Ford EcoBoost 1.0 leva prêmio internacional

1_0L-EcoBoost-Carros

O motor 1.0 EcoBoost da Ford foi eleito, nesta semana, o Motor Internacional do Ano 2013 pelo segundo ano consecutivo. Com três cilindros e uma tecnologia que combina injeção direta de combustível, turbo e comando variável de válvulas para reduzir o consumo sem sacrificar a potência, o propulsor ultraeficiente alcançou a maior pontuação já registrada na história do prêmio.

EcoBoost-MotorAno2013O EcoBoost 1.0 venceu também o prêmio anual da revista Engine Technology International, na categoria “Melhor Motor até 1.0 litro”. A Ford confirmou o plano de dobrar a produção do modelo na fábrica de Colônia, na Alemanha, a partir de agosto, para mais de 1.000 unidades por dia para atender a demanda.

Um júri de 87 jornalistas automotivos de 35 países atribuiu o prêmio com base nos critérios de dirigibilidade, desempenho, economia, refinamento e eficiência na aplicação de tecnologias avançadas de motores. A Ford é uma das três únicas marcas de automóveis a conquistar vitórias consecutivas nos 15 anos de história do prêmio.

O Ford 1.0 EcoBoost venceu também o prêmio International Paul Pietsch Award 2013 de inovação tecnológica, da revista alemã Auto Motor und Sport, o Dewar Trophy do Royal Automobile Club da Grã-Bretanha e o Breakthrough Award da revista Popular Mechanics dos Estados Unidos.

“Quem acreditaria? Um motor 1.0 que tem tudo, potente, econômico, limpo e leve”, disse Peter Lyon, jornalista freelancer e jurado do Reino Unido. “É uma obra prima”.

O EcoBoost 1.0 foi projetado nos centros de pesquisa e desenvolvimento da Ford em Aachen e Merkenich, na Alemanha, e Dunton, no Reino Unido, e é produzido em Colônia, na Alemanha, e Craiova, na Romênia.

Dean Slavnich, presidente do 15º prêmio Motor Internacional do Ano e editor da revista Engine Technology International, disse: “O bebê EcoBoost – o primeiro três cilindros da Ford – ainda é o motor a ser vencido no mercado. Ele é econômico em condições reais de uso e seu turbo compacto garante força para impulsionar com facilidade veículos maiores como o Grand C-MAX.”

O EcoBoost 1.0 é oferecido atualmente na Europa e nos Estados Unidos em carros compactos como New Fiesta e B-MAX e modelos médios como Focus, C-MAX e Grand C-MAX. Num futuro próximo, vai equipar carros maiores como o novo Mondeo. Ele também será oferecido nos furgões Transit Connect e Transit Courier e nas vans de passageiros Tourneo Connect e Tourneo Courier.

A oferta do novo motor está sendo ampliada para vários mercados do mundo. Ele já está disponível no Novo EcoSport vendido na Índia e na China e este ano será oferecido também no New Fiesta na América do Norte.

 1_0L-EcoBoostEngine-05

Compacto o bastante para caber no bagageiro interno de um avião, o EcoBoost 1.0 a gasolina oferece a maior economia de combustível da categoria na Europa em modelos como New Fiesta, Focus, C-MAX e Grand C-MAX.

As fábricas de motores da Ford em Colônia e Craiova foram modernizadas para a produção do EcoBoost 1.0. Elas adotaram tecnologias avançadas de manufatura que reduzem o uso de fluidos de refrigeração na usinagem de peças de alumínio, de 2 litros para apenas 5 mililitros por componente.

Foi introduzida também uma nova tecnologia de teste a frio que permite a checagem dos motores sem a necessidade do seu funcionamento, reduzindo em 66% o consumo de combustível e as emissões de CO2 no processo. Toda a energia restante usada para movimentar a fábrica vem de fontes renováveis, incluindo três hidrelétricas na Noruega e na Suécia.

A Ford Europa planeja triplicar a produção anual de veículos equipados com motores EcoBoost até 2015, para cerca de 480.000 unidades (em 2011 foram 141.000). A projeção é que mais de 300.000 desses veículos usem a versão EcoBoost 1.0. No primeiro trimestre de 2013, o motor EcoBoost 1.0 respondeu por 42% das vendas do B-MAX, 30% do Focus e 24% do New Fiesta nos 19 principais mercados da Europa.

 


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0