EcoSport ‘made in’ Rússia

A Ford anunciou o início de produção do Novo EcoSport na Rússia no segundo semestre de 2014, como parte do plano de crescimento naquele mercado. A produção será na planta de Elabuga, em Tatarstan, onde será construída também uma fábrica de motores, com um investimento de US$ 274 milhões, para a produção de três versões do motor Duratec 1.6 a partir de dezembro de 2015.

A Ford opera na Rússia em uma joint-venture com a Sollers, formada no final de 2011. Hoje, a Ford Sollers mantém três linhas de montagem no país. Ela começou produzindo dois carros – Focus e Mondeo – e em apenas 18 meses avançou para sete, com a inclusão do Galaxy, S-MAX, Kuga e Explorer e Transit.

Segundo executivos da marca norte-americana, o EcoSport vai fortalecer a presença da Ford no crescente segmento local de crossovers e SUVs, onde a marca já oferece o Explorer e o Kuga. Ele foi apresentado como um veículo que combina a agilidade e economia de um compacto com a eficiência, flexibilidade, espaço, posição elevada de dirigir, estilo e tração 4×4 de um utilitário esportivo. Ainda segundo eles, o  mercado russo será o maior da Europa nos próximos anos e representa uma importante oportunidade de crescimento.

Fábrica de motores

A fábrica da Ford Sollers em Elabuga, Tatarstan, iniciou a produção de veículos Ford em 2012. Ela produz atualmente os modelos Transit, Kuga, S-MAX, Galaxy e Explorer. Junto com o Focus e o Mondeo produzidos em Vsevolozhsk, perto de São Petersburgo, a Ford Sollers produz sete modelos Ford na Rússia – o EcoSport será o oitavo. Ela também vende no mercado local outros veículos trazidos de fora, como o Focus ST, Ranger, Transit Connect, Tourneo Connect, Tourneo Custom e Transit chassi cabine.

A futura fábrica de motores da Ford Sollers na Rússia terá 42.600 metros quadrados, o equivalente a seis campos de futebol. Ela vai produzir três versões do motor 1.6 Duratec a gasolina, de 85, 105 e 125 cv. Leve, econômico, durável e com nível reduzido de ruídos e emissões, o Duratec foi o primeiro motor da Ford com bloco, cabeçote, cárter e pistões de alumínio. A planta em Elabuga terá uma capacidade anual de 105 mil motores, com possibilidade de expansão para 200 mil. Pelo menos 30% dos veículos Ford produzidos na Rússia serão equipados com esses motores.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0