Para marcar os 125 anos, Mercedes apresenta nova CLS 63 AMG,

“O novo AMG CLS 63 dá continuidade à história de sucesso dos modelos anteriores, o CLS 55 AMG e o CLS 63 AMG, que encantam nossos clientes do mundo todo desde 2004”, garante Ola Källenius, Chefe da  Mercedes-AMG GmbH. “O AMG CLS 63 é um automóvel de alto desempenho singular – ele define novos padrões de design, desempenho e eficiência.”

Como ocorre com o S 63 AMG e o CL 63 AMG, os motoristas do novo CLS 63 AMG aproveitarão as vantagens de um motor de oito cilindros designado internamente de M 157: o novo motor AMG V8 biturbo de 5,5 litros ostenta uma combinação de componentes high-tech inovadores, que, além de contar com injeção direta de gasolina por jatos dirigidos, também inclui um cárter totalmente em alumínio, tecnologia de quatro válvulas por cilindro com variação do eixo de comando, inter-resfriamento ar/água e sistema start/stop. O sistema de escapamento esportivo, caracterizado pela saída dupla cromada, garante uma sonoridade de motor totalmente diferenciada. Com deslocamento de 5.461 cm3, o motor V8 desenvolve um potência máxima de 525 cv e torque de 700 Nm. Em conjunto com o pacote de desempenho AMG, esses valores aumentam para 557 cv e 800 Nm. Ambas as versões do CLS 63 AMG proporcionam desempenho excepcional: aceleração de 0 a 100 km/h em 4,4 e 4,3 segundos, respectivamente, e velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente). No pacote Performance, também disponível no Brasil, ele tem sua máxima ampliada, mas ainda limitada, a 300 km/h.
A principal diferença entre ambas as unidades de força é o aumento da pressão máxima das turbinas de 1 para 1,3 bar. Além disso, o CLS 63 AMG com o pacote de desempenho AMG apresenta uma tampa de motor genuína especial, de alta qualidade, em fibra de carbono.
A despeito da significativa melhora do desempenho comparada com o modelo anterior que tinha motor naturalmente aspirado de 6,3 litros, com potência de 514 cv e 630 Nm de torque, o novo CLS 63 AMG é 32% mais econômico. A redução no consumo de combustível NEDC para 9,9 litros a cada 100 km é equivalente quanto à geração de CO2 , de 231 g/km. Graças a esses números, o novo cupê V8 da AMG não só ultrapassa  todos os seus concorrentes diretos no segmento de alto desempenho de quatro portas, mas é também mais eficiente quanto ao consumo do que veículos de potência significativamente inferior. Ambas as versões possuem índices de geração de CO2 e consumo de combustível idênticos.
Transmissão esportiva

Uma importante contribuição para conseguir esses índices de consumo foi obtida pela adoção da transmissão de 7 marchas AMG SPEEDSHIFT MCT, um componente usado exclusivamente na Mercedes-AMG. Ao contrário de uma transmissão automática convencional, a transmissão MCT não utiliza o conversor de torque. Em vez disso, ela faz uso de uma embreagem hidráulica.
A função de start/stop também vem como equipamento de série: ela fica permanentemente ativa no modo “C” (Comfort) da transmissão e desliga o motor de oito cilindros quando o carro pára. Ao mesmo tempo, o modo “C” também compreende uma aceleração “suave”, com trocas de marchas feitas mais cedo, de maneira confortável, aproveitando o torque do motor. As arrancadas, por exemplo, geralmente ocorrem em segunda marcha. Um símbolo verde “ECO” no painel de instrumentos AMG indica ao motorista que a função start/stop está ativa.
Já no modo “S” (Sport), motor e a transmissão ficam muito mais ágeis nos modos “S” (Sport),  a exemplo das opções “S+” (Sport plus) e “M” (Manual). Nesses regimes de funcionamento, a função start/stop é desligada. Nos modos “S”, “S+” e “M”, o sistema de gerenciamento do motor promove trocas de marchas mais rápidas. Ou mais esportivas. O ronco torna-se um efeito colateral atraente desse processo. A função de embreagem dupla automática e o sistema RACE START também são ingredientes de série neste conjunto.
Suspensão esportiva

Os sistemas de suspensão, direção e freios do novo CLS 63 AMG complementam com competência o conjunto motor/câmbio. A suspensão esportiva AMG RIDE CONTROL, que conta construtivamente com acionamentos independentes nas quatro rodas, ainda é assessorada pelo controle automático de nível. A carga de amortecimento é controlada eletronicamente, ajustando-se às condições de piso e assegurando a neutralidade direcional do veículo. Como resultado disso, o novo cupê transforma-se rapidamente de um confortável modelo de passeio ao mais estável esportivo. O motorista pode fazer mudanças entre três modos da suspensão “Comfort”, “Sport” e “Sport plus” ao toque de uma tecla.
O conjunto dianteiro possui bitola 24 mm mais larga que a anterior, favorecendo a precisão do sistema de direção, que é gerenciado por um sistema eletromecânico AMG. Apresenta uma relação mais direta, com assistência elétrica variável que se adapta de acordo com  modo da suspensão, e também contribui para reduzir o consumo de combustível, já que o sistema de auxílio à direção somente consome energia quando o veículo está realmente sendo esterçado.
Freios de cerâmica

Perfeita desaceleração mesmo quando se está dirigindo de maneira extremamente brusca é proporcionada pelo sistema de frenagem de alto desempenho AMG. Ele é composto por discos internamente ventilados, perfurados em toda a volta, de 360 mm de diâmetro.. Boa aderência na pista, por outro lado, é proporcionada graças às rodas de liga leve AMG de titânio pintadas de cinza, com alto brilho, com um design novo, de raios triplos e equipadas com pneus 255/35 R 19 na frente e pneus 285/30 R 19 na traseira. As rodas de liga leve AMG são fabricadas usando um processo de moldagem por escoamento/fluxo, que é otimizado quanto ao peso, como o já usado na SLS AMG.

Design externo

Quando visto da frente, o novo cupê evoca as linhas do SLS AMG – a grade do radiador especialmente, com sua ampla estrela da Mercedes e faixas horizontais em forma de asa, parece ter sido inspirada por uma “asa de gaivota”. O modelo top de linha da AMG se destaca das outras versões CLS com seu capô peculiar, pára-lamas mais largos com o logotipo  “V8 BITURBO” e uma saia dianteira específica AMG com viga transversal pintada em preto.
Os elementos da traseira incluem o difusor, a aleta do spoiler AMG na tampa do porta-malas, o sistema de escapamento esportivo AMG com tubos de escapamento duplos cromados e – como também no SLS – luz de neblina traseira integrada. O estilo da carroceria AMG combina com perfeição com as linhas tradicionais do CLS, que se caracterizam essencialmente pelas longas e elegantes proporções, linha lateral descendente e linha esportiva e atlética da parte superior do carro, logo acima do eixo traseiro.

Atmosfera exclusiva

Essa filosofia também continua pelo interior. Todos os aspectos de design e equipamentos específicos da AMG complementam da melhor maneira o interior redesenhado do CLS. O efeito integrado do cockpit, com sua linha alta que vem da porta do motorista pelo suporte do painel de instrumentos e ao longo da porta do passageiro, é ladeado generosamente por elementos de revestimento de alta qualidade – disponíveis em verniz preto. Materiais de qualidade e acabamento atentam aos mais altos padrões e ajudam a assegurar uma atmosfera ainda mais exclusiva.
A ampla gama de equipamentos também inclui os bancos esportivos AMG em couro, bem como o novo volante de direção de três raios AMG  com teclas de mudança de alumínio e seções superiores e inferiores lisas, além da Unidade de Direção AMG (AMG DRIVE UNIT) com alavanca de seleção compacta E-SELECT.

Maior segurança

Mais de uma dúzia de sistemas de auxílio para dirigir no novo CLS ajudam a evitar acidentes de trânsito e reduzem a gravidade de acidentes. Tanto o assistente para ponto cego (Active Blind Spot Assist) e o assistente para se manter na pista (Active Lane Keeping Assist) são novos.
O Active Blind Spot Assist avisa ao motorista se os sensores do radar de curto alcance detectarem que há perigo de colisão caso o veículo esteja mudando de faixa de rolamento. Caso o motorista ignore os avisos e venha a ficar perigosamente perto do veículo que está na pista ao lado, o assistente ativo intervirá. Aplicando a força dos freios nas rodas do lado oposto do veículo através do Programa Eletrônico de Estabilidade  ESP®, um movimento de virada é gerado, que se contrapõe ao curso da colisão.
Já o Active Lane Keeping Assist agora está ligado ao ESP® pela primeira vez. Esse sistema entra em ação se o motorista acidentalmente atravessa a faixa contínua à direita ou esquerda da pista. Nesse caso, o sistema freia as rodas opostas e assim evita que o veículo venha a transpor a faixa. Um mostrador no painel de instrumentos avisa ao motorista ao mesmo tempo. Se as marcações interrompidas de pista forem transpostas, o sistema controla um gerador de pulso elétrico no volante de direção que gera vibrações por um breve período – um sinal discreto, mas eficaz, para virar o volante para o outro lado imediatamente. Antes da interferência do sistema de freios, o volante de direção sempre vibra para dar um aviso.

Desempenho AMG

Um dos destaques opcionais é o pacote de Desempenho AMG que está disponível para o CLS 63 AMG. Ele reúne:

  • Aumento na potência máxima de 32 cv e no torque máximo de 100 Nm; capas de motor genuínas de fibra de carbono da AMG
  • Aba do spoiler AMG em fibra de carbono na tampa do porta-malas
  • Pinças de freio pintadas de vermelho
  • Volante de direção de Desempenho AMG com detalhes em Alcantara®  nas áreas de contato
  • Suspensão de alto Desempenho AMG RIDE CONTROL
  • Rodas de liga leve, forjadas AMG com design em 5 raios duplos com pneus  255/35 R 19 na frente e 285/30 R 19 na traseira
  • Sistema de frenagem com composto de cerâmica de alto desempenho AMG
  • Pacote AMG de carbono para o exterior
  • Elementos de revestimento AMG em fibra de carbono/verniz preto piano
  • Painéis dos controles das portas iluminados AMG
  • Limitação da velocidade máxima ampliado para 300 km/h.

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0