto nível que deixaram a equipe preparada para o desafio maior e mais esperado que acontece a partir do dia 25 de julho, partindo de Goiânia, e onde as meninas esperam completar com sucesso cada uma das 10 etapas programas até a linha de chegada, no dia 3 de agosto.

Programação do 21º Rally dos Sertões:

Goiânia
22/07 – Abertura da Secretaria de Prova
23/07 – Secretaria de Prova / Vistorias administrativas e técnicas
24/07 – Secretaria de Prova / Vistorias administrativas, técnicas e briefings

1ª etapa: 25/07 – quinta-feira
Goiânia (GO)
Prólogo e Super Prime

2ª etapa: 26/07, sexta-feira
Goiânia (GO) – Pirenópolis (GO)
Deslocamento Inicial: 133 km
Trecho de Especial: 84 km
Deslocamento Final: 32 km
TOTAL: 249 km

3ª etapa: 27/07, sábado
Pirenópolis (GO) – Uruaçu (GO)
DI: 37 km
TE: 287 km (183 km para caminhões)
DF: 89 km
TOTAL: 414 km

4ª etapa: 28/07, domingo
Uruaçu (GO) – Porangatu (GO)
DI: 31 km
TE: 233 km (180 km para caminhões)
DF: 25 km
TOTAL: 289 km

5ª etapa: 29/07, segunda-feira
Porangatu (GO) – Natividade (TO) [ETAPA MARATONA]
DI: 82 km
TE: 295 km (135 km para caminhões)
DF: 110 km
TOTAL 487 km

6ª etapa: 30/07, terça-feira
Natividade ((TO) – Palmas (TO)
DI: 27 km
TE: 355 km (182 km para caminhões)
DF: 43 km
TOTAL: 424 km

7ª etapa: 31/07, quarta-feira
Palmas (TO) – Palmas (TO)
DI: 109 km
TE: 514 km (142 km para caminhões)
DF: 123 km
TOTAL: 746 km

8ª etapa: 01/08, quinta-feira
Palmas (TO) – Minaçu (GO)
DI: 312 km
TE: 333 km (258 km para caminhões)
DF: 20 km
TOTAL: 666 km

9ª etapa, 02/08, sexta-feira
Minaçu (GO) – Goianésia (GO)
DI: 32 km
TE: 264 km (231 km para caminhões)
DF: 253 km
TOTAL: 550 km

10ª etapa, 03/08, sábado (Final)
Goianésia (GO) – Goiânia (GO)
DI: 7 km
TE: 123 km
DF: 160 km
TOTAL: 290 km
Premiação


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0