Audi bate recorde de vendas

A Audi apresentou em 2011 um crescimento consistente em todo o mundo, e em especial no Brasil. Com um aumento de 67% nas vendas, para 5461 unidades, a fabricante bateu a maior marca de veículos importados vendidos pelo terceiro ano consecutivo no país. Em 2009 o aumento foi de 42% e em 2010 de 62%.
Acompanhando esse desempenho e visando o forte potencial do mercado brasileiro, estão previstos 20 lançamentos para este ano. A Audi tem para 2012 o mais ambicioso plano de crescimento da marca no País. É a primeira vez que a Audi lança tantos modelos em um ano, mais de um lançamento previsto por mês. E para sustentar essa performance, a marca dos quatro anéis investirá em tecnologia, qualidade, rapidez de atendimento aos clientes e fortalecimento da presença no Brasil.

DIFERENCIAIS. A Audi tem a preocupação de destacar-se no mercado Premium brasileiro com os diferenciais de atendimento, qualidade, rapidez e tecnologia.  Para isso a empresa está investindo na inauguração de um Centro de Distribuição de Peças e Competência Tecnológica, na cidade de Jundiaí, em São Paulo. Localizada no parque empresarial Fazgran, a filial tem um total de 3.400 m², sendo 2.700 m² destinados para o estoque de peças e acessórios originais Audi.
O espaço previsto para ser inaugurado em junho deste ano, seguirá os mais avançados e modernos padrões mundiais estabelecidos pela matriz da empresa na Alemanha.
Com a inauguração do Centro de Distribuição e Treinamento, a Audi terá 95% dos itens disponíveis, em um prazo máximo de 48 horas em praticamente todo o território nacional.
O estoque atual de peças e acessórios originais Audi está localizado no bairro da Lapa, na capital paulista. Toda a equipe de colaboradores será transferida para Jundiaí, assim como o estoque de 20 mil itens. No novo Centro de Distribuição, a empresa prevê a possibilidade de crescer seu estoque e tornar ainda mais ágil o atendimento aos concessionários.
AUDI MUNDO. Com as maiores taxas de crescimento já registradas, a AUDI AG teve em 2011 o melhor ano de sua história. As entregas de veículos cresceram 19,2% para cerca de 1.302.650 unidades, superando o recorde de vendas do ano anterior em 210.200 carros. Foi um ano melhor do que o esperado, principalmente na Europa e nos Estados Unidos.

A empresa registrou um forte aumento nas vendas em praticamente todas as regiões do mundo. A China tornou-se o maior mercado da marca pela primeira vez, com 313.036 veículos entregues. Na Europa, a sede de Ingolstadt aumentou o número de unidades vendidas em cerca de 12,1% para 726.300 carros. Também nos Estados Unidos o crescimento foi de dois dígitos.

A Audi encerrou o ano passado com um novo recorde de vendas em mais de 50 mercados.
Os veículos do segmento de luxo foram igualmente fundamentais para o crescimento mundial da marca. Mesmo antes da introdução da nova geração do A6 na China, o maior mercado do modelo sedan, as vendas globais desta linha cresceram 12,2% para cerca de 229.200 veículos. O A7 Sportback, que esteve presente nos principais mercados pelo primeiro ano completo, atraiu mais de 31.300 clientes no mundo inteiro. A marca dos quatro anéis também aumentou sua presença na categoria de luxo com o SUV Q7, com um aumento de 21,4% em relação ao ano anterior. Lançado no início de 2010, o modelo topo de linha A8 duplicou o seu volume (+101%).
Também o compacto premium A1, posicionado no outro extremo da gama de produtos da Audi, trouxe mais clientes para as concessionárias. No primeiro ano completo de vendas do modelo, a Audi entregou cerca de 118.200 unidades, principalmente para clientes na Europa. No geral, a AUDI AG claramente contrariou a tendência do mercado naquela região, com um aumento de 12,2% nas vendas para cerca de 726.300 veículos e reforçou ainda mais a sua posição como a marca premium líder no continente europeu.
Depois da China, o maior crescimento absoluto foi registrado no mercado doméstico alemão: 254.011 novos modelos foram entregues aos clientes Audi em 2011, 10,8% a mais que em 2010. O ano passado também foi particularmente bem sucedido para a Audi no Reino Unido e na França. As vendas no Reino Unido cresceram 15,7%, para 115.345 unidades, e na França, a Audi vendeu 62.009, um aumento de 18,1%, ultrapassando pela primeira vez a marca dos 60.000 veículos entregues. Na Espanha (+3,4%) e na Itália (+0,03%), a empresa atingiu em 2011 as mesmas taxas de entregas do ano anterior, mesmo sob as difíceis condições econômicas naqueles mercados. Em todos os outros 10 principais mercados mundiais, a companhia alcançou um aumento de dois dígitos nas vendas comparado a 2010, inclusive na Rússia, que com 25,6% de crescimento (23.250 vendas unitárias), tornou-se a líder de crescimento na Europa Oriental.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0