Consórcio de máquinas agrícolas cresce 13%

maquinas-agricolas-5 O bom desempenho do setor agrícola, impulsionado principalmente pelas culturas da soja e do milho em todo o país, vem alavancando a cadeia produtiva e o consumo de máquinas e equipamentos agrícolas e, em decorrência, refletindo-se em bons negócios na área de consórcios.
Para suprir a demanda do setor, o sistema de consórcios tem sido um grande aliado do produtor. O Consórcio Nacional John Deere, administrado pela Randon Consórcios, oferece há 16 anos diversos planos para investir e programar a renovação ou a ampliação da frota, além de possuir diferentes opções de pagamento, observando o fluxo financeiro da safra agrícola. Em junho de 2013, o Consórcio John Deere registrou crescimento de 13% em cotas ativas em relação ao mesmo período de 2012 e acumulou mais de R$ 83 milhões de créditos distribuídos no ano, números que comprovam a credibilidade da marca no segmento.
Segundo dados da Associação Brasileira de Administradores de Consórcios (ABAC), atualmente há cerca de 67 mil consorciados no setor de máquinas e implementos agrícolas, em todo o país.
O sistema de consórcios é um mecanismo prático e seguro de poupança programada e de construção de patrimônio, para aquisição de bens e serviços, que funciona basicamente como um financiamento convencional, porém, com opções mais flexíveis e com taxas menores. Ao contrário do sistema de poupança em que o usuário precisa arrecadar todo o valor para adquirir o bem, o consórcio possibilita o pagamento de mensalidades, podendo o cliente ser contemplado por sorteio ou lance, o que permite o recebimento do bem antes do final do prazo de pagamento.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0