Um Uno mais ‘inteligente’

 

uno_way_027

 

 

 

 

Com um visual mais agressivo, o Fiat  Novo Uno 2015 ganhou também inovações tecnológicas que valem a pena serem consideradas pelo consumidor e que fazem o modelo subir um pouco de patamar. Os ganhos tecnológicos mencionados são restritos às versões Sporting e Way,  ambas com motor 1.4.

Em termos visuais, o modelo perdeu um pouco de sua sutileza das linhas anteriores para ficar um pouco mais bravo. A frente recebeu alterações no capô que passou a contar com chanfro por causa do logotipo da marca, assim como acabamento personalizado no local onde geralmente seria a grade. Os três elementos estéticos do quadrado ganharam cores diferenciadas conforme a cor da carroceria e/ou versão.

Os faróis receberam fractais alusivos ao tema original do Novo Uno 2015, vistos também nas lanternas traseiras. Os retrovisores possuem agora repetidores de direção, cujo formato da lente é também um quadrado estilizado. Outra mudança no Novo Uno 2015 são os para-choques com formato mais envolvente e proeminente, ampliando assim a impressão de robustez e segurança.

Andamos com a versão Way, com a qual pudemos sentir se os avanços tecnológicos incorporados ao modelo fazem diferença. Um deles é o câmbio Dualogic Plus, novo câmbio que é controlado por botões no console central e por “borboletas” (padle shifts) atrás do volante para mudar as marchas manualmente, mais comum em automóveis luxuosos.

Outra novidade  é a tecnologia Start&Stop, que desliga e religa o motor automaticamente durante paradas no trânsito,  e que, segundo a Fiat, passa também a ser referência nacional em economia de combustível e baixas emissões de CO2. Vale destacar que o Novo Uno 2015 é o primeiro carro nacional a usar a tecnologia Start&Stop.

Destes, o que mais agradou foi o câmbio Dualogic Plus,  muito superior ao Dualogic. A funcionalidade e a praticidade do controle por botões é o primeiro ponto positivo a ser observado. Na versão anterior, a alavanca do Dualogic atrapalhava um pouco o acionamento do câmbio.

O dispositivo não requer muito tempo para adaptação do condutor, sendo fácil e prático. As posições encontradas são: D (Drive), A/M (automático ou manual), N (neutro), R (ré) e S (Sport). Além disso, ele possui funções creeping (auto rolagem) e Auto-up Shift Abort, que aborta a troca quando o sistema entende que o condutor quer mais desempenho, mantendo a mesma marcha.

Equipado apenas com motor 1.4 Evo Flex de 85/88 cv e 12,4/12,5 kgfm com gasolina e etanol, o Novo Uno 2015 com câmbio Dualogic Plus diminuiu consideravlemente a pausa encontrada entre as trocas de marcha por causa do acionamento da embreagem por parte do sistema. O câmbio “segura” bem nas mudanças de velocidade, mas de forma mais amena.

No modo Sport, as marchas esticam mais, mas apenas o suficiente para o modelo e proposta. Nada de esportivo. Assumindo-se as trocas através das borboletas no volante, o condutor consegue extrair mais do 1.4 Evo Flex, garantindo assim o máximo de desempenho que o carro pode oferecer.

A auto rolagem (creeping) é bem-vinda e garante segurança nas subidas e em manobras com pisos inclinados, já que o câmbio imprime alguma força sobre as rodas. No geral, é um meio-termo razoável para a falta de um automático verdadeiro, mas cumpre bem o papel designado.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0