BMW X6: belo, rápido e familiar

Antônio Fraga

Mais que um carro especial, o BMW X6 é um carro diferente, afinal você tem num só produto um esportivo, um utilitário esportivo e uma perua. Procurar definir o modelo, é um trabalho no mínimo, desesperador. Mas vale a conclusão: ele é muito bonito, agressivo e extremamente confortável. E precisa de mais? Claro que não. Na versão intermediaria, como motor de seis cilindros, o X6 é um carro que dá prazer de dirigir.

Afinal pilotar uma BMW é sempre uma das melhores coisas para quem curte automóveis. Acabamentos luxuosíssimos, desempenhos muito bons e estabilidade digna de se ousar em qualquer „aventura“ ou simplesmente curtir um passeio. Carros que beiram, quase sempre, a perfeição. O BMW X6 se encaixa perfeitamente nessa definição.

Lançado oficialmente no Salão de Detroit, nos Estados Unidos, em janeiro de 2008, o BMW X6 foi o primeiro carro a misturar, e muito bem, as qualidades e o tamanho de um utilitário esportivo, com um coupé esportivo. Para a marca bavara, no X6 é um SAV Coupé, ou seja, mesmo sem dizer muita coisa que nos faça perder tempo pensando, é um veículo para atividades esportivas(?). Alguns meses depois o modelo desembarcou por aqui, e se tornou uma atração à parte.

O carro é lindo e muito agressivo. Até para quem não é um aficionado por carros altos e “abrutalhados” como a maioria dos SUV, fica encantado, fascinado com a elegância do seu design e esportividade. A frente, as grandes entradas de ar, ovais e paralelas, não deixam a menor duvida de que estamos diante de um verdadeiro BMW.

O carro é refinado nas linhas laterais, que fluem com perfeição até a traseira muito esportiva e diferenciada. E é justamente nessa área que está o maior detalhe da esportividade do X6. Imponente, a traseira é muito alta, e possui uma enorme e envidraçada tampa traseira. Porém a beleza e a elegância deixam um pequeno problema para quem o dirige: a visibilidade traseira não é das melhores. As enormes lanternas são muito bonitas e à noite deixam o carro com um visual impar. No interior, o tradicional e esmero no acabamento e no luxo da marca alemã. Não existe BMW, pelo menos os modelos que vêm para o Brasil, que são somente os top, com acabamento meia boca.

Tudo é o que existe de melhor em qualidade dos materiais utilizados e na ergonomia. Os quatro lugares bem definidos são super confortáveis. A esportividade manda no interior O volante de couro, com tamanho esportivo, tem uma “pega” fantástica e achar a melhor posição de dirigir em fácil e se torna até uma brincadeira.

No centro do volante, além de um dos diversos air bags, vários botões, que permitem controlar varias coisas sem tirar a mão do volante. Atrás dele, dois botões permitem a troca de marchas sem tirar a mão do volante. O console central com apoio acolchoado para os joelhos do motorista e passageiro dianteiro, tem, além do CD-DVD Player com MP3 e do ar condicionado digital e independente, o enorme botão para acionar todas as funções do espetacular computador de bordo e uma tela que, tanto pode servir para definir as preferências do proprietário para todas as funções do computador como para ver TV e DVD e o sistema de GPS. Através deste sistema, é possível regular suspensão, endurecer ou deixar mais macia, controlar a velocidade, programar a viagem, etc.. Uma beleza. E, por sinal viajar é uma das praias deste modelo.

Além de muito conforto, o carro possui um bom porta-malas com 590 litros. E na hora de parar, além dos já tradicionais avisos sonoros, a tela de LCD mostra a tudo o que se passa e por onde o motorista está se metendo, facilitando as manobras de ré.

Bom desempenho

A versão testada tinha o motor mais „fraco“. Era somente um belissimo motor a gasolina de seis cilindros em linha, de três litros com Twin Turbo e injeção direta , desenvolve ao ser provocado desenvolve 306 cavalos de potência máxima a 5.800. Ao acelerar, de forma gradativa e até mesmo suave, no talo faz de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e tem velocidade máxima de 240 km/h. Durante a nossa avaliação fez uma média de 7,9 quilômetros por litro. E não adianta tentar fazer milagres, que ele não melhora muito, mas é o preço por tanta tecnologia, conforto e beleza.

O câmbio automático de seis velocidades, com um escalonamento muito bom, casa perfeitamente com a motorização e faz as trocas de marchas de maneira rápida e suave. Porém, uma falha do modelo, é que mesmo na posição manual, as trocas de marchas acontecem quando se atinge o limite de giros, independente da vontade de quem está dirigindo. Uma pena, pois isso não ocorre em outros modelos da marca. A estabilidade é muito boa, característica dos modelos da marca BMW, mesmo em manobras mais afoitas. Mas vale, quando for dirigir mais desportivamente, colocar no modo sport, que endurece a suspensão e deixa o carro de maneira mais adequada para a pilotagem esportiva. E pode brincar e acelerar que ele para bem. Os freios a disco nas quatro rodas param o carro em espaços curtos e sem qualquer susto. Um conjunto muito bom.

Tecnologia

A BMW X6 possui de série a tecnologia de tração inteligente nas quatro rodas xDrive da BMW e foi o primeiro veículo do mundo a oferecer DPC (Dynamic Performance Control ou Controle Dinâmico de Desempenho) para melhorar a agilidade, a estabilidade de trajetória e tração em praticamente todas as situações. Uma distribuição variável da potência é garantida não apenas entre os eixos dianteiro e traseiro – pelo xDrive – mas também, pelo DPC, entre as duas rodas traseiras (esquerda e direita). Isso mantém uma função superior de estabilização mesmo sob uma brusca mudança de carga e no caso de rotação excessiva do motor (“overrun”).

O X6 tem uma especial atenção com a segurança dos ocupantes, Além dos cintos de segurança automáticos de três pontos em todos os assentos, airbags frontais e laterais, assim como airbags de cabeça nas laterais, o novo modelo conta com apoios de cabeça dianteiros ativados em caso de colisão. Eles se deslocam para diminuir o movimento da cabeça em caso de colisão. Para completar, faróis duplos de bi-xenônio incluindo uma função de luz do dia, os faróis de neblina, as luzes de freio em duas fases e os pneus “runflat”, colaboram em muito para a segurança e tranquilidade do motorista na direção.

Sistema de suspensão é sofisticado e conta com o Adaptive Drive (amortecedores adaptáveis a cada situação e anti-capotagem).

Uma conclusão curta e simples: maravilhoso carro familiar.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0