Teimosa como toda perua…

Fiat_palio_adventure_010

No mercado desde 2000, a Palio Weekend Adventure resiste ao tempo, como uma boa opção no restrito segmento de peruas. Membro de uma família (a do Palio Weekend) que já foi  uma febre – com total merecimento – entre os brasileiros, a versão, apesar de ser apresentada pela Fiat como “aventureira”, é a que é vista nas ruas dos centros.

O visual é um atrativo, mas a altura da suspensão também influencia na compra, já que o comprador sabe que tal característica o ajuda – e muito – a superar obstáculos tipicamente urbanos, como  buracos, lombadas  e, principalmente, a encarar os alagamentos, comuns  nos períodos das chuvas.

Mas ela tem outras virtudes que já haviam sido constatas em teste que realizamos em gerações anteriores da Adventure e que se confirmaram com o modelo da geração atual, que passou por reestilização há pouco mais um ano. E quando a Fiat promoveu as mudanças, que valeram para toda a família Palio, o próprio fabricante destacou:  “ Ela traz um visual mais robusto, mas ao mesmo tempo com um toque mais cidade.”

E foi justamente na cidade que realizamos a maior parte de nosso teste com a Palio Weekend Adventure. O motor  E.torQ 1,8L com a potência de 132 cv (quando abastecido com etanol) dá conta do recado, mas se dá bem melhor na estrada.  O recurso da altura elevada da suspensão já mencionado  mais uma vez se revelou bastante útil. Com ela, a vida fica bem mais fácil diante das crateras e lombadas encontradas no caminho.

Fiat_palio_adventure_023

 

O consumo de combustível, no entanto, depõe contra a perua, o que também se verifica em outros modelos da marca que o utilizam. Não conseguimos, na cidade, fazer mais do que 6 km/l. Na estrada, o número é um pouco mais interessante: em média 10 km/l. Há que se louvar que o modelo é muito ágil nas manobras e muito seguro em velocidades mais elevadas.

Para quem quer se arriscar um pouco em aventuras (leves) de off-road, o  Locker (bloqueio do diferencial) é uma boa ferramenta. Outro item, mais importante nas cidades e estradas, é  a nova roda de 16 Adventure, com pneus de uso urbano (205/70 R15). No fora de estrada, esse pneu também não compromete, desde que não se radicalize no uso da perua.

A Adventure é a topo de linha da família Palio Weekend. Ela pode vir com câmbio manual ou com o Dualogic. A que testamos era a a equipada com transmissão manual. A perua também é oferecida nas versões Attractive e Trekking.  São três as opções de motorização – Fire 1.4 Flex, com potência de 85 cv (gasolina) e 86 cv (etanol); E-torQ 1.6 16V, que desenvolve potência de 115 cv (gasolina) e 117 cv (etanol); e a mais potente E-torQ 1.8 16V, com 130 cv (gasolina) e 132 cv (etanol). Este último é o único oferecido para a Adventure.

Apesar da idade e de algumas defasagens, a Palio Weekend mercê ser levada em consideração na hora que se pensa em adquirir uma perua, configuração já não tão em moda, mas que, como toda perua que se preza, teima em aparecer bem na cena. (Antônio Fornazieri Jr.)


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0