Oroch é a grande sacada da Renault

Renault Duster Oroch 1

A Renault vem surpreendendo com a renovação de sua linha. Foi o Logan, Sandero, Fluence, Duster, Sandero RS e agora a nova picape Duster Oroch (e antes da pergunta, lá vai: oroch é uma tribo indígena no norte da Rússia, cujo o idioma é o oroch e que, em principio, a sonoridade do nome é a razão para ter dado o nome à picape) em um curto prazo. A nova picape da Renault surpreende pelo bom espaço interno, dirigibilidade e desempenho. Colocada no lado de uma picape pequena, tipo Saveiro ou Strada ela é bem maior, mas quando colocada do lado de uma Ranger, Amarok ou Frontier, ela é bem menor. Ou seja, é um novo segmento, que deve atrair um grande numero de consumidores. Hoje, as picapes cabines duplas, que estão em crescimento nos seus segmentos, têm dificuldade de atender, por exemplo, uma viagem de dois adultos e dois adolescentes. E uma picape média, é muitas vezes grande demais para as garagens pequenas de apartamentos e shoppings, ou até para enfrentar o transito do dia-a-dia. É sem duvida uma sacada da marca francesa e também uma a chance que ela tinha a curto prazo, pois a Oroch deriva da Duster. Ela até carrega cinco passageiros, mas o correto é quatro. Uma grata surpresa é o encosto do banco traseiro, que não é reto, então é possível encontrar uma maneira agradável.

Renault Duster Oroch 4 

 Chassi alongado

 

Derivada do SUV Renault Duster, a picape fabricada em São José dos Pinhais (PR) foi desenvolvida pela RTA (Renault Tecnologia Américas). O modelo traz suspensão traseira multilink em todas as versões, entre-eixos maior em relação ao Duster e dirigibilidade aprimorada para oferecer uma condução precisa e segura como a de um carro de passeio, tanto com a caçamba vazia quanto carregada. No total, foram 4.800 horas de desenvolvimento e 720 mil km de testes na França, Brasil e Argentina.

As linhas da Renault Duster Oroch são assinadas pelo Technocentre da Renault, na França, em parceria com o Renault Design América Latina (RDAL), o único estúdio de desenho e estilo da marca no continente americano, localizado em São Paulo.

A Renault Duster Oroch será vendida em três versões e com duas opções de motores, 1.6 16V Flex e 2.0 16V Flex que equipam o SUV Duster. O câmbio pode ser manual de cinco ou seis marchas, variando de acordo com a motorização, e com relações específicas.

A picape oferece toda a conectividade que já é uma  referências da Renault no mercado, como Media NAV Evolution, sensor de ré, piloto automático e computador de bordo. Além de uma linha completa de acessórios para aumentar ainda mais a versatilidade de uso, como extensor de caçamba, barras transversais no teto, suporte de bike ou prancha, câmera de ré, entre outros.

No Brasil, as picapes são responsáveis por 80% do mercado de comerciais leves e por 13% do mercado total, com aproximadamente 450 mil veículos vendidos em 2014. Estes números evidenciam a importância destes modelos no mercado nacional. As vendas de picapes compactas cresceram nove vezes entre 2010 e 2014 em comparação com os veículos de passeio. No mesmo período, o volume de vendas das picapes cabine dupla aumentou 50%. Na América Latina, em 2014, o mercado de veículos utilitários representou 1,2 milhão de unidades e se consolidou como um dos mais importantes e concorridos da região.

Ao decidir entrar neste importante segmento, a marca francesa deu um tiro certo, quando optou por uma picape com quatro portas e cinco lugares. A Oroch tem 150 mm a mais no entre-eixos e 360 mm a mais no comprimento em comparação com o SUV Duster. No total, são 4.693 mm de um para-choque ao outro e 2.829 mm de entre-eixos, números que garantem espaço excelente tanto nos bancos dianteiros quanto no traseiro.

Ao volante, o motorista encontra uma posição ideal de dirigir graças aos ajustes de altura do banco e da coluna de direção. A posição de dirigir elevada garante boa visibilidade e facilita a identificação de obstáculos ao redor do veículo, garantindo maior segurança. O volante ergonômico tem boa empunhadura, teclas do piloto automático (controlador e limitador de velocidade) e o controle do rádio fixo na coluna de direção.

 

Renault Duster Oroch 3

O interior é confortável e harmonioso e pode opcionalmente ter acabamento em couro. O quadro de instrumentos, o mesmo da Duster, aliás, como todo o interior, tem iluminação branca proporciona boa visibilidade. São três mostradores: o conta-giros e o velocímetro, analógicos, e um mostrador digital, com indicador do nível de combustível e computador de bordo multifuncional, que permite ao motorista verificar o consumo médio e instantâneo de combustível, a autonomia, volume de combustível consumido, a velocidade média e a quilometragem total e parcial na viagem. A caçamba comporta 683 litros ou 650 quilos.

Força

A oferta de motores segue a linha Duster, com a opção de dois motores: 1,6 litro de 16 válvulas ou 2,0 litros, também com 16 válvulas. O motor 2,0, com câmbio de seis velocidades, tem 148 cv a 5.750 rpm quando abastecido com etanol e 143 cv a 5.750 rpm quando abastecido com gasolina. A oferta de torque é de 20,9 kgfm a 4.000 rpm, quando abastecido com etanol, e 20,2 kgfm a 4.000 rpm com gasolina.

Já o motor 1,6, com transmissão de cinco velocidades, oferece 115 cv a 5.750 rpm com etanol e 110 cv a 5.750 rpm com gasolina. Em torque, são 15,9 kgfm a 2.500 rpm, quando abastecido com etanol, e 15,1 kgfm a 2.500 rpm com gasolina. Futuramente chegará as versões com câmbio automático e 4X4.

 


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0