Coronavírus começa a afetar montadoras do Brasil

 

As montadoras GM e Mercedes-Benz anunciaram a paralisação de suas fábricas a partir de 30 de março. Os funcionários receberão férias coletivas em todas as unidades do país de ambas as montadoras que juntas interromperão as atividades de 9 fábricas. A decisão segue as recomendações do Ministério da Saúde no combate aos efeitos do novo coronavírus.

A GM afirmou em nota que o objetivo da paralisação é ajustar a produção à demanda atual do mercado. Dessa forma, as fábricas de São José dos Campos, Mogi das Cruzes, São Caetano do Sul (SP), Gravataí (RS) e Joinville (SC) ficarão paradas entre 30 de março e 12 de abril.

Já a Mercedes-Benz anunciou as férias coletivas para seus funcionários nas fábricas de São Bernardo do Campo, Iracemápolis (SP) e Juíz de Fora (MG), além da unidade de Campinas (SP), onde estão localizadas a linha de produção de peças remanufaturadas da marca.

A Caoa Chery foi mais dura em suas ações e demitiu 59 trabalhadores de sua fábrica em Jacareí (SP) nesta quarta-feira (18). O número de demissões representa 10% do quadro de funcionários da montadora na cidade e resultou em uma greve dos trabalhadores nesta quinta-feira (19). A mobilização paralisou toda a produção e a principal reivindicação é a reintegração dos demitidos.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0