X1 – O baby dos utilitarios da BMW

Primeiro a grandona X5. Depois a média X3. Finalmente a alemã BMW lança seu crossover de pequeno porte, o X1. O novo modelo foi apresentado no Salão de Frankfurt e chegará ao Brasil no primeiro trimestre de 2010. Baseado no modelo de entrada da marca, o BMW Série, mas o X1 usará uma nova plataforma que vai gerar o novo BMW Série 3. Com pouco mais de 4,46 metros de comprimento, 1,79 metro de largura, 1,54 m de altura e 2,76 m de entre-eixos. Essa distância do entre-eixos proporciona um bom espaço interno, principalmente para os passageiros do banco traseiro. Como a plataforma do X3 é a do atual Série 3 Sedan e será alterada para a nova no futuro, o BMW X1 é apenas 11 centímetros menor que o X3.

Na Europa, o primeiro mercado a receber X1, o novo modelo terá cinco versões de motorização a diesel e uma a gasolina. Para o Brasil virá a versão a gasolina com motor de três litros. Seis cilindros e potência de 258 cavalos. Com transmissão automática de seis velocidades, com trocas seqüenciais, o X1 vai de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e alcança 230 km/h de velocidade máxima. Esta versão contará com a tração integral XDrive. Já as versões a diesel com motor de dois litros podem ter potência de 143 cavalos até 204 cavalos e a opção de tração somente na traseira, o SDrive.

O design segue a tendência da marca para os crossover, que na verdade, é uma seqüência do conceito mundial da marca. A frente como não podia deixar de ser, tem a marca registrada da BMW há décadas, que é a grade com duas grandes aberturas ovaladas cromadas. A diferença é que está integrada aos pára-choques. Estes são “brutos” e tem os faróis de milha neles. O capô tem duas saliências que se prolongam por toda a sua extensão. A traseira muito alta, não mudam a aparência em relação aos demais modelos “utilitários” da marca. Bonita, tem as lanternas como destaque e com desenho dos demais modelos da marca bávara. Nos lados, o BMW X1 tem até em excesso ressaltos, saliências e detalhes estéticos, porém ficam com aparecia forte e agressivas. Por dentro, muito luxo, acabamento impecável e muita tecnologia. O volante do tamanho perfeito, com hastes em alumínio, tem todos os controles nele e ainda as borboletas para trocas manuais das marchas. Haverá uma versão com acabamento em madeira, mas não deve vir para o Brasil, por conta da aceitação local. O sistema iDrive, sofisticado, permite alem das configurações mais adequadas para cada motorista, o manuseio, escolha e preferências sistema de som com rádio/CD Player, com leitor de MP3, USB e conexão Bluetooth . Tudo pode ser feito por meio de um grande botão no console central, ao lado dos bancos dianteiros e visualizados numa tela de cristal liquido, que permite ver até televisão e o GPS. O ar condicionado é individual e digital e para segurança o carro tem seis air bags: frontais, cortina e laterais. E como não podia deixar de ser, o X1 tem freios com ABS, EBD e assistente de emergência, controles eletrônicos de estabilidade e de tração. Um sistema start/stop liga e desliga o motor quando o carro fica para por mais de um minuto. Para religar é só pisar no acelerador. Teto solar amplo, faróis de bi-xenon e um sistema de recuperação de energia de frenagem, fazem que a energia gerada pelos freios, sejam reaproveitadas no uso interno.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0