Popó e Jorge Neto são os lideres do Trofeo Línea

Os pilotos da casa se mostraram péssimos anfitriões na estreia do Trofeo Linea, a categoria de turismo do Racing Festival, evento completado pela Fórmula Future Fiat e 600 Hornet (motos). Neste domingo, os cariocas Popó Bueno e Ulisses Silva dividiram as vitórias na rodada dupla inaugural, realizada diante do bom público que desafiou o sol forte nas arquibancadas de Jacarepaguá. Mas quem saiu no lucro acabou sendo o paulista André Bragantini Jr., radicado em Curitiba. Com dois segundos lugares, Bragantini assumiu a liderança do campeonato, seguido de perto por Antonio Jorge Neto.
Não faltaram emoções nas duas corridas. Na primeira, a vitória de Popó Bueno – que saíra na segunda colocação – só foi confirmada nas voltas finais, depois que o pole e então líder Serafin Jr. abandonou com o pneu esquerdo traseiro furado. Com a briga pelas colocações acompanhando a temperatura elevada da pista, Ricardo Maurício perdeu o segundo lugar por conduta antidesportiva e Thiago Camilo, em função de incidente com Cacá Bueno, também recebeu a mesma punição de 20 segundos acrescidos ao seu tempo de prova.
A segunda etapa foi ainda mais movimentada. Beneficiado pelo sistema de grid invertido, Ulisses Silva – oitavo na bandeirada da abertura do programa – saiu na pole. E, apesar da forte pressão movida por um pelotão compacto inicialmente liderado por Giuliano Losacco e a seguir por José Córdova e Bragantini, manteve a ponta.Os cinco primeiros receberam a bandeira quadriculada colados, no fechamento de uma corrida que prendeu as atenções até o último segundo. No final da prova, Serafin Jr. protestou José Vitte por conduta antidesportiva. Os dois se chocaram na reta dos boxes e o carro de Serafin Jr., depois de acertar a barreira de pneus, parou com as rodas para o ar. O piloto nada sofreu.
Na comemoração dos vencedores, Popó Bueno não escondeu a satisfação pela vitória num palco especial. “Ganhar aqui tem um valor muito grande para mim. Sempre freqüentei este local, vi o kartódromo desaparecer, o traçado ser diminuído… E fico feliz por ter contribuído com sugestões para o nascimento desta categoria. Foi uma idéia muito feliz do Felipe Massa. Tenho muitos amigos nas pistas, mas ele é mesmo o mais próximo”, comentou.
Ulisses Silva reconheceu que o grid invertido e o perfeito conhecimento do traçado foram fundamentais para uma vitória que ele mesmo considerou improvável. “Eu realmente não esperava por uma vitória neste domingo, mas é claro que dá uma satisfação muito grande chegar à frente de pilotos experientes e com o talento de todo esse pessoal da Stock Car que está no Línea. Não foi fácil segurar o pessoal, porque meu carro não era o mais rápido do grid, mas aqui é minha casa, e isso ajudou muito.”
André Bragantini saiu de Jacarepaguá na ponta da tabela e exaltou o trabalho da equipe Full Time. “Eles fizeram um ótimo trabalho e me deram um carro muito bom nas duas corridas. O Trofeo Linea tem carros que andam muito próximos e as disputas serão sempre interessantes. Quando vi que não seria possível ultrapassar o Ulisses, porque ele estava sabendo proteger a posição, resolvi usar a mesma tática e garantir o segundo lugar”, explicou.

O campineiro Antonio Jorge Neto foi outro destaque da jornada da primeira prova do Trofeo Linea. Depois de liderar todos os treinos, esteve sempre entre os primeiros colocados em ambas as provas, Neto saiu da primeira etapa, vice líder do campeonato e espera que para a próxima etapa consiga melhorar o acerto do carro para disputar a vitoria e assumir a liderança do campeonato

.
O resultado da rodada dupla em Jacarepaguá:

Primeira bateria:

1) Popó Bueno, 26min49s657
2) André Bragantini, a 1s987
3) Antonio Jorge Neto, a 2s798
4) José Cordova, a 5s759
5) José Vitte, a 7s038
6) Leonardo Nienkotter, a 13s276
7) Giuliano Losacco, a 14s680
8) Ulisses Silva, a 15s133
9) Alceu Feldmann, a 16s483
10) Cesare Marucci, a 20s118
11) Thiago Camilo, a 20s665
12) Ricardo Maurício, a 21s214
13) Clelmente Faria Jr., a 23s888
14) Fernando Nienkotter, a 24s544
15) Serafin Jr., a 5 voltas
16) Cláudio Gontijo, a 5 voltas
17) Cacá Bueno, a 7 voltas
18) Bertinho Sartório, a 9 voltas
19) Luiz Massa Neto, a 15 voltas

Segunda bateria:

1) Ulisses Silva, 27min05s016
2) André Bragantini, a 0s193
3) Alceu Feldamnn, a 0s446
4) Antonio Jorge Neto, a 1s759
5) Cacá Bueno, a 1s972
6) José Cordova, a 3s583
7) Ricardo Maurício, a 5s314
8) Giuliano Losacco, a 7s366
9) Fernando Nienkoter, a 7s624
10) Popó Bueno, a 11s034
11) Betinho Sartório, a 11s447
12) Leonardo Nienkotter, a 11s860
13) Clemente Faria Jr,, a 12s841
14) Luiz Massa Neto, a 17s343
15) Thiago Camilo, a 26s095
16) Cláudio Gontijo, a 4 voltas

Classificação do Campeonato:

1) André Bragantini 26
2) Antonio Jorge Neto e Popó Bueno 20
4) Ulisses Silva 18
5) José Cordova 14
6) Alceu Feldmann 12
7) José Vitte 8
8) Cacá Bueno e Leonardo Nienkotter 6
10) Giuliano Losacco 5
11) Ricardo Maurício 2
12) Cesare Marucci 1


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0