O quarentão 911 fica ainda mais ‘vigoroso’

A ofensiva da Porsche no ano do jubileu do 911 alcança novos patamares. Há 50 anos, o modelo mais conhecido da marca fazia sua estreia mundial no Salão do Automóvel de Frankfurt. Apenas onze anos depois, o primeiro protótipo do 911 Turbo era apresentado no mesmo salão. Prestes a completar 40 anos de existência, o 911 Turbo e o 911 Turbo S chegam à nova geração como expoentes máximos de tecnologia e performance da linha 911. Os novos 911 Turbo e 911 Turbo S chegarão ao Brasil entre o final de 2013 e o início de 2014 – data e preços ainda serão definidos pela Stuttgart Sportcar, importadora oficial da Porsche no Brasil.
Nova tração integral, eixo traseiro direcional, aerodinâmica adaptativa, faróis dianteiros totalmente em LED e potência máxima de até 560 cv, extraídos do motor boxer de seis cilindros biturbo, são as novidades da nova geração do 911 Turbo. Um carro de corrida, um carro do dia-a-dia e uma verdadeira plataforma de tecnologia. Nele, desempenha papel decisivo o chassi totalmente novo, com construção ultra-leve, com mais 100 mm de distância entre eixos e rodas de 20 polegadas mais largas. O sistema anti-rolagem PDCC, oferecido pela primeira vez nos 911 Turbo, incrementa ainda mais o desempenho em curvas. Este sistema é de série no 911 Turbo S, assim como o pacote Sport Chrono Plus, os coxins de motor dinâmicos e os discos de freio de cerâmica (PCCB). Todos estes equipamentos estão disponíveis como opcionais no 911 Turbo. Como resultado deste avanço tecnológico, o novo 911 Turbo S baixou de 7min30s seu tempo de volta no circuito de Nürburgring. O sintetizador de som de série intensifica a experiência de dirigir ao transmitir os ruídos de aspiração do motor para o habitáculo através do diafragma de um altofalante.
Mais potente
O motor traseiro e o sistema de tração integral PTM atuam como parceiros na entrega de um desempenho e um comportamento dinâmico irrepreensíveis. O motor de 3,8 litros, com 6 cilindros opostos, turbocomprimido e com injeção direta, produz 520 cv no 911 Turbo e 560 cv no 911 Turbo S. A Porsche continua a ser a única fabricante de automóveis a oferecer dois turbos com geometria variável num motor a gasolina. A potência é transferida para a transmissão pela caixa de câmbio com dupla embreagem PDK (Porsche Doppelkupplung) de sete marchas. Ela agora possibilita a função Auto Start-Stop com o desligamento do motor sendo ativado mais cedo, quando o veículo segue em desaceleração gradual até parar, e também quando o motorista levanta o pé do acelerador em velocidade de cruzeiro, ficando o motor em marcha-lenta. O novo sistema de gestão térmica do motor e da transmissão PDK possibilitou uma redução de até 16% no consumo de combustível, que passa a ser de 10,3 km/l (norma NEDC) em ambas as versões.

Tração integral

Para uma transmissão mais rápida e precisa da potência para os dois eixos, a Porsche desenvolveu um novo sistema de tração integral (PTM) com controle eletrônico do acoplamento multidisco. O novo sistema possui uma nova função de refrigeração por água, de forma que pode direcionar mais potência para o eixo dianteiro caso seja necessário. Simultaneamente, a interação otimizada com o motor, transmissão e o sistema de tração proporciona acelerações ainda mais rápidas. O 911 Turbo com o pacote Sport Chrono Plus (opcional) acelera de 0 a 100 km/h em 3,2 s (0,1 s melhor do que o 911 Turbo S anterior). No novo 911 Turbo S, são apenas 3,1 segundos. A velocidade máxima é de 318 km/h.
As duas versões demonstram visualmente suas capacidades dinâmicas. Uma caracte-rística é a traseira da nova geração do 911 Turbo, 28 mm mais larga que a das versões 911 Carrera 4 e 4S. Ela apresenta uma superfície praticamente plana, da largura de uma mão, entre a coluna traseira e o limite da carroceria. Outra diferenciação são as rodas forjadas de 20 polegadas e em duas tonalidades – no 911 Turbo S, com fixação central. O Turbo S possui os novos faróis totalmente em LED com luzes diurnas dinâ-micas de quatro pontos, que se baseiam numa câmera de controle do feixe luminoso. No 911 Turbo, este equipamento é opcional.

Melhoria
A introdução do eixo traseiro direcional em todos os modelos turbo melhorou muito o desempenho em pistas e no uso normal. O sistema consiste em dois atuadores eletro-mecânicos em vez dos braços de controle transversais do lado esquerdo e direito no eixo traseiro. O ângulo de esterçamento das rodas traseiras pode variar até 2,8 graus, dependendo da velocidade do carro. Até velocidades de 50 km/h, quando o volante é girado, o sistema faz com que as rodas traseiras estercem para o lado contrário ao das dianteiras. Isto corresponde a um encurtamento virtual da distância entre-eixos em 250 mm, o que dá ao 911 Turbo um desempenho inigualável em curvas: o sistema permite ao veículo apontar mais rápido para elas e proporciona uma melhor resposta à direção, além de simplificar as manobras e o estacionamento.
Em velocidades superiores a 80 km/h, o sistema vira as rodas paralelamente às rodas da frente. Isto equivale a aumentar a distância entre eixos em 500 mm, oferecendo ao veículo mais estabilidade, especialmente a velocidades mais elevadas. Ao mesmo tempo, o ângulo que o condutor dá ao volante leva à criação bem mais rápida da força lateral no eixo traseiro, dando início à mudança de direção de forma mais espontânea e harmoniosa.

Aerodinâmica
A Porsche desenvolveu pela primeira vez um sistema de aerodinâmica ativa para os novos modelos 911 Turbo. Consiste num robusto spoiler dianteiro retrátil de três está-gios, cujos segmentos podem ser estendidos pneumaticamente, e uma asa traseira móvel também com três posições de ajuste. Isto torna possível acertar a aerodinâmica do 911 Turbo ao gosto de cada motorista, para proporcionar maior velocidade nas retas ou mais estabilidade nas curvas. Na posição de desempenho, todos os segmentos do spoiler dianteiro estão estendidos, gerando uma força vertical descendente considerá-vel no eixo dianteiro. A asa traseira fica estendida na altura máxima e com o ângulo de ataque máximo. Isto também gera mais força vertical descendente no eixo traseiro. O desempenho dinâmico melhora de tal forma que o tempo de volta na parte norte de Nürburgring pode melhorar até dois segundos, unicamente devido a este sistema.

Novo interior
O interior foi completamente redesenhado em ambas as versões do 911 Turbo. A ver-são S é particularmente bem equipada, oferecendo equipamentos como o exclusivo interior em couro com a combinação de cores Preto/Vermelho Carrera e bancos espor-tivos Plus, com ajuste elétrico em 18 posições e memória. Os encostos dos bancos são revestidos em couro com pespontos duplos e diversos elementos em visual de carbono. Como nos modelos anteriores, o sistema de som Bose é de série e, pela primeira vez, o sistema de som Burmester está disponível como opcional. O controle de cruzeiro com aviso de radar, o reconhecimento dos sinais de trânsito por meio de câmera e o reconhecimento dos limites de velocidade são outros opcionais disponíveis.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0