F12 Berlinetta: flecha vermelha

O consumidor que pode dispor de pelo menos R$ 2,4 milhões já pode encomendar para ter, em sua garagem, um Ferrari. O Grupo Via Italia, importador oficial da marca, iniciou as vendas do F12Berlinetta, o segundo modelo de produção em série mais rápido já feito pela montadora italiana. O preço pode subir para R$ 2,9 milhões, se o comprador optar por uma versãomais completa.

Lançado no Salão de Genebra de 2012, o F12 Berlinetta traz um espetacular motor V12, com 6,2 litros de capacidade, que permite que o carro atinja a potência máxima de 740 cavalos. De 0 a 100 km/h, o modelo faz em 3,1 segundos. Para atinigir os 200 km/h, ele precisa de apenas 8,5 segundos.

Em relação a 599 GTB Fiorano, sua antecessora, a F12berlinetta tem entre-eixos menor e motor, painel e assentos estão posicionados em posição mais baixa. Uma nova suspensão e a caixa de câmbio permitiram reduzir a traseira do veículo. O resultado é um cupê mais curto, mais baixo e mais estreito, com distribuição de peso ideal (54% no eixo traseiro) e centro de gravidade menor na parte de trás do carro. Mesmo com dimensões reduzidas, a F12berlinetta oferece bom espaço para motorista e passageiro.

O chassi e a carroceria são inteiramente novos. Agora, o carro usa nada menos do que 12 ligas de alumínio diferentes, algumas utilizadas pela primeira vez em um automóvel. Além disso, novas tecnologias foram aplicadas à linha de montagem. Tudo isso permitiu manter o baixo peso do carro em apenas 1.525 kg.

A F12berlinetta tem freios de cerâmica de última geração, um sistema moderno de controle eletromagnético da suspensão e sistemas de gerenciamento eletrônico do motor e de segurança. Tudo isso está integrado em uma única central eletrônica de alta performance.

Com o modelo,a Ferrari conseguiu um progresso excepcional  em termos de consumo e de emissões, que caíram 30%, colocando a F12berlinetta no topo de sua categoria, com consumo de combustível de 6,6 km/l e 350 gramas de CO² por quilômetro.

A aerodinâmica conta com uma série de inovações. Uma delas é o Aero Bridge: a tampa do motor foi desenhada para aumentar a aderência ao solo. Outra é o Active Brake Cooling, sistema que abre dutos de ar para refrigerar os freios, mas somente em regime de utilização severa, para não prejudicar o arrasto aerodinâmico. O resultado dessas intervenções é que a F12berlinetta tem a melhor aerodinâmica da história da Ferrari (valor de 1,2, o dobro da 599 GTB Fiorano), com downforce de 123 kg a 200 km/h e Cx de apenas 0,299.

Design

O resultado da colaboração do Centro de Estilo da Ferrari e o estúdio Pininfarina é um superesportivo de proporções harmoniosas e bem balanceadas. A traseira é caracterizada por uma reinterpretação moderna do conceito Kamm tail (inclinada e com um corte abrupto, para melhorar a aerodinâmica). O carro, muito discretamente, integra dois vincos que nascem no difusor de ar traseiro. O resultado é um elegante desenho em forma de “T”, que incorpora lanternas redondas de LEDs. A luz de neblina traseira foi inspirada na que é usada pelos carros da F-1.

A cabine da F12berlinetta é completamente nova. Tem design moderno, acesso fácil aos comandos e acabamento de alto nível, com detalhes feitos à mão, o que faz parte do DNA da marca Ferrari. O espaço foi otimizado para garantir que o usuário tenha conforto e ainda encontre espaço atrás dos bancos, que, por sua vez, têm fácil acesso graças à ampla abertura da tampa traseira. O painel, também novo, utiliza fibra de carbono e difusores de ar em liga leve.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0