Novo Fusion também é flex

A Ford brasileira apresentou recentemente  mais uma versão do fantástico Fusion. Mesmo com um pouco menos de equipamentos e um motor um pouco mais fraco, o novo modelo tem as vantagens de ser flex e custar R$ 20 mil a menos que o modelo top já lançado. Quando estiveram lançadas todas as versões, até o meio deste ano (EcoBoost com tração nas quatro rodas-AWD; Ecoboost na duas rodas; flex e hibrido) serão quatro opções de escolha.
Com um dos designs mais bonitos e elegantes do momento em todo o mundo, fica uma pergunta no ar: porque comprar um carro de marcas tradicionais de luxo, como as alemãs, por exemplo, que custam mais que o Fusion e, mesmo assim, têm muito menos conteúdo tecnológico, itens de segurança e motor?
Praticamente sem opções no mercado, quando chegou ao mercado nacional em 2006, o Ford Fusion se tornou um sucesso. Com três opções na época, quatro e seis cilindros e hibrido, o modelo virou uma referencia e concorria numa categoria um pouco inferior, diferentemente do novo modelo. Hoje, além dos alemães, têm os fortes coreanos cheios de apetite e vorazes pelo mercado nacional.
Externamente os novos Fusion são praticamente todos iguais, ficando por detalhes a diferencia entre os modelos mais requintados e os mais “simples”. O Fusion Flex tem apenas uma saída de escapamento e rodas de 17 polegadas, enquanto os EcoBoost são de 18.
Derivado do motor que já equipa a nova Ford Ranger, motor Duratec 2,5 litros flex, foi desenvolvido exclusivamente para o Brasil. Com bloco e cabeçote produzidos em alumínio, que diminui o peso, o motor conta com comando variável de abertura das válvulas de admissão (iVCT) e adota uma bobina de ignição por cilindro, o que melhora em muito, a queima dentro dos cilindros. Essa boa construção, faz com que o Fusion Flex gere 175 cavalos a alcool e 167 cavalos a gasolina, ambos a 6.000 rpm. A boa curva de torque surge a 4.500 rpm, com 237 (álcool) e 228(gasolina) Nm.
O câmbio de transmissão automática é sequencial de 6 velocidades, com opção de trocas manuais na própria alavanca, que na versão flex, o modelo não dispõe das borboletas atrás do volante. A direção elétrica, tem um sistema que compensa as  vibrações. A solução encontrada pela engenharia da Ford para a suspensão do Fusion, proporcionou um excelente equilíbrio entre todos os tipos de piso. Como o carro tem uma tendência mais europeia, a suspensão está mais firme, porém sem perder o conforto e tem um bom isolamento acústico. Entre os carros importados de luxo, o Fusion se destaca pelo silêncio e maciez ao rodar em pisos irregulares e os tradicionais buracos brasileiros.

Tecnologia

O Fusion 2,5 flex é muito bem equipado em termos de tecnologia embarcada. Para quem gosta, o prato está cheio. Seus equipamentos inteligentes incluem o sistema de conectividade SYNC com tela de 8 polegadas, sistema de navegação (GPS) com mapas do Brasil, conexão Bluetooth para celular, USB, cartão de memória e entrada de vídeo/áudio RCA, com comandos de voz em português para funções de áudio, ar-condicionado, navegador e telefone.

No painel, o Fusion tem duas telas de LCD, uma de cada lado do velocímetro, que podem ser configuradas com as informações desejadas pelo motorista (sistema MyFord Touch). Achar a posição mais adequada para o motorista não é difícil, já que o banco do motorista conta com ajuste elétrico em 10 posições e três memórias, incluindo a posição dos retrovisores. A direção tem regulagem de altura e profundidade. O espaço interno é muito bom para quatro pessoas. Com cinco passageiros, o do meu do banco traseiro vai chegar a qualquer lugar todo lascado. Mesmo tendo capacidade para cinco ocupantes, pelo menos no documento e pelos apoios de cabeça, o bom mesmo é quatro bem acomodados e felizes. E para aumentar a felicidade, o ar-condicionado é digital e dispõe de controles individuais para o motorista e o passageiro da frente, além de ter saídas para os passageiros do banco traseiro. Outra conveniência é o teclado numérico embutido discretamente na coluna da porta do motorista, que possibilita a abertura e fechamento das portas sem a chave. Antes era aquela “régua” com os números abaixo da fechadura da porta do motorista, que destoava.
Com reais oito air bags, o Fusion conta com mais itens de segurança, como controle eletrônico de estabilidade e tração (Advance Trac), freios ABS, equipados com distribuição e assistência eletrônica de frenagem (EBD e EBA).

Para o conforto, o modelo possui assistente de partida em rampa mantém o freio acionado por alguns segundos para que o veículo não deslize para frente ou para trás nas saídas em pista inclinada, câmera de ré e monitoramento de pressão dos pneus.

O Ford Fusion 2,5 flex vai custar R$ 92.990,00 e com teto solar R$96.990,00.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0