Golf deve sair de linha no México

 

A Volkswagen deverá cortar a produção mexicana do Golf em 2019, segundo o site Al Volante. O hatch médio da marca alemã está incluído no plano de mudanças estratégicas que estão sendo implementadas na fábrica de Puebla. O modelo sairá de cena da produção da América do Norte por conta de pressão do sindicato dos trabalhadores da montadora em Wolfsburg, que quer concentrar toda a produção do modelo, pelo menos em nível ocidental, na Alemanha.

Como já se sabe, o governo da Baixa Saxônia, representa os interesses dos empregos da Volkswagen e detém 20% das ações com direito a voto no conselho de administração da empresa. Com essa informação, Puebla perderá um segundo modelo em cerca de dois anos, pois no fim de 2017, o Beetle deixará a planta mexicana. No entanto, em seu lugar aparecerá o T-Roc, de acordo com fontes locais.

A fábrica do país latino também ganhou recentemente a produção do Tiguan Allspace, versão longa da nova geração do SUV da Volkswagen, que já está sendo oferecido no mercado norte-americano e que em breve chegará também ao brasileiro. É o veículo de maior valor agregado feito na unidade. O utilitário esportivo, que tem sete lugares, também é exportado para a Europa, já que seu outro similar é feito apenas na China, para o mercado doméstico.

No caso do Golf, outro motivador para transferência da produção americana ao país de origem é a queda expressiva nas vendas de carros pequenos nos EUA. Segmentos que não são de utilitários esportivos e crossovers, bem como picapes, apresentam redução elevada nos emplacamentos. O motivo é o baixo preço do galão no mercado americano.

Mas, segundo o site mexicano, outro motivo mais importante tirou o Golf de Puebla. Fala-se em um problema de qualidade considerado grave. Comenta-se que, quando uma filial não produz com a qualidade exigida, Wolfsburg corta o suporte dado a ela como punição. Por enquanto, ainda é incerto que modelo será colocado no lugar do hatch naquela unidade. Por ora, a fábrica acelera o passo para produção do Novo Jetta, que deve começar a ser vendido na região entre janeiro e março de 2018.

Fora do México, o único lugar nas Américas onde o Golf é fabricado é aqui. A unidade de São José dos Pinhais-PR, faz o modelo que até pouco tempo era importado do México. Mas por aqui, as vendas dele são baixas, assim como de todo o segmento de hatch médio. De agosto para setembro, as vendas do hatch médio caíram de 351 para 192 unidades. Em 2017, ele acumula 3.300 carros vendidos no país, ficando em terceiro no segmento e em 73º no mês de setembro. (Al Volante)

golf


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0